Artigos

13 mar 2007

SALTO ALTO


NOTORIEDADE MUNDIAL

Na última semana, culminando com a importante visita de Bush ao Brasil, a nossa reconhecida capacidade de produzir etanol ganhou notoriedade bem destacada nas manchetes da imprensa mundial. Todas elas com dizeres cujos efeitos projetam o Brasil no cenário internacional, como país de grande potencial bioenergético.

RISCOS

Notícias assim precisam ser muito festejadas. Mas é preciso administrar também os riscos que envolvem esta rápida transformação. Um deles, que nós sabemos bem, é a nossa falta estrutura suficiente e adequada para enfrentar tanta popularidade e demanda. Exemplificando: é como ganhar a sorte grande na loteria e ter pouca educação e nenhum discernimento.

ARROGÂNCIA E SALTO ALTO

Faltando serenidade, inteligência e estrutura emocional, o que mais aparece nestas horas é a arrogância e o velho Salto Alto. Embora o Brasil ganhe importância no cenário mundial, não podemos nos achar os maiores do mundo. Nem imaginar que tudo está resolvido e que somos agora independentes de tudo. Este filme já passou por aqui. Na cana de açúcar, na borracha e no açúcar, para lembrar alguns.

NOVO CICLO DA CANA

Passados quase quinhentos anos do início da nossa respeitável produção de cana, promovida na ocasião pelos descobridores portugueses, desta vez estamos diante de um novo e maravilhoso ciclo da cana, com menos açúcar e muito álcool etanol. Isto para ficar só com este produto, pois já temos também belas plantas de biodiesel.

PRODUTO ESTRATÉGICO

Como estamos diante de um produto estratégico que produz energia, a exemplo do petróleo, e que merece atenção do mundo todo pelas necessidades prementes de transformação da matriz energética, é provável que teremos pela frente algumas posições ideológicas que poderão afetar o negócio. A saber:

PROBLEMAS

1- Todos nós sabemos que onde há petróleo há conflito. Da mesma forma é previsível que, onde houver etanol, assim definida como commodity mundial, também poderá vir a ser uma ambiente de confusão.2- O petróleo, no Brasil, foi monopólio de Estado por muito tempo, fator determinante do atraso demasiado da nossa auto-suficiência. Esta conquista ocorreu depois que a Petrobrás deixou de ter o monopólio, embora continue praticamente sozinha e estatal. E mesmo assim, para explorar o óleo é preciso que haja alvará de pesquisa e lavra, ou seja, o subsolo continua sendo do Estado.

ESTATIZAÇÃO

O Brasil, claramente, está às portas do regime socialista. E o povo já tem muita adoração por estatais. Ninguém pode duvidar, portanto, que o bio-combustível, como produto estratégico, venha a ser do governo. Assim, o risco futuro é que o solo do plantio também venha a ser do Estado. E os atuais produtores venham a precisar de alvará para produzir. Ou, quem sabe, se transformem em concessionários do governo. Que tal?

10 ANOS

Exatamente há 10 anos a General Motors do Brasil anunciou a cidade de Gravataí, como o local de sua terceira fábrica produtora de veículos no País, que juntou-se às suas duas primeiras unidades, localizadas em São Caetano do Sul e São José dos Campos, ambas em São Paulo. Hoje, o Complexo Industrial Automotivo da GM em Gravataí (CIAG), já se aproxima rapidamente para alcançar a expressiva marca do primeiro milhão de veículos produzidos, considerando o Celta, seu primeiro modelo, que começou a ser produzido em julho de 2000, e mais recentemente, o Prisma, cuja produção foi iniciada no segundo semestre de 2006. Proponho que se faça uma grande homenagem ao ex-governador Antônio Britto, pela conquista. E uma vaia ao PT que só não expulsou a GM, como aconteceu com a Ford porque mais de 90% da fábrica já estava concluída.

