Artigos

26 jan 2022

DO QUINTAL PARA A SALA - O CONVITE FOI FEITO!


CARTA-CONVITE PARA INGRESSAR NO PRIMEIRO MUNDO

Ontem, obedecendo a rotina diária de verificar se havia algo na Caixa de Correspondências, um enorme contingente de brasileiros -do bem-, que reúne todos aqueles que, literalmente, levam o nosso País nas costas, produzindo, comercializando e prestando os mais variados serviços, foi surpreendido quando viu que lá estava depositada uma importante CARTA, assinada pela OCDE - Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, convidando o Brasil para fazer parte do seleto grupo de países que compõe o sempre almejado -PRIMEIRO MUNDO-.


IMPOSIÇÕES DESAFIADORAS

A OCDE, fundada em 1961 com o propósito de estimular o PROGRESSO ECONÔMICO E COMÉRCIO MUNDIAL, reúne as NAÇÕES MAIS DESENVOLVIDAS DO MUNDO e como tal é conhecida como -CLUBE DOS RICOS-. Além do Brasil, outros cinco países -Argentina, Bulgária, Croácia, Peru e Romênia foram agraciados com o convite para ingressar na organização intergovernamental. Entretanto, para ser efetivado como -país membro-, as imposições, além de numerosas são pra lá de desafiadoras. Principalmente para países que têm dificuldade para lidar com a necessária LIBERDADE.


PROTAGONISTA

Ao longo de muitos anos, a rigor desde o descobrimento, lá no ano de 1500, o nosso Brasil foi considerado, junto com quase todos os países da América Latina, como QUINTAL DO MUNDO. Isto começou a mudar, ainda que timidamente, quando o economista Jim O'Neil, do banco de investimentos Goldman Sachs, formou o grupo, denominado -BRIC-, composto por Brasil, Rússia, Índia e China, que mais tarde ganhou o S (BRICS) com a entrada da África do Sul (South Africa). A partir daí, como destacou à época a revista The Economist, o Brasil começou a ensaiar o papel de PROTAGONISTA, ainda que, por falta de REFORMAS, seguia a sua sina de preferir o papel de FIGURANTE ou, quando muito, de mero COADJUVANTE.


OPORTUNIDADE QUE NÃO PODE SER PERDIDA

O convite feito ontem pela OCDE, no entanto, enseja que, havendo boa e decisiva disposição para cumprir -satisfatoriamente- com aquilo que consta na longa lista de adequações, o nosso empobrecido Brasil poderá, enfim, sair do velho e surrado QUINTAL DOS PAÍSES SUBDESENVOLVIDOS, e passar a frequentar a SALA reservada à PAÍSES DE PRIMEIRO MUNDO, onde se reúnem as NAÇÕES MAIS DESENVOLVIDAS, que, de antemão, são regidas pela importante e necessária LIBERDADE ECONÔMICA. Até lá a jornada é longa - em torno de 3 a 4 anos-, mas o fato de que a CARTA-CONVITE, por conter a assinatura de TODOS os países-membros, isto, por si só, já mexe muito com a nossa autoestima. Vamos, portanto, em frente, convencidos de que esta oportunidade não pode ser perdida!


HOMENAGEM A OLAVO DE CARVALHO

Para finalizar, aproveito este bloco do editorial para prestar a minha homenagem ao meu amigo Olavo de Carvalho, que conheci lá nos anos 90. Naquela época, quando ainda era um escritor desconhecido, tive a oportunidade de hospedá-lo em minha casa, em Porto Alegre. Junto com o Olavo, como bem lembrou ontem o jornalista -liberal- e pensador Guilherme Baumhardt (Correio do Povo e Rádio Guaíba) passei a desvendar e divulgar, exaustivamente, as reais intenções do PT, assim como o ideário do Foro de São Paulo, mostrando sistematicamente os conteúdos das ATAS DAS DIABÓLICAS REUNIÕES DO FSP. Olavo, para ficar longe dos processos que sofria por dizer apenas e tão somente a VERDADE, resolveu se mudar para Virgínia, EUA,. Naquela ocasião, me pediu encarecidamente que não informasse o seu novo endereço assim como o número de seu telefone. Olavo de Carvalho, mais do que sabido se notabilizou pela defesa intransigente da LIBERDADE E DOS BONS COSTUMES, coisa que, infelizmente, são tidas e havidas como COISA RARA no nosso país.



