Artigos

20 jun 2006

MUITA FALTA DE TRANSPARÊNCIA


DEPOIS DA FESTA, A CONTA

Finalmente, as operações de transporte aéreo da Varig foram adquiridas. A homologação do leilão, pela Justiça, no final da tarde de ontem, definiu que a NV foi reconhecida como a licitante da concessão. A demora para a definição mostra o tamanho dos desafios que os novos donos irão enfrentar daqui para frente. Começam com uma dificuldade inicial: efetuar o pagamento da primeira parcela do negócio.

DESAFIOS

Portanto, terminada a festa de comemoração da compra, os funcionários da Varig, definidos como TGV, precisam fazer o grande tema de casa: além de pagar a conta precisarão escolher o seleto grupo que deverá tocar a empresa. Tanto na quantidade quanto na qualidade operacional e gerencial. E com salários bem adequados ao orçamento da nova empresa.

CRITÉRIOS

Como a quantidade atual de empregados que compõem o TGV é enorme em relação às necessidades das operações, muita gente vai sobrar. E aí os critérios normalmente utilizados para contornar tais situações, certamente não terão a aceitação dos dispensados, que reagirão com gritos, insultos e muita choradeira.

ALGUÉM MAIS

Mais: para que não se repita o mesmo problema que originou o passivo de mais de R$ 8 bilhões, as garantias de boa gestão administrativo-financeira serão exigidas pela ANAC. E, como se sabe, os vencedores do leilão não têm esta capacidade comprovada. Alguém mais, com este perfil forte e imprescindível, precisará compor o capital da nova empresa, como todos imaginam.

FALTA TRANSPARÊNCIA

Pois é exatamente aí que já começam as desconfianças. Está causando muita estranheza a total falta de transparência quanto ao tal investidor que está por trás da NV. O curioso é que, quando perguntado, a resposta é sempre a mesma: não é possível revelar.

SEM SEGREDOS

Ora, toda a concessionária pública, como é o caso da aviação brasileira, precisa ser muito transparente. Não pode haver segredos nos seus negócios. A ANAC tem obrigação de revelar todos os detalhes para que não haja dúvida na operação. E como o poder concedente é o povo brasileiro, e não seus representantes, a obrigação é ser transparente.

TOP OF MIND RURAL

A linha de arames Gerdau para cercamento é a grande vencedora do Top of Mind Rural. A premiação será concedida no dia 21 de junho, durante a 12ª Feira Internacional da Cadeia Produtiva de Carne (Feicorte). A feira ocorre de 20 a 24 de Junho, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo.

ESTUDO

A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) lança nesta quarta-feira, 21, às 11 horas, durante coletiva para a imprensa, o estudo ?China e o seu efeito sobre a indústria de máquinas e equipamentos no Brasil?. O trabalho é constituído por um amplo levantamento, que detalha as razões do incrível desenvolvimento chinês, mostrando as vantagens e fragilidades do País em relação à indústria brasileira.

CONCURSO

A APIMEC-SUL vai patrocinar até seis participantes do Concurso de Monografias do 19° Congresso APIMEC. Mais informações e normas do concurso, no site:www.congressoapimec2006.com.br

O QUE AS NOSSAS AGÊNCIAS IGNORAM

A Receita de publicidade em veículos online mantém crescimento contínuo. O jornal -The New York Times- registrou, em maio de 2006, taxa de crescimento de receita maior do que nos meses anteriores. O crescimento foi de 4%, mas o maior destaque está na operação de internet, onde a publicidade cresceu 26,9%, sendo que a receita com o portal -About-, adquirido no início do ano passado, aumentou 59%. Este resultado acompanha o desempenho obtido pelas versões online dos jornais norte-americanos, cuja publicidade cresce em ritmo bem superior ao dos veículos impressos, segundo dados da Newspaper Association of America. Nos primeiros três meses deste ano, os impressos faturaram US$ 10,5 bilhões, e as edições online somaram US$ 613 milhões. Enquanto os primeiros registraram um crescimento de apenas 0,3% no primeiro trimestre do ano, as edições dos jornais na web cresceram 35% em publicidade.

Leia mais

19 jun 2006

O FUTEBOL E A ECONOMIA


AVALIANDO OS RISCOS

Além do risco econômico do Brasil, coisa que certamente não é de compreensão e interesse para a grande maioria dos brasileiros, há também o chamado risco futebolístico nacional que, por sua vez, é largamente discutido e comentado em todas as rodas. Por certo, como não somos invejados pela nossa situação econômica, nos contentamos muito por ostentar a marca de penta-campeões de futebol.