CONSTRUÇÃO CIVIL

O Escritório de Engenharia Joal Teitelbaum lançou, ontem, o primeiro empreendimento residencial do Brasil com conceito Green Building, de acordo com os fundamentos estabelecidos pelo United States Green Building Council, uma entidade de certificação americana que atesta a excelência na construção sustentável, desde a fase de projeto até a conclusão e utilização das unidades. A preocupação com os recursos utilizados em todo o ciclo produtivo é o principal diferencial de empreendimentos com este conceito, que surgiu na Europa e nos Estados Unidos a partir da década de 1970. ÁGUA - Durante a construção e após a conclusão da obra haverá o aproveitamento de água da chuva. O condomínio contará com reuso da água de chuveiros, lavatórios e dos drenos de ar condicionados. Também serão adotados redutores e economizadores de vazão em chuveiros e torneiras (estas com desligamento automático); medição individual de água com telemetria; e irrigação e controles de bombas automatizados. Segundo estudos da construtora, estas iniciativas possibilitam uma economia de água da ordem de 70%. ENERGIA ? Visando reduzir o consumo de energia elétrica, será implementado a integração do sistema de aquecimento; sistema de automação com sensores para chuva, iluminação e dimerização; isolamento termo-acústico; racionalização da logística e utilização de madeira certificada e de materiais locais de um raio inferior a 1.000 km, preferencialmente. Para o morador do empreendimento, se comparados aos gastos com energia elétrica, estas ações geram uma redução de custos de aproximadamente 20%.

JORNAL JÁ

Na grande confraternização que reunirá autoridades, jornalistas, escritores e diversas personalidades gaúchas, a JÁ Editores lança uma edição comemorativa dos 21 anos de circulação do jornal na capital gaúcha. Em formato de revista, vai abordar uma pauta ampla de interesse regional e nacional, com predominância de reportagens econômicas ? sem ?economês? ? e atenção ao que os empreendimentos representam para a sociedade, para o meio ambiente, para o presente e o futuro do Brasil. Dia 15 de março, no Memorial do Rio Grande do Sul, às 19 horas.

GERDAU

O Grupo Gerdau está presente em obras de infra-estrutura em todo o País. Entre os projetos em construção que contam com aço Gerdau em sua estrutura estão a usina hidrelétrica São Salvador, no Tocantins, e a Mauá, no Paraná. Juntas, as duas usinas têm capacidade para abastecer cerca de 2 milhões de residências. Os produtos utilizados nessas obras e em outros projetos como o Canal de Integração, no Nordeste, o Rodoanel de São Paulo e o Parque Eólico, do Rio Grande do Sul, estarão em exposição na Feicon Batimat 2007. O maior evento de construção da América Latina ocorre de 13 a 17 de março, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo.

Leia mais

12 mar 2007

PEÇO DESCULPAS


PERDÃO

Diante das lamentáveis cenas mostradas na mídia mundial, e na condição de um dos brasileiros que lamenta profundamente a má educação e a ignorância (não sei qual a maior), registradas durante a sua breve visita ao Brasil, peço que aceite as minhas mais sinceras desculpas.

NÃO ME DIZ RESPEITO

Embora tenha discordâncias sobre a sua forma de governar entendo perfeitamente que isto não me diz respeito. Afinal, por não ser um cidadão americano, sei que este assunto deve ser avaliado exclusivamente por seu povo, pelos eleitores dos EUA.

MÍDIA SENSACIONALISTA

As minhas desculpas, de qualquer forma são, primeiramente, pela forma com que muito manifestantes se comportaram. Muitos deles, infelizmente, ajudados e estimulados por parte da nossa mídia mais sensacionalista e perdidamente apaixonada por ditaduras. Amantes de Fidel e Chávez. Infelizmente, pouca gente percebe que, quanto mais sensacionalista a mídia, menos esclarecedora ela se torna. E exemplos de excesso de sensacionalismo não faltam por aqui.

CONGRESSO

Mal sabem todos estes despreparados, que o presidente americano, assim como o nosso, não tem poderes para mexer em tarifas de importação de certos produtos. Este assunto cabe, como precisam saber, ao Congresso americano que não demonstra interesse no assunto.

HOSPITALIDADE

Peço desculpas, também, Mr. Bush, pela falta de hospitalidade demonstrada pelos vândalos de sempre, que constantemente estampam aquele velho e surrado - Bush, Go Home!-, e o ridículo ? Fora Bush!-. Perdoe, mais uma vez, pelas indesculpáveis queimas de bandeiras americanas, símbolo que precisa ser respeitado em qualquer lugar deste mundo.