Leia mais

25 jan 2022

OS BANQUEIROS E O GOVERNO


BANQUEIROS -LEIA-SE FEBRABAN-

No editorial de ontem, 24, que recebeu o título -LUTA DESIGUAL-, elenquei vários (não todos) integrantes da vasta lista daqueles que desde a posse do atual presidente se colocaram escancaradamente CONTRA O GOVERNO. Na lista daqueles que querem ver o presidente Jair Bolsonaro pelas costas consta - BANQUEIROS (leia-se Febraban), sem especificar os motivos para o tamanho descontentamento que mostram a todo momento com a POLÍTICA ECONÔMICA proposta e executada pelo Ministério da Economia. 


MOTIVOS

Um dos motivos, indiscutivelmente, diz respeito ao BANCO CENTRAL, que por força e determinação do governo Bolsonaro, se tornou uma instituição INDEPENDENTE. Como bem diz o termo, ao se tornar INDEPENDENTE, o BC deixou, enfim, de ser -DEPENDENTE- DO SETOR BANCÁRIO E/OU FINANCEIRO. Antes disso, mais precisamente no dia 2 de janeiro de 2019, os BANQUEIROS não gostaram nem um pouco quando ouviram o ministro Paulo Guedes dizer, alto e bom som, que o "Brasil deixará de ser paraíso dos rentistas e inferno para empreendedores". 


DESCOBERTA

Pois, ontem, 24, foi a vez dos BANQUEIROS odiarem não apenas o governo, mas o BANCO CENTRAL - INDEPENDENTE-. O motivo está no anúncio de que a partir de agora (já) está em vigor uma OPERAÇÃO QUE PERMITE que PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS consultem se têm valores para receber de bancos e outras instituições financeiras. A nota do BC informa que na primeira etapa da iniciativa, cerca de R$ 3,9 bilhões serão -DESCOBERTOS- por 24 milhões de pessoas físicas e jurídicas que -ESQUECERAM- da existência de depósitos que tinham nas suas contas correntes bancárias. Que tal?


R$ 8 BILHÕES -ESQUECIDOS-

Mais: o Banco Central estima que os clientes tenham R$ 8 bilhões à sua disposição, quer seja para sacar e/ou investir de acordo com seus interesses. Vale dizer que estes valores têm dono e estes donos são pessoas físicas e jurídicas e não os bancos. Para facilitar a vida dos -esquecidos- o Banco Central já disponibilizou um SERVIÇO DE CONSULTA que pode ser feito através do site do BC (https://www3.bcb.gov.br/), usando apenas o CPF ou CNPJ da empresa e quem for cadastrado no login único do governo federal pode usar os mesmos dados. Ah, o resgate do dinheiro pode ser feito via PIX na conta indicada no sistema para bancos e instituições que aderiram a um termo específico junto ao Banco Central ou por meio de pagamento ou transferência a ser informado pela instituição bancária. 


DUAS FASES

De novo: a consulta e -constatação- de valores estão divididas em duas fases.

Na PRIMEIRA FASE, já disponível, são cerca de R$ 3,9 bilhões de valores a serem devolvidos, como recursos de conta corrente ou poupança encerradas com saldo disponível, além de tarifas, parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente (com devolução prevista em Termo de Compromisso do banco com o BC). Também estão incluídos nessa fase cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários e participantes de cooperativas de crédito, assim como recursos não procurados relativos a grupos de consórcio encerrados.

Já a SEGUNDA FASE deve ser iniciada ainda no primeiro semestre de 2022,  quando estarão disponíveis recursos de: tarifas e parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, previstas ou não em Termo de Compromisso com o BC; contas de pagamento pré-paga e pós-paga encerradas com saldo disponível; contas de registro mantidas por corretoras e distribuidoras de títulos e valores mobiliários encerradas com saldo disponível; entre outros.


