Frase do dia

  O consumo é a única finalidade e o único propósito de toda produção.  

- Adam Smith

Artigos


23 nov 2020

CARGA PESADA


ROMBO FISCAL ATUALIZADO

Na semana passada o governo federal atualizou a projeção do funesto ROMBO FISCAL para 2020, resultante das medidas emergenciais de combate à pandemia da Covid-19. Desta vez, a expectativa do tamanho da encrenca do setor público consolidado, para 2020, que inclui contas do governo federal, estados e municípios, está por volta de R$ 905,4 bilhões. Vejam que no boletim anterior o DÉFICIT PRIMÁRIO projetado (que não inclui gastos como pagamento dos JUROS DA DÍVIDA) era da ordem de R$ 895,8 bilhões até o final do ano. 


BOLETIM DE FECHAMENTO

Pois, mesmo faltando pouco mais de um mês até o encerramento deste fatídico 2020, não poderá ser visto com olhar de surpresa se ao longo deste curto espaço de tempo ainda seja divulgado um BOLETIM DE FECHAMENTO 2020 dando conta de que o ROMBO FISCAL bateu, enfim na casa do R$ 1 TRILHÃO. 


PIOR DA SÉRIE HISTÓRICA

O fato é que, independente de eventual e sempre possível alteração deste dantesco quadro, uma coisa é absolutamente certa e incontestável: o ROMBO FISCAL deste ano é o PIOR DA SÉRIE HISTÓRICA do nosso empobrecido Brasil. Como tal, mesmo que a economia venha a crescer em torno de 5% ao ano, por vários e ininterruptos anos (o que é pouco provável sem a aprovação de BOAS REFORMAS), a arrecadação de impostos estará longe de melhorar o perfil da elevadíssima DÍVIDA PÚBLICA.


ESPERANÇAS

Entretanto, se houver (e aí também a probabilidade é baixa) um esforço enorme da sociedade no sentido de incentivar a VENDA MACIÇA DE ATIVOS PÚBLICOS, desde imóveis e empresas, e a realização do máximo possível de leilões de CONCESSÕES DE SERVIÇOS PÚBLICOS, transferindo a INICIATIVA PRIVADA, sob a fiscalização das AGÊNCIAS REGULADORAS, a boa e correta OPERAÇÃO DOS SERVIÇOS CONCEDIDOS, aí as nossas eternas ESPERANÇAS no Brasil têm tudo para se tornar realidade. 


PASSIVOS EMPRESARIAIS

Pois, da mesma forma como a PANDEMIA destruiu as CONTAS PÚBLICAS, o CUSTO DO CARREGAMENTO do longo período de PARALIZACÃO provocado pelo infame LOCKDOWN também foi CAUSA DETERMINANTE para reduzir substancialmente o SALDO DE CAIXA das EMPRESAS PRIVADAS. Muitas, inclusive, que já mostravam baixa ou nenhuma disponibilidade de caixa, na tentativa de se manter vivas e atuantes, ao buscar socorro financeiro viram seus PASSIVOS aumentar dramaticamente. 


CUSTO DA PARALISAÇÃO

Este CUSTO ADICIONAL que foi provocado pela PARALISAÇÃO DAS VENDAS, mantendo grande parte dos CUSTOS simplesmente intocáveis, fez com que muitos produtos e serviços tivessem suas MARGENS DE VENDA AUMENTADAS. Portanto, além da INFLAÇÃO DE DEMANDA que vem sendo verificada nitidamente pela FALTA DE INSUMOS, a INFLAÇÃO DE CUSTOS já mostrou a sua cara. Afinal, para tentar sobreviver e poder pagar pelos EMPRÉSTIMOS obtidos, uma alta de preço dos produtos mais demandados estão sendo transferidos para os CONSUMIIDORES POR ELES INTERESSADOS. Aliás, em última análise os CONSUMIDORES têm a soberana liberdade de decidir o que comprar, e qual o preço que estão dispostos a pagar por aquilo que têm interesse.


ESPAÇO PENSAR +

No ESPAÇO PENSAR + de hoje: O VOTO DOS IDOSOS - por Percival Puggina . Para Ler acesse o link: https://www.pontocritico.com/espaco-pensar



Leia mais

Patrocínio:

20 nov 2020

MOMENTO DE FARTURA


FARTA TUDO

O Brasil vive, neste momento, motivado por uma forte demanda, um período de FARTURA EXCESSIVA DE INSUMOS, que se faz presente em vários segmentos da indústria. Digo FARTURA porque -FARTA- muita coisa como, por exemplo, peças para motos e automóveis, garrafas para envasar vinhos, embalagens para cerveja, componentes para vestuário, insumos para móveis, e por aí vai...