FALTA DE DISCERNIMENTO

Desculpe, igualmente, pela falta de discernimento do nosso povo mal educado que não consegue distinguir as vantagens abissais do capitalismo sobre o socialismo e o comunismo. Embora o senhor tenha demonstrado boa educação, não fazendo referencias (boas ou más) ao maluco Chávez, lamentamos que por aqui muita gente tenha aplaudido os xingamentos que o líder venezuelano, a todo momento, faz ao senhor e seu país.

DOENÇA

Desculpe, enfim, Mr. Bush, pela já crônica mania doentia que muitos brasileiros têm, de entender e acreditar que somos um país subdesenvolvido por vontade exclusiva dos americanos. Mesmo repudiando guerras, como a do Iraque, os nossos manifestantes jamais condenaram o feroz ditador, Sadam Hussein, pelos males que fez para o povo iraquiano. Desculpe.

CONGREGA/RH

Estão abertas as inscrições para participar do CongregaRH 2007, evento promovido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos, seccional RS (ABRH-RS). Os interessados que efetuarem sua inscrição até o dia 31 de março ganham o livro "Mais que uma motocicleta ? a trajetória da liderança da Harley-Davidson", do autor e palestrante Rich Teerlink. As inscrições podem ser feitas pelo site www.arbrhrs.com.br/congregarh ou pelo telefone (51) 3254.8235.

NOVO HORÁRIO

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) abre uma hora mais cedo a partir de hoje, 12. Com a mudança, o pregão da Bolsa paulista, que funcionava das 11h às 18h, passa a operar das 10h às 17h. O After Market funcionará das 17h30 às 19h. O mercado de balcão organizado da Bovespa vai operar, ininterruptamente, das 10h às 17h. As mudanças têm como objetivo adequar o horário do funcionamento do mercado acionário brasileiro ao norte-americano, com o fim do horário de verão no Brasil.

ESTRADAS

O presidente da Federasul, José Paulo Dornelles Cairoli, apóia a iniciativa do governo do RS em prorrogar o contrato das estradas pedagiadas em troca da contrapartida das concessionárias em novas obras de melhoria da infra-estrutura. Este assunto está sendo tratado pelo governo com a coragem e a seriedade devidas, disse Cairolli. Com a crise das finanças públicas estaduais, a manutenção das concessões privadas é o único caminho para novos investimentos em nossas estradas.

EXPODIRETO

A CaixaRS Fomento Econômico e Social estará presente durante os quatro dias da Expodireto Cotrijal 2007, exposição que começa na próxima segunda-feira, dia 12 de março, em Não-Me-Toque. Técnicos da instituição farão atendimento, das 8h às 18h, no estande localizado no lote 292 e estarão disponíveis informações sobre financiamentos de todos os produtos da CaixaRS.

Leia mais

09 mar 2007

O PORQUÊ DE TANTO ÓDIO


MAL EDUCADOS

Não é recente este ódio destilado por inúmeros brasileiros pelos EUA. Suponho que a maioria do nosso povo até não nutre tal sentimento. Mas, como a voz rouca das ruas sempre impressiona mais, acaba por convencer que os grandes gritões, os barulhentos, representam a totalidade do povo. E é esta impressão, infelizmente, que estamos dando ao mundo, além, é lógico, de que somos muito, mas muito mal-educados.

ÓDIO ESPECÍFICO

Para estes monstros selvagens, o ódio não é, todavia, aos estrangeiros em geral. E tampouco é um ódio particular ao presidente Bush. É ódio visceral aos americanos do norte. Evo Morales, Hugo Chávez, como se sabe, têm visitado bastante o Brasil nos últimos meses, e o prazer em recebe-los é fantástico pelos atuais manifestantes do - Fora Bush!-. Evo Morales, por exemplo, veio aqui, aumentou o preço do gás sem esperar o período de validade do contrato de fornecimento, e saiu aplaudido. Pode?

COVARDIA

Um outro vândalo, o estúpido francês José Bové, devastou plantações de laboratórios no RS, deu um prejuízo enorme e ninguém lhe deu um tapa na cara sequer. Ao contrário: o marginal saiu aplaudido pelos manifestantes que apóiam o vandalismo e as invasões. E ainda dizem que o gaúcho é valente. Valente? Onde? O que se viu foi covardia. Das grossas.