ESPAÇO PENSAR +

No ESPAÇO PENSAR + texto de Percival Puggina, O FUNERAL DOS PARTIDOS POLÍTICOS BRASILEIROS. Confira: https://www.pontocritico.com/espaco-pensar



Leia mais

24 jan 2022

LUTA DESIGUAL


GRUPOS DE OPOSIÇÃO

Desde o dia 28 de outubro de 2018, quando, em segundo turno, Jair Bolsonaro foi eleito, com 55% dos votos, como o 38º presidente do Brasil, o que mais se viu por todos os cantos do nosso país foi um forte engajamento dos mais variados GRUPOS DE OPOSIÇÃO, todos voltados, de forma unida, uníssona e organizada, com dois claros propósitos:

1- Desbancar o quanto antes o presidente eleito, fazendo valer, dia sim dia também, a ideia de que Bolsonaro é antidemocrático e negacionista; e,

2- Independente da possibilidade ou não da ocorrência do pretendido -impedimento- a ordem geral é não dar a mínima chance para uma reeleição de Bolsonaro em 2022.  


LISTA ENORME

A organização dos GRUPOS DE OPOSIÇÃO, como se vê, com total nitidez, já é considerada como algo inédito na história do nosso país. Vejam, por exemplo, que na enorme lista das organizações que, por vários motivos, querem ver o presidente Jair Bolsonaro pelas costas, estão: BANQUEIROS (leia-se Febraban), MÍDIA (leia-se a turma do Consórcio), EMPREITEIROS (leia-se envolvidos na Lava-Jato), ADVOGADOS (leia-se a turma que esteve presente no jantar oferecido ao Lula), ARTISTAS (leia-se os descontentes com as alterações da Lei Rouanet), ONGS, UNIVERSIDADES, SINDICATOS, PARTIDOS POLÍTICOS DE ESQUERDA, FUNDAÇÕES, MOVIMENTOS SOCIAIS, STF, MINISTÉRIO PÚBLICO, INÚMEROS GOVERNDORES E PREFEITOS, etc. 


GOVERNO DE RESULTADOS -POSITIVOS-

Dentre os motivos do forte engajamento, o maior deles diz respeito, obviamente, à brusca SECAGEM DAS TETAS DO GOVERNO, que Bolsonaro colocou em prática já nos primeiros dias de seu mandato. E, para deixar ainda mais contrariados e revoltados os participantes dos GRUPOS DE OPOSIÇÃO, o Ministério da Infraestrutura, sob a batuta do competente ministro Tarcísio de Freitas, resolveu mostrar ao mundo todo que este é um GOVERNO DE RESULTADOS -POSITIVOS-. Os números aí estão para não deixar a mínima dúvida: desde 2019 foram realizados 79 leilões. Só no ano passado, 2021, foram 39 leilões - 22 aeroportos, 13 portos, 3 rodovias e 1 ferrovia. E para este ano, 2022, estão programados mais 50 leilões, com estimativa de R$ 165 bilhões em investimentos. Com isso o Brasil terá a infraestrutura mais privada do mundo. Que tal? 


CARTILHA SOCIALISTA

Pois, mesmo diante desta inusitada frente formada por OPOSITORES, cujas CAUSAS, além de nojentas são bastante conhecidas, dos candidatos que, até o presente momento, se declaram dispostos a concorrer à presidente do Brasil, nenhum (de novo: nenhum) consegue mostrar que é melhor do que Bolsonaro. Aliás, para ser bem claro, todos estão flagrantemente identificados com o Basil do atraso, sendo que boa parte não esconde que é adepta da CARTILHA SOCIALISTA.


EFEITO COMPARATIVO

Portanto, diante de tantos maus candidatos, até aqueles que por um ou mais motivos não gostam de Bolsonaro, o fato é que, pelo efeito comparativo, o atual presidente leva enorme vantagem sobre os demais. A rigor, é o único que dedica esforços para que o Brasil entre no rol dos países que defendem a LIBERDADE ECONÔMICA E SOCIAL.