PESQUISA DA FGV

Segundo pesquisa divulgada recentemente pela FGV a falta de insumos no país atingiu em outubro os maiores níveis desde 2001 em 14 dos 19 segmentos da indústria. No setor VESTUÁRIO, 74,7% das empresas reportaram FALTA de insumos e componentes; no setor PLÁSTICO, 52,8%; no de LIMPEZA E PERFUMARIA, 39,1%; na INDÚSTRIA FARMACEUTICA, (34,2%); INFORMÁTICA E ELETRÔNICOS, 33,1%; METALURGIA, 31%; COURO E CALÇADOS, 31,1%; QUÍMICO, 27,9%; etc...


MALDITO LOCKDOWN

Na avaliação da CNI, essa -FARTURA-, ou FALTA DE INSUMOS, aconteceu em função do MALDITO LOCKDOWN. No início, como se sabe, a DEMANDA, por conta da PARALISAÇÃO, foi fortemente afetada e, como consequência, o FATURAMENTO das empresas foi praticamente a zero. Diante daquele quadro DANTESCO E IRRESPONSÁVEL, quase todos os fornecedores de insumos e matérias-primas ficaram sem ação, sem perspectivas e/ou sem saber o que fazer. 


ESCASSEZ E AUMENTO DE PREÇOS

Ora, como as CADEIAS PRODUTIVAS foram OBRIGADAS a permanecer, por muito tempo, em modo -PARADO- e os produtores e fornecedores de INSUMOS estavam com ESTOQUES reduzidos, tão logo iniciou a RETOMADA ECONÔMICA, a DEMANDA REPRIMIDA se encontrou com a inevitável ESCASSEZ provocando um mais do que evidente e esperado AUMENTO DOS PREÇOS DOS INSUMOS. Some-se aí o componente da VARIAÇÃO CAMBIAL, em torno de 40%, que provocou um forte  aumento de preços dos insumos importados.


INFLAÇÃO DE DEMANDA

Antes de se deixar levar pelas más informações da mídia, entendam que a atual INFLAÇÃO de preços de produtos e serviços tem como grande responsável o DESEQUILÍBRIO entre OFERTA E DEMANDA. Observem, o propósito,  a pesquisa mostra que 82% das empresas perceberam um crescimento nos preços no terceiro trimestre de 2020 em comparação com o mesmo período do ano passado.


ACOMODAÇÃO DE PREÇOS

Segundo informa a CNI, a expectativa é que vai existir uma determinada ACOMODAÇÃO DOS PREÇOS DOS INSUMOS, na medida em que a DEMANDA FOR MELHOR ATENDIDA. Ainda assim, na avaliação das indústrias esse problema não vai ser resolvido tão cedo. Mais da metade (55%) acredita que a situação só vai se normalizar em 2021. Essa expectativa mais longa é concentrada nos setores de papel e celulose, têxteis, alimentos, extração de minerais não metálicos, produtos de metal e imóveis.


ESPAÇO PENSAR +

No ESPAÇO PENSAR + de hoje: RACISMO - por Roberto Rachewsky - Para ler acesse o link: https://www.pontocritico.com/espaco-pensar



Leia mais


19 nov 2020

ELEITORES EQUIVOCADOS


FRUSTRAÇÃO

Ontem à tarde, no programa BOA TARDE, BRASIL, que vai ao ar na Rádio Guaíba, Porto Alegre, o jornalista Júlio Ribeiro conversou com o músico e compositor Roger Moreira, da Banda -ULTRAJE A RIGOR-, o qual se mostrou um claro defensor das ideias LIBERAIS/CONSERVADORAS que defende. Entretanto, quase no fim do bom bate-papo, Roger deixou escapar a sua FRUSTRAÇÃO com os resultados que Brasil vem obtendo sob o comando do presidente Jair Bolsonaro. 


SALVADORES DA PÁTRIA

O equivocado Roger entendia, assim como milhões de brasileiros -DESINFORMADOS-, que, uma vez eleito presidente, o capitão Bolsonaro teria CARTA BRANCA para fazer tudo aquilo que tanto ele quanto seus eleitores queriam e/ou esperavam. Em outras palavras, este enorme contingente acreditava, piamente, que Bolsonaro assumiria a presidência como legítimo -SALVADOR DA PÁTRIA-, dotado de SUPER PODERES para mandar e desmandar sobre tudo e mais um pouco.