FORO DE SÃO PAULO

O que vamos concluir depois da passagem de Bush por alguns países latinos, e a paralela e provocativa visita de Hugo Chávez aos países já alinhados com o comunismo latino americano, é que Chávez venceu. O Foro de São Paulo, tão ignorado pela nossa mídia, terá mostrado que ganhou o espaço buscado. Chega de etanol, queremos a ideologia social-comunista.

CARNAVAL?

Como as comunicações hoje são muito ágeis, instantâneas, e todo mundo assiste televisão, as cenas dos protestos dos brasileiros repudiando a visita de Bush, deixam as seguintes impressões: 1- pelo grande número de caras pintadas dos manifestantes da Av. Paulista, em SP, muita gente pensa que ainda estamos no carnaval; 2-, que Bush acabou mudando o plano e decidiu visitar o Haiti. Vamos combinar: somos um país de alto risco. Justificamos todo o aparato americano para dar segurança ao visitante.

COMPORTAMENTO

O mais curioso de tudo: Maluf jamais recebeu aqui o tratamento que estamos dando a Bush. Bush não saqueou o Brasil. Os mensaleiros também não receberam este tratamento dado a Bush. Muitos mensaleiros foram reeleitos. Manifestações contra a violência no Brasil, que mata muitíssimo mais do que a guerra no Iraque, não recebe o mesmo tratamento dispensado a Bush.

CLIENTES

Muita gente deve estar se perguntando: afinal, o que nos faz odiar tanto os americanos? No meu entender só há uma resposta: é que eles são os nossos maiores clientes. Compram quase tudo que exportamos. Isto é um crime terrível, não?

LAÇADOR

Hoje, 09, a Prefeitura e a Infraero assinam o termo de cooperação que permite a transferência do Monumento ao Laçador, símbolo oficial de Porto Alegre, para o novo local, em frente ao antigo Aeroporto. O Sítio do Laçador, na Avenida dos Estados, próximo à estação do Trensurb,fica a 600 metros da atual localização da estátua (Praça do Bombeador, Avenida Farrapos), numa área de quatro mil metros quadrados.

ACORDO

A Gerdau Ameristeel Corporation (TSX: GNA.TO, NYSE: GNA) anunciou que chegou a um acordo para um novo contrato de trabalho com o sindicato dos metalúrgicos (United Steelworkers - USW) abrangendo suas unidades de Beaumont, Texas; St. Paul, Minnesota; e Wilton, Iowa. Os novos contratos, efetivos a partir de março de 2007, têm vigência até março de 2010, julho de 2010 e setembro de 2010, respectivamente.

SÁBADO SOLIDÁRIO

Amanhã, sábado, 10 de março, o Wal-Mart Brasil inicia a expansão da ação de arrecadação de alimentos ?Sábado Solidário?, que já existe nas lojas da região Sul há três anos e acontece todo o segundo sábado de cada mês. Para a primeira edição nacional, o Wal-Mart espera arrecadar 60 mil quilos de alimentos.

WORKSHOPS

A Processor Alfamídia está com inscrições abertas para os workshops gratuitos que estará realizando de 13 de março até 26 de abril.Serão novepalestras e, a cada semana, instrutores da escola estarão ministrando mini-aulas nos laboratórios da Alfamídia sobre temas específicos e semcustos para os participantes.Os eventos têm duração de duas horas e começam sempre às 15h e podem incluir conteúdo tanto teórico ou prático. Paraparticipar dos eventos os interessados devem se inscrever antecipadamente, porque as vagas são limitadas. Para garantir a oportunidade é essencial que os inscritos avisem caso não possam comparecer, liberando a vaga para outros interessados. Para fazer sua inscrição e obter informações adicionais consulte a Processor Alfamídia pelo telefone (51) 2111.1666 ou pelo site www.alfamidia.com.br/workshops .

Leia mais

08 mar 2007

DIA DA MULHER CAPAZ !