MAU EXEMPLO CIRO

A propósito da má qualidade dos candidatos, observem o MAU EXEMPLO CIRO GOMES, do PDT. Ciro diz que gastamos R$ 3 trilhões em juros. Estupidamente, sem ser contrariado pelo jornalista que o entrevistou, o péssimo candidato incluiu nos juros pagos as rolagens de títulos vencidos. Pode? Mais: também não sabe que em 2020 a conta dos juros foi de R$ 312 bilhões. Com este currículo, o presidenciável não tem condições nem para ser cortador de cana no seu estado.


ESPAÇO PENSAR +

No ESPAÇO PENSAR + de hoje, RESOLVER PROBLEMAS , por Alex Pipkin. Confira: https://www.pontocritico.com/espaco-pensar



Leia mais

21 jan 2022

VINCULAÇÃO AFETIVA DE TERROR


SÍNDROME DE ESTOCOLMO

O termo -SÍNDROME DE ESTOCOLMO-, que nada mais é do que uma VINCULAÇÃO AFETIVA DE TERROR, um estado psicológico em que vítimas se apaixonam pelo seu algoz, foi cunhado pelo criminalista e psiquiatra Nils Bejerot após examinar os reféns de um famoso assalto a um banco sueco, na capital Estocolmo, no ano de 1973, os quais desenvolveram uma RESPOSTA AFETIVA de LEALDADE E SOLIDARIEDADE por seus sequestradores.


PESQUISAS ELEITORAIS

Pois, quando vejo pesquisas eleitorais dando conta de que mais de 40% dos eleitores estão dispostos e/ou decididos a reeleger o ex-presidente Lula, cuja ficha criminal é repleta de CRIMES HEDIONDOS, o que me vem imediatamente à cabeça é que este enorme contingente de brasileiros se tornou vítima da mesma e preocupante -VINCULAÇÃO AFETIVA DE TERROR-, como foi diagnosticada pelo psiquiatra Bejerot, em Estocolmo. 


PAIXÃO DESENFREADA

Esta DESENFREADA VINCULAÇÃO AFETIVA, que arrebatou os corações de grande parte dos eleitores, precisa ser bem estudada e tratada pela psiquiatria e pela psicologia. Mais do que sabido, PAIXÕES DESENFREADAS não raro são capazes de bloquear totalmente o cérebro. Este sentimento se mostra evidente na medida em que -eleitores- não mais conseguem perceber que a volta do PT ao comando do Poder Executivo, que por sua vez vai chefiar a Suprema Corte, cuja maioria dos ministros já demonstrou o quanto está COMPROMETIDA com os interesses e propósitos SOCIALISTAS e/ou COMUNISTAS defendidos com unhas e dentes por Lula e seus seguidores. Este é o quadro vivo e claro que enxergo a cada pesquisa divulgada. 


SOCALISMO BOLIVARIANO

De novo: a cegueira eleitoral, que nada mais é do que a consequência direta da PAIXÃO DESENFREADA por Lula, pelo PT e/ou pelo SOCIALISMO, está plenamente estampada nas pesquisas. Sabendo ou não, o fato é que, embriagados com as narrativas preparadas cuidadosamente pelo Consórcio formado pelos maiores meios de comunicação, os pobres eleitores não têm consciência do que o Brasil, como impõe o escancarado projeto petista, irá DECOLAR e VOAR de forma triunfante em direção aos países latinos que já optaram pelo SOCIALISMO BOLIVARIANO. Com um detalhe: aí o DIVÓRCIO será muito difícil!. Você decide!


