Frase do dia

  A arte de governar consiste em não deixar envelhecer os homens nos seus postos.  

- Napoleão Bonaparte

Artigos


25 fev 2021

O ÓTIMO MÊS DE FEVEREIRO


MARCAS DE FEVEREIRO

O mês de fevereiro, que além de curto ainda vai fechar mostrando que teve apenas 17 dias considerados como -úteis-, está chegando ao seu final com marcas pelo corpo e vários sintomas de stress por tudo de relevante que aconteceu ao longo do breve período que se encerra neste domingo. 


BOAS ENERGIAS E ESPERANÇAS RENOVADAS

Vale lembrar que o mês de fevereiro iniciou espalhando boas energias e esperanças renovadas por duas importantes e inegáveis razões: 1- o Brasil se viu livre da grande praga chamada Rodrigo Maia; e, 2- os novos líderes da Câmara e do Senado se prontificaram em dar andamento -urgente- às dezenas (ou centenas) de propostas que jaziam enterradas nas gavetas das duas Casas.


DISPOSIÇÃO DO CONGRESSO

Pois, não demorou muito para que o Congresso Nacional mostrasse que estava mesmo pronto, maduro e comprometido em fazer e acontecer. Até ontem, 24, o que vimos, para boa satisfação, foi: a aprovação da Autonomia do Banco Central; o Marco Legal do Mercado de Câmbio (falta o Senado aprovar); disposição para PRIVATIZAR a Eletrobrás; idem quanto à quebra do nojento MONOPÓLIO dos Correios e quiçá a sua PRIVATIZAÇÃO; a Nova Lei de Falência, etc.  


PETROBRÁS

No que diz respeito ao rumoroso assunto PETROBRÁS, onde o presidente Jair Bolsonaro, ainda que com intenções que considera válidas e necessárias, se comportou como um ELEFANTE ESTABANADO DENTRO DE UMA LOJA DE CRISTAIS, este fevereiro de 2021 entra para a história por duas razões: 1- a conclusão de VENDA DA PRIMEIRA REFINARIA (de um total de 5 que estão agendadas para este ano); e, 2- ontem 24, a Petrobrás divulgou o seu balanço financeiro do último trimestre de 2020, apontando lucro de R$ 59,890 bilhões no período e mostrando a importante reversão do prejuízo de R$ 22,057 bilhões que foi registrado no mesmo período do ano anterior. 


MESMA TOADA

Ora, depois de DOIS ANOS de muita amargura, com o país parado à espera da boa vontade do Congresso, só estas primeiras medidas já melhoram os ânimos e a esperança e provocam uma mudança nos corações e mentes mais céticas. Tomara que a lista de projetos que Bolsonaro entregou aos líderes da Câmara e do Senado siga na mesma toada das coisas boas que aconteceram neste curto mês de fevereiro. É pouco? Sim, mas para as necessidades que o Brasil enfrenta é muito se for levado em conta o desprezo do Congresso no passado.


ESPAÇO PENSAR +

No ESPAÇO PENSAR + de hoje: RETROCESSO À VISTA? por FERNANDO SCHÜLER - publicado originalmente na GAZETA DO POVO. Para ler acesse o link: https://www.pontocritico.com/espaco-pensar



Leia mais

Patrocínio:

24 fev 2021

SALÁRIO ALTO PROVOCA INVEJA


SALÁRIOS E BÔNUS DA DIRETORIA DA PETROBRÁS

Tão logo o presidente Jair Bolsonaro disse que o presidente da Petrobrás, Roberto Castello Branco, ficou 11 meses em casa, SEM TRABALHAR, fazendo HOME-OFFICE, e ainda por cima embolsa, em média, entre salários e bônus, mais de R$ 200 mil mensais, o que mais se ouviu Brasil afora foi um destilar de forte sentimento de INVEJA misturado com conhecimento ZERO quanto ao modelo de remuneração que a estatal adotou após ter sido alvo da MAIOR CORRUPÇÃO DA HISTÓRIA DO BRASIL, quiçá DO MUNDO, cujo estrago por pouco não obrigou a Petrobrás a entrar com um pedido de FALÊNCIA. 