MINHA HOMENAGEM

Sendo hoje, 08 de março o Dia Internacional da Mulher quero prestar também a minha homenagem às mulheres. Mas, não a todas, como até gostaria. Vai só, pois, para aquelas que lutam constantemente com bons princípios e causas justas. Aquelas que tem este perfil são as minhas homenageadas. Independente de qualquer coisa antecipo que todas as mulheres merecem o meu maior respeito e consideração como seres humanos que são.

ALGO IMPORTANTE

Preliminarmente afirmo que nunca gostei do fato de haver uma data para homenagear as mulheres. Porém, como a tradição manda, entendo então que as 24 horas do dia 08 de março precisam ser bem usadas para premiar aquelas mulheres que fazem algo importante para todos, e não só para quem é do sexo feminino. Vamos aos pré-requisitos:

IGUALDADE

As mulheres, sabidamente, vivem muito mais do que os homens. Faço a minha homenagem, pois, aquelas que propõem firmemente que se acabe com a ridícula diferença, hoje existente, de idade para aposentadoria. Vejam: não é justo que devam trabalhar por maior tempo só porque vivem mais. Precisam acabar só com a diferença, repito. Igualdade.

APOSENTADORIAS

As mulheres também são vistas sempre como mais justas que os homens. Sendo assim, a minha homenagem vai para aquelas que querem igualdade também para as aposentadorias do setor privado e do setor público. E homenageio todas as mulheres que se manifestam contra invasões de terra e outras propriedades exigindo o cumprimento do estado de direito.

NATALIDADE

Mulher guerreira, capaz, corajosa, que precisa ser homenageada diariamente, é aquela que não aceita ter filhos em quantidade maior do que pode educá-los com dignidade. É mulher responsável pela quantidade e qualidade da sua prole. É mulher que não aceita uma Bolsa Família só para facilitar a sua vida sem o devido compromisso da educação dos seus filhos. A estas mulheres, infelizmente muito poucas, as minhas sinceras homenagens.

PRECONCEITO

Tantas coisas poderiam ser elencadas para distinguir aquelas mulheres merecedoras de homenagens. Como este espaço não comporta a exposição de todos os requisitos que a minha crítica estabelece fico com mais uma: mulher que se preze não faz mutirão com bandeira e dizeres do tipo ridículo: Fora Bush! Além de demonstrar pouco conhecimento e falta de educação, admite, principalmente, que não pensa, mas adora preconceitos. Isto não é mulher ideal.

POSTURA

Enfim, a mulher que precisa ser homenageada é aquela que contribui com o raciocínio e o discernimento, para o bem de todos. A estas todas, cujo número desconheço, mas que existem e servem como modelos, só para estas, presto a minha sincera homenagem. Feliz Dia da Mulher. Da mulher útil e inteligente.

TÁ NA MESA

O primeiro Tá na Mesa de 2007, na próxima quarta-feira, 14/3, na Federasul, terá a governadora Yeda Crusius como palestrante. Ela falará sobre Modelo de gestão do Governo do Estado do RS.

EXPO

O Centro de Treinamento e Desenvolvimento Empresarial com sede em Porto Alegre / RS, realizará a 7ª. Expo Supermercados agora como Feira de Descontos (descontos só na feira) com a finalidade de incrementar ainda mais as vendas das Indústrias e Atacadistas distribuidores de produtos, equipamentos e serviços, para supermercados, minimercados, redes e centrais de compras, padarias, confeitarias, armazéns, açougues, mercearias, fruteiras, restaurantes e hotéis.Calendário 2007: 21 e 22 de março (Santana do Livramento) - 10 e 11 de abril (Pelotas) - 09 e 10 de maio (Santa Maria) - 12 e 13 de junho (Porto Alegre) - 24 e 25 de julho (Lajeado) - 14 e 15 de agosto (Carazinho) - 25, 26 e 27 de setembro (Canela) - 23 e 24 de Outubro (Torres).Mais informações: Tel / Fax: (51) 3333 3272, 9967 7448 - e-mail: polese@ctde.com.br.

PÁSCOA

A Lacta quer superar o market share e a própria liderança do mercado de ovos de Páscoa. Neste ano as novidades são os ovos Sonho de Valsa Meio a Meio, o Diamante Negro em formato de diamante e os brinquedos que acompanham os ovos infantis: Barbie e Helo Kitty em miniaturas, relógio digital do Quarteto Fantástico,Trakisom, Trakipum e Trakifone.