QUESTÃO DE CONSCIÊNCIA

Esta consciência que quase todos os brasileiros têm, sobre as mudanças que a nossa Seleção precisa sofrer para que o nosso futebol apareça de forma convincente, é exatamente a mesma que falta para que o Brasil mostre um alto desempenho econômico sustentado.

O MELHOR ESTÁ NO BANCO

Observem que as críticas ao técnico Parreira são praticamente unânimes, sobre a urgente presença de Robinho no lugar de Ronalducho, na Seleção. E a gritaria pela saída de Adriano, outro gorducho, também vem aumentando de maneira significativa, pela sua falta de mobilização apresentada a cada jogo. A entrada relâmpago de Fred já mostrou que o melhor do Brasil está mesmo no banco.

TROCA DE TÉCNICOS

Assim como há critérios importantes para a escolha e dispensa dos técnicos das equipes de futebol, no ambiente do permanente campeonato mundial de crescimento econômico deveria também acontecer o mesmo. Os países que adotaram o sistema parlamentarista agem assim. Se algo não está dando certo, trocam de técnico. E bola pra frente.

REFORMAS

Embora muito descrente não jogo a toalha. A todo o momento me proponho, pela minha forma de comunicação, a mostrar o quanto precisamos ser partícipes e exigentes quanto às reformas que precisamos fazer para tornar o Brasil um player considerável entre os países desenvolvidos. Esta consciência ainda precisa ser despertada. A tempo para que deixemos de viver com surtos de curta duração de crescimento.

VENCEDORES

O mesmo espírito que toma conta dos brasileiros em querer ser hexa, hepta, octa e muito mais, precisa ser o mesmo para que tenhamos mais segurança, educação, saúde e respeito à individualidade. Esta mobilização, que pode ser copiada do futebol, nos levará mais longe do que meros campeões da bola. Podemos ser grandes vencedores no desenvolvimento e crescimento econômico. E ainda continuaremos temidos nos gramados. Que tal?

TÁ NA MESA

A Federasul recebe no Tá na Mesa desta quarta, dia 21, o padre Aloysio Bohnen, vice-reitor da Unisinos e vice-presidente do conselho do PGQP. O convidado falará sobre "Educação, um dos fatores decisivos para o desenvolvimento econômico e social do RS.

ESPM

A Escola Superior de Propaganda e Marketing está lançando, de forma inédita no Rio Grande do Sul, o curso Desvendando o Marketing, voltado exclusivamente para jornalistas graduados. O objetivo do curso é proporcionar o entendimento na área de marketing e negócios, tornando-se uma oportunidade para os jornalistas complementarem seus conhecimentos. Para isso, foi criado um programa específico composto por oito aulas que totalizam 36 horas/aula. O curso, que será gratuíto e com vagas limitadas, é destinado a jornalistas que estejam atuando em veículos de comunicação. Terão prioridade os jornalistas indicados por editores, sendo, inicialmente, duas vagas por veículo. As aulas terão início no dia 27 de junho de 2006 e serão realizadas durante oito terças-feiras, das 9h às 12h, na sede da ESPM (Rua Guilherme Schell, 350 - Porto Alegre). Ao final do curso, o jornalista receberá um certificado (mediante 80% de freqüência).

CONCURSO

As empresas gráficas interessadas em concorrer ao Prêmio Gaúcho de Excelência Gráfica, promovido pela Associação Brasileira da Indústria Gráfica no RS (Abigraf/RS), têm até o dia 30 de junho para garantirem suas inscrições. O volume de trabalhos enviados para julgamento aumentou nos últimos dias em função do término do prazo e segundo os organizadores deve superar os números obtidos em 2005, quando foram inscritas 271 peças. A inscrição deverá ser efetuada através do site www.abigraf-rs.com.br preenchendo corretamente o formulário disponibilizado.

PRONTO SOCORRO

A Câmara Municipal dePorto Alegre receberá, nesta terça-feira, 20, às 14h30min, na sala da Cosmam, a direção do Hospital Parque Belém. A reunião visa a discutir a viabilidade de o Parque Belém, localizado no Bairro Belém Velho, vir a se constituir no Pronto Socorro da Zona Sul. A proposta, lançada pela Cosmam no ano passado, objetiva descentralizar o atendimento prestado pelo único HPSda Capital, na região central.