FAIXA MEDIANA DE REMUNERAÇÃO

Pois, ontem, de forma esclarecedora, a Petrobrás divulgou um comunicado no qual expõe as mudanças no modelo de remuneração dos seus executivos, adotadas em 2019, atrelando o pagamento de salários ao RESULTADO FINANCEIRO DA ESTATAL de forma absolutamente COMPATÍVEL com o que acontece nas empresas de CAPITAL MISTO LISTADAS EM BOLSA, às quais são exigidas nível máximo de transparência. No comunicado diz que: "A remuneração total anual do presidente da Petrobrás, incluindo o bônus, corresponde a 25% da remuneração total anual dos presidentes de outras empresas do mercado nacional de porte equivalente, considerando-se a faixa mediana de remuneração"


COMPARAÇÃO COM O FUTEBOL

O curioso é que muitos daqueles que estão REVOLTADOS contra a remuneração da diretoria da Petrobrás, não registram o mesmo sentimento quanto aos fantásticos SALÁRIOS DOS JOGADORES que atuam nos seus clubes do coração. Aí entendem que bons jogadores, do tipo que fazem a diferença dentro de campo, precisam ser muito bem remunerados. Já no caso da Petrobrás, cuja diretoria atual deveria ser altamente parabenizada pelos gols de placa que vem marcando, com ótimas atuações, aí os maus torcedores entendem que salários e bônus compatíveis com os resultados obtidos não são bem-vindos. Mais: isto sem falar que estão administrando a empresa com foco na recuperação do tombo provocado pela CORRUPÇÃO.


MOTIVOS PARA A DEMISÃO

Volto a dizer, para que não paire dúvida: - O presidente Jair Bolsonaro tem todo o direito de trocar diretores de empresas estatais, até porque representa o acionista controlador. Isto, se não é normal, ao menos é legítimo. O que se faz necessário, para que não paire dúvida na cabeça de TODOS OS ACIONISTAS é que, no caso da Petrobrás, a substituição do presidente Castello Branco não tem como base uma eventual MÁ ADMINISTRAÇÃO ou DIREÇÃO TEMERÁRIA E IRREPONSÁVEL. Os motivos, para não atingir a honra de um excelente gestor, precisam ser ditos e sublinhados.   


PETRÓLEO E CÂMBIO

Ah, só para não passar batido:  - aqueles menos informados, que estão convencidos de que a Petrobrás aumenta os preços dos combustíveis porque gosta de praticar MALDADES, deveriam saber o seguinte:  - Enquanto o PREÇO DO BARRIL DO PETRÓLEO subiu 15% no mercado internacional, no mesmo período o DÓLAR subiu 34%. Só por aí já se vê quem é o MAIOR VILÃO nesta história. E mesmo assim, os Estados cobram o ICMS sobre ambos. Pode? Isto e muito mais nem a Globo nem tantas outras mídias negacionistas informam...



Leia mais

23 fev 2021

O EFEITO ROMPANTE


ROMPANTE

Diante da forte repercussão do último ROMPANTE do presidente Jair Bolsonaro, que pelo efeito repetição já é considerado como MARCA REGISTRADA do impaciente Chefe da Nação, me atrevo a fazer uma análise fria da encrenca, tomando muito cuidado para não deixar que a EMOÇÃO venha a provocar mais dúvida e menos certeza sobre a desastrosa forma -raivosa- que foi utilizada para substituir o presidente da Petrobrás.


RAZÕES PARA O PÂNICO

Primeiramente, por mais que todos os investidores, pequenos, médios ou grandes, estejam fortemente desconfiados de que foram mais uma vez enganados, é importante que fique bem claro que (por ora) Bolsonaro segue afirmando, de forma reiterada, que a mudança do presidente da estatal não significa, em hipótese alguma, que o governo esteja pronto e decidido para INTERVIR NA POLÍTICA DE PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS. O fato, no entanto, é que o ROMPANTE falou mais alto deixando os investidores nacionais e internacionais em pânico, na certeza de que estavam diante da cena onde a presidente Dilma Petista, achou por bem INTERVIR na POLÍTICA DE PREÇOS dos combustíveis, levando as REFINARIAS DA PETROBRÁS a amargarem um pesado prejuízo, que, por sua vez, atingiu em cheio os acionistas-investidores-minoritários.