SINPLAST

O Sindicato das Indústrias de Material Plástico no Estado do Rio Grande do Sul (Sinplast) convida os jornalistas para a primeira Reunião-Almoço 2007, que contará a palestra Administração Tributária e Financeira na Gestão de Yeda Crusius, ministrada pelo Secretário de Estado da Fazenda, o economista Aod Cunha de Moraes Júnior.No evento, o presidente do Sinplast, Jorge Cardoso, fará o lançamento das comemorações dos 25 anos da entidade. A Reunião-Almoço acontece no dia 14 de março, às 12h, no Espaço Compet, na FIERGS (Av. Assis Brasil, 8787).

Leia mais

07 mar 2007

AS RAZÕES PARA O FRACASSO


REFLEXÃO

Artigos com muitas justificativas não faltam para tentar explicar esta péssima fase, a qual mostra não ser passageira, que está afetando duramente as finanças do Estado do Rio Grande do Sul. Como as coisas não podem ficar restritas a palpites ou avaliação equivocadas, cabe uma centrada reflexão.

DÉCADA DE 90

Quando o Brasil, na década de 90, iniciou o grande período de transformação, com as privatizações e a importante descentralização industrial, a maioria dos Estados ofereceu incentivos fiscais para ficar com o máximo possível das plantas disponíveis. Pois foi aí que a importância relativa do RS ficou mais evidente e começou a diminuir fortemente na comparação com outros Estados.

LOGÍSTICA

Afinal, quem mais mostrava certeza de investimentos, sempre muito maiores no sul, era o grande subdesenvolvimento do norte e nordeste do país. Uma vez que os Estados daquela região começaram a investir e melhorar suas infra-estruturas as diferenças praticamente acabaram. E certas vantagens, principalmente logísticas, ficaram bem claras para quem decidia investir por lá.

CAMINHO SEM VOLTA

Considerando que o RS ignorou a realidade e por isto procurou um caminho sem volta, de rombos e gastos públicos impagáveis, a ordem dos investidores foi de começar a deixar o Estado. E assim foi: tão logo as plantas de muitas empresas se tornavam obsoletas, outros locais menos onerados e mais promissores já passaram a ser os preferidos.

MULTIPLICAR POR CINCO

Isto explica, em parte, o porquê do RS se manter como um Estado caracterizado produtor e vendedor de commodities. Não procurou jamais projetos para agregar valor algum ao produzido, que poderia multiplicar por cinco o valor recebido pelas commodities vendidas.

INCOMPETÊNCIA EXAGERADA

Motivos, portanto, e de várias ordens, existem em quantidade para explicar este enorme fracasso, provocado exclusivamente pela falta de visão e exagerada incompetência dos muitos governantes gaúchos. Estava na cara que o fim seria este. Mas, mesmo assim, deixaram tudo por conta do destino. Ao Deus dará.

O ESTADO DO - NÃO! -

Junte-se a isto tudo um poderoso agravante: as invasões do MST e seus comparsas aumentaram significativamente no RS nos últimos anos. E as atitudes dos baderneiros que destruiram fazendas experimentais sempre foram bem acompanhadas de boas-vindas de governantes petistas. Tudo, a bem da verdade, com um espanto passivo de muitos gaúchos que sempre acharam, de alguma forma, uma causa justa.Foi esta mistura explosiva, de preconceito com ignorância dos gaúchos, aliado a uma arrogância crônica de sempre achar que os demais Estados não se igualam ao RS, que produziu este monstrengo caótico que ninguém mais consegue superar. Hoje o RS é mais conhecido pelo Estado do - NÃO! - Nada pode, nada prospera.

VETO

A Assembléia Legislativa do RS manteve, na tarde desta terça-feira (06), os vetos do governo do Estado aos projetos que visavam à recomposição dos vencimentos do Judiciário, do Ministério Público e do Tribunal de Contas, nos índices de 3%, a partir de 1º de janeiro de 2006, e 3%, a partir de 1º de julho do ano passado, num total de 6,09%, tendo como parâmetro a inflação verificada em 2004. Os projetos haviam sido aprovados pela Assembléia em dezembro passado.