Leia mais

14 jun 2006

UM PLANO DE RECUPERAÇÃO PARA O RS


OS PROGRAMAS

Os programas: - O Rio Grande que Queremos ? e o - Pacto pelo Rio Grande ?, sem sombra de dúvidas, são muito bem-vindos. Diante da situação gravíssima que vive o RS, pelo menos já estamos discutindo, embora com grande atraso, algumas soluções que possam nos tirar deste atoleiro fantástico.

COMPRANDO BROCAS

Até agora, o grande comentário, que mais parece uma indagação em todas as rodas gaúchas tem sido se já teríamos chegado ao fundo do poço. Mas, na realidade, a verdade é uma só: quanto mais estamos chegando no fundo sempre aparece um empréstimo para a compra de brocas novas e grandes para aumentar a profundidade do buraco.

MELHOR PERÍODO

O período em que ocorreu alguma criatividade, e vontade, para o enfretamento dos problemas mais graves do RS foi durante o governo Britto. Uma pena que muitos dos aprimoramentos e soluções foram deixados para serem implementados no seu segundo mandato, que infelizmente não aconteceu.

O INFERNO GAÚCHO

Depois, com o fatídico governo Olívio e, mais recentemente, com o morno e pobre Rigotto, o buraco só aumentou. Nenhuma reforma foi feita para melhorar o panorama das contas públicas. Se já não era boa a situação passamos a viver mais intensamente o inferno, e não o inverno, gaúcho.

RS PREVIDÊNCIA

Gente: qualquer melhora possível das contas públicas do Estado passa pela formação desesperada de um RS Previdência. Só um Fundo previdenciário pode tirar o Tesouro da cada vez mais impossível tarefa de continuar pagando a folha dos aposentados. Um Fundo, enfim, que seja capaz de, paulatinamente, diminuir a dependência de impostos usados para pagar a conta dos aposentados do funcionalismo.

PARA PENSAR NO FERIADÃO

Esta providência havia sido tomada por Britto quando vendeu patrimônio público com este objetivo e poupou os recursos. Olívio recebeu o dinheiro e, ao invés de manter investimento, jogou tudo em despesas criadas por ele mesmo. Um inferno sem precedentes. Se os programas acima não contemplarem este ponto absolutamente importante, não há como o RS ter sucesso. Pense nisto durante este feriadão. É por aí que iniciam as soluções. O resto é comprar brocas para aumentar o buraco. Deixar o poço mais fundo.

SIMPLES

Quais as vantagens do Simples estadual para as pequenas empresas, como e quando se valer desta modalidade e como calcular? Estas e outras perguntas sobre o Simples estadual serão respondidas durante o próximo Almoço do Varejo, promovido pela CDL de Porto Alegre, no próximo dia 20 de junho. O encontro terá a participação do coordenador da equipe responsável pela elaboração do texto que resultou nesta lei de arrecadação tributária. Às 12h no Salão de Eventos do Hotel Plaza São Rafael.Informações pelo telefone: 51- 3216.8220/ 3216.8144.

CONVENÇÃO

A AGAS ? Associação Gaúcha de Supermercados promove, nos dias 20 e 21 de junho, na Universidade de Passo Fundo, a 29ª Convenção Regional de Supermercados ? Feira de Produtos e Serviços. A feira, que deve receber a participação de três mil pessoas, terá a abertura oficial às 15h do dia 20 de junho.

FARSUL

As etapas de construção do planejamento estratégico para o período 2006-2010 do sistema Farsul, formado pela Federação da Agricultura, Senar-RS e Casa Rural ? Centro do Agronegócio, foram tema de discussão do encontro que reuniu mais de 80 presidentes de sindicatos rurais e dirigentes das três entidades, nos dias 12 e 13 de junho, na Casa da Farsul, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio.

COORDENADOR

O prefeito Marcos Ronchetti de Canoas foi indicado pelo PSDB/RS para ser o coordenador da Comissão de Negociação Política com outros partidos, durante reunião da presidente estadual do partido, deputada federal Yeda Crusius, com os prefeitos e vice-prefeitos tucanos na Assembléia Legislativa. Ronchetti aceitou a missão e ressaltou que precisará do apoio de todos para cumprir esta missão. "Para vencer uma eleição é preciso de grupo e boas coligações. Sem a pegada de todos, o trabalho fica inviável", declarou ele.

Leia mais

13 jun 2006

PRA FRENTE, BRASIL!