JOSÉ RIBEIRO

A propósito deste nojento papel da mídia, liderada pela rede Globo, eis o que diz o jornalista de Belo Horizonte, José Aparecido Ribeiro, que é também licenciado em Filosofia, sobre o comportamento da emissora: “A Globo colocou todo o seu arsenal tecnológico e humano a serviço de um MASSACRE JAMAIS VISTO na história de qualquer país civilizado do ocidente. A guerra ao presidente do Brasil já não é mais velada, tornou-se escancarada e desproporcional, levando a uma inversão de papéis que atenta contra a democracia. A população vem sendo submetida a uma -lavagem cerebral -em um momento que a televisão desempenha papel estratégico de informação e de segurança nacional. Descaradamente, apresenta notícias manipuladas, tiradas de contextos com montagens; recursos audiovisuais empregados para descontextualizar a fala do presidente e um jornalismo sem ética, a serviço dos interesses da emissora. Para a Globo não é a saúde do povo brasileiro que importa, e sim, a destruição do chefe da nação e dos sonhos de quem acredita nele, apesar dos seus defeitos. 


ESPAÇO PENSAR +

No ESPAÇO PENSAR+, INVESTIMENTO ESTRANGEIRO NO BRASIL DOBRA A DESPEITO DOS PESSIMISTAS DE PLANTÃO, por J.R. Guzzo. Confira: https://www.pontocritico.com/espaco-pensar



Leia mais

20 jan 2022

ACREDITE SE QUISER


RIPLEY'S BELIVE OR NOT!

O cartunista americano, Robert Ripley, se tornou uma figura muito conhecida a partir do momento em que resolveu criar uma curiosa CRÔNICA DE JORNAL denominada -RIPLEY'S BELIVE OR NOT!-. Mas a série ganhou fama -mundial- quando Ripley passou a divulgar as imagens dos fatos e/ou casos -incríveis, inusitados, bizarros, muito estranhos, porém verdadeiros- na rede de televisão ABC, com apresentação do ator norte-americano Jack Palance e sua filha Holly Palance. No Brasil, na segunda metade dos anos 80, o programa de Ripley começou a ser transmitido pela antiga TV Manchete, com o título -ACREDITE, SE QUISER!-


CASO LULA

Pois, fico imaginando como seria a crônica do -ACREDITE, SE QUISER!-, do célebre Robert Ripley (falecido em 1949), ao tomar conhecimento da fantástica e inusitada ROUBALHEIRA praticada pelo PT, chefiada, coordenada e incentivada pelo ex-presidente Lula, considerado em prosa e verso como o MAIOR BANDIDO da história do nosso empobrecido Brasil. Mais: fico imaginando com que cara e gestos o ator Jack Palance apresentaria o -BELIVE OR NOT!-  mostrando que o larápio teve a sua condenação -anulada- pelo comprometido STF. 


JACK E HOLLY

Mais ainda: creio que tanto -Jack-, quando sua filha -Holly-, abandonariam para sempre o programa -BELIVE OR NOT!- no exato momento em que ficassem sabendo que depois das inusitadas falcatruas reveladas e provadas ao longo da OPERAÇÃO LAVA-JATO, o ex-presidiário não apenas saiu da prisão como confirmou a sua candidatura para -presidente do Brasil-, cujas pesquisas de intenção de voto, -ACREDITE, SE QUISER!-, apontam que o bandido goza da preferência dos eleitores. Pode?


TUDO TEM LIMITE

Ora, por mais que o -ACREDITE, SE QUISER!- se notabilizou por mostrar casos inéditos e até milagrosos, muita gente relutava em aceitar dizendo que se tratava de -fake news-, ou imagens montadas com a intenção de atingir maior audiência. Entretanto, uma coisa é mais do que certa: o papel nojento do STF, que determinou a soltura de Lula e todos os seus comparsas, foge totalmente de tudo aquilo que possa ser considerado como -incrível, inusitado, bizarro, muito estranho, etc.-. Resumindo: o que está acontecendo no nosso país jamais teria espaço num programa sério como o -BELIVE OR NOT! - Ou seja, tudo tem limite. E o limite está naquilo que é consagrado como FARSA, ou algo IMPOSSÍVEL de acontecer.