CONJUNTO DA OBRA

Ora, quem mostra interesse para investir em ações, antes de tudo precisa analisar bem as perspectivas econômico-financeiras da empresa; a capacidade daqueles que estão no comando, definida como GOVERNANÇA; e qual o retorno que imagina como provável em termos de distribuição dos resultados. Pois, neste particular, depois de tudo que a Petrobrás passou, vítima de um fantástico ataque de inúmeros CORRUPTOS, e do saneamento iniciado no governo Temer, a confiança na empresa aumentou muito. Ou seja, a boa administração da Petrobrás fez com que os sempre bem-vindos ESPECULADORES e/ou INVESTIDORES passassem a comprar ações da estatal e, pelo conjunto da obra, o valor de mercado da Petrobrás subiu bastante.   


CLASS ACTION

Mais: o enquadramento da empresa para atender ao que manda a importante Lei das Estatais; uma correta POLÍTICA DE PREÇOS e, principalmente, o CLASS ACTION (uma espécie de ação coletiva prevista na legislação norte-americana que permite que uma classe composta por pessoas que sofreram o mesmo prejuízo, ou prejudicadas pelo mesmo fato e, portanto, possuem um interesse em comum, pleiteiem em conjunto uma indenização pelos prejuízos sofridos) foram fundamentais para tornar a Petrobrás uma empresa atraente para os investidores.  


CAPITAL INTENSIVO

Este era o clima de boa convivência que a Petrobrás conseguiu recuperar a duras penas entre os agentes do mercado financeiro e de capital. Este ambiente saudável, que se faz necessário para qualquer empresa em qualquer situação, mais ainda se torna importante quando estamos diante de uma empresa de CAPITAL INTENSIVO, onde há constante necessidade de FINANCIAMENTO para tocar os incontáveis projetos de INVESTIMENTO.  


REDUÇÃO SUBSTANCIAL DO VALOR DE MERCADO

Como se vê, claramente, o presidente Bolsonaro, ao invés de tratar deste tema tão sensível de forma RACIONAL, o que fez, ainda que tenha agido com a melhor das intenções, foi lançar mão do péssimo ROMPANTE. Com isso acabou por provocar uma imensa desvalorização do valor de mercado da Petrobrás e de outras estatais que, até ontem, superaram os R$ 100 BILHÕES. Coisa, repito, que poderia ter sido evitado sem o uso do ROMPANTE. 


ESPAÇO PENSAR +

No ESPAÇO PENSAR + de hoje: A CULPA PELO PREÇO ELEVADO DOS COMBUSTÍVEIS NÃO É SÓ DA PETROBRÁS - por J.R.GUZZO - publicado na Gazeta do Povo. Para ler acesse o link: https://www.pontocritico.com/espaco-pensar



Leia mais

22 fev 2021

O VERDADEIRO E GRANDE VILÃO SEGUE INTOCÁVEL. PODE?


DIRETO AO PONTO

Antes de tudo, vamos DIRETO AO PONTO, com base em FATOS INQUESTIONÁVEIS E PRA LÁ DE RELEVANTES que, espero ansiosamente, encontre mentes suficientemente sãs e abertas para entender quem é o VERDADEIRO E GRANDE VILÃO nesta questão que envolve os preços dos combustíveis. Comecemos, então, não pelo PREÇO definido pela REFINARIA, mas pelo percentual que cada elo da cadeia, FISCAL, PRODUTIVA E DISTRIBUTIVA, leva no momento em que o consumidor decide adquirir a gasolina e/ou o diesel.  


COMPOSIÇÃO QUE ATESTA O VERDADEIRO VILÃO

Vejam, primeiramente, que enquanto a REFINARIA fica com 29% do valor que o consumidor paga no posto onde abastece seu veículo, a CARGA TRIBUTÁRIA, representada por impostos Federais e Estaduais, leva 44%; a MISTURA DE ETANOL fica com 15%; e o DISTRIBUIDOR (Posto de Combustível) fica com 12%. Ou seja, independente do preço do petróleo no mercado internacional, quem fica com mais da metade do valor que é cobrado nos postos de combustíveis é o GOVERNO, notadamente os governos estaduais, cujo ICMS, além de exorbitante é calculado sobre um valor que só os governadores entendem como justo.  