PERDA DE TEMPO

Hoje, qualquer comentário, verbal ou escrito, que não seja sobre futebol, não tem como atrair ouvintes ou leitores. E mesmo assim só merecerão algum interesse aqueles que digam que a nossa Seleção é a melhor de todas, que é imbatível. O resto é coisa pra secador.

PAIXÃO

Para deixar bem claro, a maioria do nosso povo, certamente bastante influenciada pela paixão e também pela mídia, não está preparada para derrotas. Nem hoje nem nos jogos seguintes desta Copa.

DIFERENTE

Brasileiro, como se vê, é assim: pode sofrer todas as derrotas possíveis, tanto no ambiente econômico quanto político. Suporta tudo com muita paciência sem manifestações. Mas, quando o assunto é futebol, a coisa é bem diferente. Basta não ver correspondida sua vontade e o pau come.

CAFÚ

Vejam, por exemplo, a situação de Cafu, capitão da Seleção. Depois da notícia de que a Justiça italiana pediu a sua prisão, por questões que envolvem falsificações de documentos para adquirir passaporte estrangeiro, a revolta foi grande. Não contra o atleta, mas contra os italianos.

TRANQÜILIDADE

Ora, para quem está acostumado a lidar com o crime e nada se manifesta, o fato de um jogador do clube favorito ou da Seleção estar envolvido, ao invés de se pedir justiça exigimos tranqüilidade para o atleta. Estamos ferrados.

VAMOS À COPA

Futebol é assim. Em várias partes do mundo, jogadores consagrados são intocáveis. Estão acima de qualquer suspeita. No Brasil, porém, a coisa é mais sintomática. Até argentino, que não é suportado em hipótese alguma pelos torcedores brasileiros, se jogar no Brasil os puxa-sacos já o elegem como o melhor jogador do ano. Vamos à Copa. Vamos à vitória.

TÁ NA MESA

O superintendente da Serasa, Silvânio Covas, é o palestrante do Tá na Mesa de amanhã, quarta, dia 14 de junho. O convidado falará sobre o ?Primeiro ano da nova Lei de Falências?. A partir das 11h30min no Salão Nobre do Palácio do Comércio.

INTEGRAÇÃO

Com o objetivo de estabelecer maior integração das empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), a Associação das EmpresasBrasileiras de Tecnologia da Informação, Software e Internet - Regional RS (Assespro) promove, dia 21, no prédio 50 da PUC/RS, o 2º Encontro de Integração das Empresas de TIC em Inovação Tecnológica do RS.

AQUISIÇÃO

A Gerdau S.A. comunica que sua subsidiária na América do Norte, adquiriu a totalidade das ações de emissão da Sheffield Steel Corporation,nos Estados Unidos, concluindo, assim, sua aquisição.

PESQUISA

A Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-RS), seccional Rio Grande do Sul, está com as inscrições abertas para 32ª edição Pesquisa de Remuneração Perspectivas RH, até o dia 30 de junho. As empresas participantes da pesquisa receberão um referencial de mercado básico gratuitamente, e poderão optar por receber relatórios personalizados. Para participar basta associar-se à entidade, pelo site www.abrhrs.com.br.

Leia mais

12 jun 2006

SEMANA INÚTIL


COPA DO MUNDO

Esta semana, com toda a certeza, não tem como constar do calendário econômico e político brasileiro. Só o feriado de Corpus Christi já seria o bastante para deixar a semana curta. Porém, com o primeiro jogo do Brasil na Copa marcado para amanhã, só o futebol ocupará a jornada. Sobrariam, assim, o dia de hoje e quarta-feira para alguma coisa. Com a existência dos demais jogos da Copa tudo acabará sendo adiado para... julho.

POLÍTICA

Na política, a notícia é a aliança PSDB-PFL. Ocupa ainda algum espaço na mídia, com o anuncio da confirmação da chapa - Geraldo Alckmin e José Jorge ? como maiores candidatos oposicionistas para as eleições de outubro. Terminada a Copa do Mundo, que ocupando hoje 90% dos noticiários, este mesmo percentual acabará sendo dedicado às eleições 2006.

ECONOMIA

Na economia, a debandada dos estrangeiros dos países emergentes continua sendo notícia. Se muitas empresas brasileiras continuam com algum fôlego para apresentar resultados satisfatórios aos seus acionistas, nada impede o recuo das cotações das ações nas Bolsas. O problema é de redução do fluxo de capital, que provam quedas sistêmicas, e não o de desempenho das companhias.