FELIZ

Ao sair, nesta terça-feira (6), da reunião dos 27 governadores com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na Granja do Torto, em Brasília, a governadora Yeda Crusius disse que o encontro inaugurou uma nova etapa do relacionamento republicano entre a presidência e os governadores. ?O ambiente foi espetacularmente positivo, com debate franco e aberto?, afirmou.

LUGAR CERTO

A ABILITÀ - MEDICINA DO TRABALHO & ERGONOMIA em conjunto com a Pró-Ambiente realiza Campanha ?MEDICAMENTO NO LUGAR CERTO? no RS com o objetivo de ajudar a preservar o ambiente. Uma idéia que será transmitida à população um pouco por todo o país, através de eco-parceiros que serão disseminadores do programa para tirar dos lares e ruas medicamentos com prazo de validade vencidos ou em desuso que estão presentes nos mais diversos locais e dar o destino correto. A campanha será realizada tanto para a comunidade em geral como em empresas clientes, no período de 07/03 A 06/05 e terá como posto de coleta a sede da Abilitá (General Vitorino, 330/702 ), no horário das 08 ás 12h e das 14h às 18h de segunda a sexta-feira. A iniciativa irá percorrer Porto Alegre e depois se estender por outros municípios da região metropolitana.

PREMIAÇÕES

As micro e pequenas empresas vencedoras dos Prêmios de Competitividade em 2006, premiações realizadas em diversos estados brasileiros com objetivo de reconhecer as melhores práticas de gestão, participam nesta quarta-feira, 7, em Brasília, do IV Reconhecimento Nacional às Micro e Pequenas Empresas. O evento ocorrerá no Hotel Blue Tree Alvorada (SHTN, Trecho 1, Lote 1B, Bloco C), às 19h30, e contará com a presença do presidente do Conselho de Administração do Grupo Gerdau e presidente-fundador do Movimento Brasil Competitivo (MBC), Jorge Gerdau Johannpeter. Também está confirmada a participação do ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan.

Leia mais

06 mar 2007

COM MUITO ATRASO


SEM DÚVIDAS

Para quem ainda cultiva alguma dúvida sobre as minhas posições liberais, defendidas desde sempre, em todos os artigos do

MAU CAMINHO

Todos, com certeza, ficarão convencidos de que, nestes mais de cinco anos de existência, uma coisa ninguém pode desconhecer: jamais houve mudança na linha editorial, na minha linha de pensamento. Sempre demonstrei, até com severas críticas, o quanto estávamos e o quanto continuamos mal pela falta de boas decisões de todos os governos, em todos os níveis, para liberar a nossa economia.

DECISÕES ERRADAS

Ninguém precisa ser minimamente iniciado em quiromancia, profecia, adivinhações, leitura de futuro, etc., etc, para saber que as decisões tomadas pelos nossos governantes, principalmente quando aprovaram a Constituição de 1988, jamais poderiam ajudar no crescimento do país.

FÁBIO GIAMBIAGI ARREPENDIDO

Faço este registro para mostrar o quanto o economista Fábio Giambiagi, finalmente, mudou. Ele confessa, só agora, estar convertido e muito convencido dos graves erros cometidos no passado, quando chegou a endossar decisões de governo com a Constituição de 1988. Um arrependimento e tanto que, apesar de tudo, só pode contribuir para tentar mudanças num futuro longínquo, pois a enorme conta que estamos pagando hoje, e vamos continuar pagando para sempre, o próprio Giambiagi nunca vai assumir.

CONFISSÃO DE ARREPENDIMENTO

A confissão de arrependimento de Giambiagi está bem clara na Carta ao Leitor, da revista Veja desta semana. Hoje, o economista passou a defender tudo aquilo que sempre defendi, assim como Mario Henrique Simonsen, que nem era um liberal convicto. Outros arrependimentos mais fortes de Giambiagi estão descritos no seu livro recente ? Brasil: Raízes do Atraso - Paternalismo versus Produtividade.

CATASTROFISTA?

O meu pensamento e o meu editorial, sempre dentro da linha, nunca se baseou em profecias. Usei exclusivamente da lógica do raciocínio para defender minhas idéias. Quem assim procede jamais pode ser considerado um catastrofista, como alguns até preferiram ao longo dos anos.