INTERFERÊNCIA NO LUGAR ERRADO

Pois, o presidente Bolsonaro, tomado por grande surto, ao invés de INTERFERIR diretamente no VILÃO, tratou de CAÇAR, sem dó nem piedade, o presidente da Petrobrás. Mais: Bolsonaro não deu a mínima pelota, nem para a LEI DAS ESTATAIS e muito menos para quem fez um belo trabalho de recuperação, tanto da imagem quanto das finanças da estatal que foi literalmente às traças pelos corruptos governos petistas, Lula e Dilma. 


DUPLO ERRO

Aliás, depois que Bolsonaro escolheu um general para presidir a Petrobrás, não poderá ser visto como algo surpreendente se ele vier a nomear generais para presidir todas as demais estatais, como BNDES, Banco do Brasil, Eletrobrás, Caixa, Correios, etc...A surpresa, ou a grande indignação está no fato do presidente Jair Bolsonaro ter escolhido Kássio Nunes Marques para ministro do STF, quando deveria ter escolhido um GENERAL COM ESPÍRITO INTERVENTOR. Ou seja, só neste quesito Bolsonaro errou duas vezes e de forma gritante e prejudicial para o país.


LEI DAS ESTATAIS

Na questão da LEI DAS ESTATAIS, Bolsonaro também feriu o artigo 17, que trata dos REQUISITOS PARA ESCOLHA DOS ADMINISTRADORES. A lei diz que consideram-se administradores da empresa pública e da sociedade de economia mista os membros do Conselho de Administração e da diretoria. A escolha dos administradores das estatais deve recair sobre cidadãos de reputação ilibada e NOTÓRIO CONHECIMENTO sobre o objeto da empresa. Ora, por tudo que se sabe até este momento, o general Joaquim Silva e Luna nunca trabalhou em empresa petrolífera. Admito que tenha um passado ilibado, mas o fato é que não é expert em petróleo.  


FUNÇÃO PRIMORDIAL

A propósito: desde a minha infância fui convencido de que a FUNÇÃO PRIMORDIAL daqueles que se decidem pela CARREIRA MILITAR é manter a ORDEM, SEGURANÇA E SOBERANIA DO PAÍS. Portanto, quem resolve integrar as FFAA sabe que o Exército, a Aeronáutica e a Marinha são instituições nacionais autorizadas a USAR A FORÇA EM DEFESA DE SEU PAÍS, inclusive por meio do emprego de armas, em três níveis de atuação: estratégico, tático e operacional. Aliás, tudo que o Brasil precisa para enfrentar o grande PODER INIMIGO. Mais: gostaria que o leitor apontasse uma empresa privada, pequena média ou grande, em que seus acionistas escolheram um general como CEO (Executivo). No STF, onde os ministros decidem por vontade ideológica, um general certamente que faria uma grande diferença.



Leia mais


Espaço Pensar +





GILBERTO SIMÕES PIRES

Formado em Administração, o comunicador de pensamento liberal, nome de grande credibilidade na comunidade gaúcha, com ideias próprias e firmes, é defensor da economia de mercado e do fim de qualquer subsídio por parte do governo.

 

Gilberto Simões Pires iniciou sua carreira na área de comunicação em 1986, no Rádio. A seguir atuou como comentarista econômico na TVE (Mercado em Ação); na TV Guaíba (Câmera 2); no Grupo RBS (Rádio Gaúcha, RBS TV e Jornal Zero Hora); na TV Pampa (Pampa Boa Noite).
Após, na Rede Bandeirantes Porto Alegre, ancorou os programas -PRIMEIRO PLANO- na Band AM, e CONTROLE REMOTO na Band TV.
Por oito anos ancorou Programa -PONTOCRITICO.COM- no canal 20 da NET e, desde 2009, escreve diariamente a web-letter - PONTOCRITICO.COM- .


Em ambientes associativos é membro efetivo do Clube de Editores e Jornalistas de Opinião além de coordenar a Sociedade Pensar+.

 

EQUIPE EDITORIAL

 

Editor: Gilberto Simões Pires
Assinaturas: Lúcia Pedroso
Para Anunciar: Cristina Sacks

Sites Interessantes