Pois, para estes pobres -FRUSTRADOS-, aí vai uma lista recente (a partir da Nova República, lá em 1985) dos presidentes que foram escolhidos pelos eleitores que estavam certos de que estavam elegendo um -SALVADOR DA PÁTRIA.   


TANCREDO NEVES

O primeiro desta pequena lista de -SALVADORES DA PÁTRIA-, ainda que tenha sido eleito de forma INDIRETA, é TANCREDO NEVES. Como estávamos diante do fim do longo período de governo militar, iniciado em 1964, o povo estava convencido de que o nascimento da NOVA REPÚBLICA, com Tancredo Neves a frente, ali estava o tão esperado SALVADOR DA PÁTRIA. Como se sabe, Tancredo veio a falecer na véspera da posse e muita gente acreditou que a PÁTRIA NÃO FOI SALVA por óbito do presidente.


COLLOR, FHC E LULA

- Em 1990, os brasileiros elegeram COLLOR DE MELLO também como -SALVADOR DA PÁTRIA-, na certeza de que ACABARIA COM A INFLAÇÃO, COM A CORRUPÇÃO, COM OS MARAJÁS E DEFENDERIA OS DESCAMISADOS. O resultado colhido foi uma imensa FRUSTRAÇÃO. Aliás, o que mais marcou a sua passagem na presidência foi o dramático CONFISCO DA POUPANÇA!

- Em 1995, o SALVADOR DA PÁTRIA da hora foi FERNANDO HENRIQUE CARDOSO, que embora tenha se notabilizado pelo Plano Real, ficou muito longe de ter sido um SALVADOR.

- Em 2003, o povo elegeu LULA como, definitivamente, o tão esperado -SALVADOR DA PÁTRIA-. Somando com o governo DILMA-POSTE, a FRUSTRAÇÃO ganhou força descomunal face aos inúmeros casos de CORRUPÇÃO e farta INCOMPETÊNCIA, o que levou o Brasil a um desespero econômico/financeiro.  


BOLSONARO

Recentemente, em 2018, os brasileiros, CANSADOS DE TAMANHA CORRUPÇÃO E DESMANDOS DE TODA ORDEM, elegeram JAIR BOLSONARO na esperança de que ali estava o tão esperado SALVADOR DA PÁTRIA. Passados dois anos, muitos eleitores, assim como o músico Roger Monteiro, ainda não entenderam que os programas de governo, ou seja, do presidente Bolsonaro, dependem de APROVAÇÃO DO PODER LEGISLATIVO. Pois, ao invés de mostrar FRUSTRAÇÃO com o Congresso Nacional, formado pelos nossos deputados e senadores, pelo ATRASO OU NEGAÇÃO na tramitação das inadiáveis REFORMAS, muitos eleitores acusam o presidente Bolsonaro de não querer fazer o que prometeu ao longo da sua campanha. 


QUEM TEM O PODER É O LEGISLATIVO

Como se vê, o povo ainda não percebeu que quem tem o real e inequívoco PODER para desempenhar o legítimo papel de -SALVADOR DA PÁTRIA- é o PODER LEGISLATIVO. Mais: não mostra interesse em reconhecer que este enorme feudo, formado por deputados e senadores, sempre demonstrou forte preferência por ASFIXIAR A PÁTRIA, deixando seu corpo inerte e sem forças para poder se desenvolver.  


ESPAÇO PENSAR +

No ESPAÇO PENSAR + de hoje:  ADVERTÊNCIA AOS CANDIDATOS DE PORTO ALEGRE  -  por Darcy Francisco Carvalho dos Santos  - para ler acesse o link :https://www.pontocritico.com/espaco-pensar



Leia mais


18 nov 2020

O BRASIL AGONIZA NA MACA


AGONIA PERMANENTE

Como se vê, muito por questões culturais e, principalmente de relaxamento e/ou má vontade dos nossos LEGISLADORES (federais, estaduais e municipais), que têm o real e soberano poder de autorizar e aprovar as propostas do Poder EXECUTIVO, sempre há coisas muito mais importantes para se preocupar antes de dar a devida e urgente atenção ao cada dia mais AGONIZANTE ESTADO DE SAÚDE ECONÔMICO/FINANCEIRO do nosso empobrecido Brasil, quer seja federal, estadual e em muitos casos municipal. 


ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Pois, nem mesmo a escancarada e brutal CRISE FISCAL, cuja deterioração das contas públicas é visível por todos os cantos, consegue mexer com os sentimentos dos nossos congressistas, que simplesmente deram as costas para o grande e real problema alegando, desta vez, que as ELEIÇÕES MUNICIPAIS são muito mais importantes do que qualquer outro assunto. 