Leia mais

19 jan 2022

ENDIVIDAMENTO EXCESSIVO É PROBLEMA DO FINANCIADOR


ENDIVIDAMENTO DAS FAMÍLIAS

No dia 28/12, o Banco Central informou que a parcela da renda das famílias, acumulada nos últimos 12 meses, COMPROMETIDA COM DÍVIDAS com o SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL (leia-se -bancos-) alcançou 49,7%, percentual recorde de toda a série, iniciada em 2005. Ontem, 18/01, a Confederação Nacional do Comércio divulgou o resultado da Pesquisa de ENDIVIDAMENTO e -INADIMPLÊNCIA- das famílias, informando que em 2021 o endividamento TOTAL atingiu 70,9%, com crescimento de 4,4 pontos percentuais sobre 2020, o maior aumento registrado nos últimos 11 anos, quando começou a série histórica.


MODO -PÂNICO-

Pois, antes que os leitores entrem em MODO -PÂNICO-, com as costumeiras NARRATIVAS da MÍDIA ABUTRE, é importante observar que apesar do AUMENTO DO ENDIVIDAMENTO, os indicadores de INADIMPLÊNCIA apresentaram QUEDA NA MÉDIA ANUAL. Segundo o levantamento, 25,2% das famílias afirmaram estar com contas em atraso, ou seja, 0,28 pontos percentuais a menor que no ano anterior, quando 25,5% dos entrevistados faziam parte desse grupo.


RENEGOCIAÇÃO DAS DÍVIDAS

Como bem informa a pesquisadora da CNC, Izis Ferreira, ENDIVIDAMENTO é todo e qualquer compromisso financeiro do futuro, como cartão de crédito, empréstimos, contas de luz, prestações, etc. Já a INADIMPLÊNCIA é quando o consumidor possui alguma dessas dívidas em atraso. E neste quesito -INADIMPLÊNCIA- o número de famílias sem condições de pagar as dívidas que estão em atraso está em 10,5%, com redução de 0,56 pontos percentuais, frente aos 11% registrados em 2020. Detalhe importante: a RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS, assim como, o maior controle dos gastos, proporcionaram condições para que as famílias ampliassem tanto o ENDIVIDAMENTO quanto o CONSUMO, com capacidade de pagamento.


RETORNO AO CONSUMO

O que precisa ser dito e repetido é que o ANO DE 2021 foi marcado pelo RETORNO AO CONSUMO, que por sua vez e ímpeto promoveu um extraordinário AUMENTO DOS PREÇOS RELATIVOS. Estes dois fatores, como bem lembra Izis influenciaram diretamente os indicadores de endividamento, mas com motivações distintas para famílias com renda até 10 salários-mínimos, e famílias com renda acima de 10 salários-mínimos. - “Nas famílias mais pobres, o endividamento aumentou para complementar a renda, já que a -inflação- de itens básicos, como alimentação, medicamentos e habitação foi maior. Para os mais ricos, durante o primeiro ano de pandemia, eles pouparam, pois não estavam consumindo os serviços, por conta das restrições. Depois da segunda onda, com a vacinação, as flexibilizações geraram um aumento no consumo, e consequentemente no endividamento, já que essa faixa de renda mais alta usa muito o cartão de crédito como meio de pagamento.”, explica a pesquisadora.


CATEGORIAS DE DÍVIDAS

Mais, a pesquisa revela que dentro das categorias de dívidas, o uso do CARTÃO DE CRÉDITO chegou a 82,6%, sendo o principal tipo de endividamento, e também o maior número na média histórica. Em segundo lugar, vêm os CARNÊS, sendo usado por 18,1% dos entrevistados, seguido por FINANCIAMENTO DE CARRO, com 11,6% e FINANCIAMENTO DE CASA, com 9,1% dos entrevistados.


RISCO

Tudo leva a crer que a INADIMPLÊNCIA deverá crescer, a considerar que em dezembro o indicador de CONTAS EM ATRASO atingiu 26% das famílias. Isto não significa, como aponta o estudo, que a situação venha a ficar -fora de controle-. Entretanto, quem deve se preocupar é quem CONCEDE CRÉDITO. Todo financiador deve saber do RISCO QUE CORRE quando resolve aprovar e conceder crédito. Isto vale para bancos, empresas comerciais e todos aqueles que entregam seus produtos e prestam serviços com a promessa de receber mais adiante.  



Leia mais