COM ATRASO. MUITO ATRASO.

Ao informar e insistir sobre as conseqüências de atitudes tomadas em cada momento estou sempre chamando a atenção para o resultado que entendo será colhido. Nunca fui, portanto, um agourento ou derrotista. Só usei a lógica, repito. Giambiagi usa a sua agora, com grande atraso. Muito atraso.

DIA DA MULHER?

Cerca de 1,3 mil pessoas, a maioria mulheres, invadiram quatro áreas de florestamento e preservação no início da manhã de hoje, 06. A ação, que teve como alvos as propriedades das empresas de celulose da Votorantin Papel e Celulose em Pinheiro Machado; uma área particular de florestamento em Eldorado do Sul e da Stora Enso em São Francisco de Assis e nas divisa dos municípios de Santana do Livramento e Rosário do Sul, teria sido organizada pela Via Campesina. Gostaria muito que as mulheres brasileiras não ficassem só esperando por homenagens no dia 8 de março. Seria melhor se fossem à luta contra esta barbaridade. Espero.

MASSAIOLA

A Massaiola está trazendo novidades para a rede Zaffari/Bourbon, trata-se do Massa Fácil - Você é o Gourmet -, um kit composto de massa grano duro e molho, que pode ser servido em apenas 5 minutos. Fazem parte da linha Massa Fácil o Garganelli aos 4 queijos, Spaguetti a Bolonhesa e Ravióli de Ricota em massa verde com molho rosé . É só conferir .

FLORENSE

A Florense, empresa moveleira gaúcha que está consagrada no setor de franquias e conquistando posição de ranking no exterior, destaca e sua nova Campanha-2007, a preservação do Meio Ambiente. Todas as lojas terão materiais visuais que ilustrarão o tema ?Meio Ambiente?. O mais importante para a Florense é que o conceito preservação do meio ambiente vai ser reforçado nas ações de marketing de todas as lojas Florense no Brasil e no mundo, neste ano de 2007, que demonstra a importância de se ter um material ecologicamente correto em nossos móveis, enfim todo destino que atende as normas do ISO 14000. Para o Diretor de Marketing da Florense, Sany Marques, ações ecológicas e preservação do meio ambiente estão na moda não só no Brasil como nos países de primeiro mundo, bem como nos EUA. Com esta política queremos demonstrar o nosso respeito ambiental em preservar também o planeta, porque a Florense é uma empresa ecologicamente correta. No Brasil são pouquíssimas as empresas a pensarem neste conceito e a adotarem esta política no desenvolvimento de seus produtos. Idealizamos também, com este trabalho, um argumento muito forte em nossas exportações, que é a consciência ambiental que temos com nossos processos e com a sociedade, revela Sany.

DIREITOS DE PROPRIEDADE

O Índice de Direitos de Propriedade 2007 - IIDP (International Property Rights Index - IPRI) é o primeiro estudo comparativo internacional que mede a importância dos direitos de propriedade, tanto física como intelectual e sua proteção em direção ao bem-estar econômico. O Índice foi criado pelo Programa de Bolsas de Estudo Hernando de Soto da Property Rights Alliance (PRA), em Washington, DC, EUA, e distribuído em 38 organizações de 6 continentes incluindo o INSTITUTO LIBERDADE, no Brasil. O Índice avalia três áreas, Ambiente Legal e Político (LP), Direitos de Propriedade Físicos (PPR) e os Direitos de Propriedade Intelectual (IPR). Os resultados dificilmente surpreendem: os países classificados no topo do quartil usufruem um PIB médio sete vezes maior que os países do quartil inferior. Trata-se de um medidor internacional em direitos de propriedade privada de 70 países, que representam mais do que 95% do PIB mundial. Dentro do espírito do trabalho de ponta conduzido por Soto, a esperança é a de que o Índice prepare o caminho para estudos futuros, que classificarão os países de acordo com as forças e fraquezas de seus direitos de propriedade, assim como apoiar os formuladores de políticas públicas na composição de uma legislação sólida, que fortaleça a proteção da propriedade e o estado de direito. Outro objetivo do Índice é de auxiliar os países na identificação de falhas das políticas atuais de direitos de propriedade e na estrutura legal.

Leia mais