REFORMAS

Esta cultura de sempre preferir o DESVIO, ou o caminho PROVISÓRIO, já se tornou MARCA REGISTRADA na cabeça da grande maioria dos nossos políticos. Com isso, as propostas de REFORMAS - TRIBUTÁRIA E ADMINISTRATIVA-, que se bem feitas podem atrair investimentos para o nosso país, seguem paralisadas, a espera do fim das Eleições Municipais. Ou seja, até o dia 29/11 não há a mínima perspectiva de qualquer andamento.


UM TRILHÃO NO CURTO PRAZO

Vejam que nem mesmo o perigosíssimo perfil da DÍVIDA PÚBLICA BRASILEIRA, que em função da PANDEMIA deve passar de UM TRILHÃO DE REAIS no CURTO PRAZO (2,4 anos), consegue mexer minimamente com os sentimentos dos nossos congressistas, que têm como líderes Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre.  Pouco ou nada importa, para esses maus brasileiros, que o Tesouro Nacional tem de pagar mais que o dobro da Taxa Selic (2%) para vender TÍTULOS DA DÍVIDA com vencimento daqui a dois anos.


TAXA SELIC - COISA PARA INGLÊS VER...

Isto sem considerar que até o final do ano (2020), a dívida pública deve chegar a 95% do PIB, ou seja, um nível recorde de endividamento. Mais: em dívidas mais longas, quando há mais tempo para administrar, os juros seguem em nível altíssimo. Basta ver que títulos de 10 anos (2030), as taxas estão em torno de 8%, o que prova que a SELIC é coisa para -INGLÊS VER-, como bem diz o ditado popular. 


DADOS OFICIAIS ESCLARECEDORES

A título de melhor esclarecimento, eis aí os dados -oficiais do governo-- compilados pelo professor Ricardo Bergamin, sobre as dívidas dos Estados e Municípios:


1 – Em 2019, os estados tinham uma dívida total de R$ 927,7 bilhões, sendo R$ 690,0 bilhões com a União e R$ 237,7 bilhões com outros credores. 

2 – Em 2019, os municípios tinham uma dívida total de R$ 189,9 bilhões, sendo R$ 30,1 bilhões com a União e R$ 159,8 bilhões com outros credores. 

3 – Em 2019, a dívida total de estados e municípios era de R$ 1.117,6 bilhões, sendo R$ 720,1 bilhões com a União e R$ 397,5 bilhões com outros credores.

4 – Em cinco estados a DC (dívida consolidada) está maior do que a RCL (receita corrente líquida), quais sejam:

4.1 - Alagoas com 115,12%.

4.2 - São Paulo com 193,74%.

4.3 - Minas Gerais com 203,90%.

4.4 - Rio Grande do Sul com 216,50%.

4.5 – Rio de Janeiro com 285,66%.

4.6 Na média dos estados foi de 134,29%.

4.7 Na média dos municípios foi de 81,75%.

4.8 Na média total de estados e municípios foi de 121,04%.

 


ESPAÇO PENSAR +

No ESPAÇO PENSAR + de hoje: O FUTURO DA DIREITA - por Percival Puggina. Para ler acesse o link: https://www.pontocritico.com/espaco-pensar



Leia mais



Espaço Pensar +





GILBERTO SIMÕES PIRES

Formado em Administração, o comunicador de pensamento liberal, nome de grande credibilidade na comunidade gaúcha, com ideias próprias e firmes, é defensor da economia de mercado e do fim de qualquer subsídio por parte do governo.

 

Gilberto Simões Pires iniciou sua carreira na área de comunicação em 1986, no Rádio. A seguir atuou como comentarista econômico na TVE (Mercado em Ação); na TV Guaíba (Câmera 2); no Grupo RBS (Rádio Gaúcha, RBS TV e Jornal Zero Hora); na TV Pampa (Pampa Boa Noite).
Após, na Rede Bandeirantes Porto Alegre, ancorou os programas -PRIMEIRO PLANO- na Band AM, e CONTROLE REMOTO na Band TV.
Por oito anos ancorou Programa -PONTOCRITICO.COM- no canal 20 da NET e, desde 2009, escreve diariamente a web-letter - PONTOCRITICO.COM- .


Em ambientes associativos é membro efetivo do Clube de Editores e Jornalistas de Opinião além de coordenar a Sociedade Pensar+.

 

EQUIPE EDITORIAL

 

Editor: Gilberto Simões Pires
Assinaturas: Lúcia Pedroso
Para Anunciar: Cristina Sacks

Sites Interessantes