SEM O MONOPÓLIO

Na política, que influi na economia de alguma forma, o esporte predileto dos candidatos oposicionistas continua sendo o de acusar Lula de incompetente. Lula, embora tenha seus defeitos e preferências complicadas, não tem o monopólio da incapacidade ou da esperteza política. Até agora, neste Brasil de cinco séculos, não apareceu um governante que fosse capaz de incluir o país no primeiro mundo. Sempre vivemos no terceiro mundo por opção.

MAIS PROTEGIDOS

Vejam, por exemplo, a reação da oposição, quando da invasão da gangue do MLST na Câmara. Além da despesa que teremos com o conserto da destruição, o deputado Moroni Torgan sugeriu que fosse aumentado o número de funcionários para dar segurança à Casa. Ou seja, mais despesas para que a outra gangue fique mais protegida. Viva.

MAIS SOFRIMENTO

O lamentável é que esta indignação, que está tomando conta de todas as mentes mais esclarecidas (embora constitua uma minoria inexpressiva da população brasileira), não consegue ir adiante. Esta parcela da sociedade, quando participa de palestras ou reuniões, depois de ouvir o que crê e pensa, sai de alma lavada. Ora, se terminada a reunião tudo continua igual, ou seja, não há ação corretiva na seqüência, de nada adianta ouvir a encrenca em que estamos metidos, pois aí ela não passa de mais sofrimento.

FUSÕES E AQUISIÇÕES

Fusões e aquisições nos cinco primeiros meses de 2006 apresentaram 50 transações a mais do que no ano anterior, representando um aumento de 35% no número de negócios. Até maio foram registradas 192 transações no Brasil, contra 142 de igual período no ano passado. Este aumento esteve associado ao aquecimento de alguns setores, com o de Alimentos, Tecnologia da Informação e Construção Civil. Estes três setores reunidos concentraram 29% dos negócios de janeiro a maio. A Alimentação, impulsionada pelas transações de açúcar e álcool em 2006 ?com sete transações- apresentou um aumento de mais de 100% em relação ao ano passado. A \"TI\" teve seu crescimento a partir das operações de empresas de software: 7 transações em 2006, frente as 3 no mesmo período do ano anterior. Instituições financeiras ocupam a terceira colocação, com transações relevantes no período, como Itaú/ BankBoston e UBS/ Pactual.

PRODUTOS HP

A CGK Sistemas de Informação, empresa de Porto Alegre (RS), que opera com soluções para Tecnologia da Informação (TI) passa a oferecer ao mercado também a linha corporativa de produtos Hp. Além do renome da HP, a parceria garante aos clientes da CGK suporte total sobre os equipamentos, com acesso a todas as principais cidades do Brasil.

DIA DOS NAMORADOS

O Sheraton reservou para o Dia dos Namorados, hoje, a partir das 20h, o Salão Mercosul, no 4º andar, um ar romântico, envolto por velas, corações e rosas vermelhas, recebendo os casais com um cardápio exclusivo criado pelo chef Mauro de Souza.

VENDAS

O setor de gêneros alimentícios foi o propulsor para o aumento de 1,9% no volume de vendas do comércio varejista no RS em abril deste ano em relação ao mesmo mês de 2005, enquanto que o comércio ampliado cresceu 3,3%. A divulgação integra o Índice de Vendas do Varejo

Leia mais

09 jun 2006

A VARIG E A LEI DE FALÊNCIAS


PLANO DE RECUPERAÇÃO

Enfim espero que a sociedade possa agora entender melhor o que é o tal de Programa de Recuperação de Empresas, que faz parte na nova Lei de Falências. A Varig, por oportuno, virou o grande case de recuperação empresarial, embora estejamos diante de uma situação que trata de uma concessionária de serviço público, como é o caso da aviação no Brasil.

APAIXONADOS

A Varig, antes de ser uma empresa que tem obrigações para com seus fornecedores, acionistas e passageiros, virou um grande símbolo nacional, o que dificultou o bem entendimento do cumprimento da lei. Aí, os apaixonados pela Varig, não suportando a hipótese do fechamento da empresa, passaram a colocar seus sentimentos acima do raciocínio, tal qual torcedores de um clube de futebol.

INCOMPETENTES PARA O NEGÓCIO

Governo não é para ajudar empresas ou para colocar dinheiro nelas evitando seu fechamento. Mas, quando é um poder concedente precisa saber que tem responsabilidades como tal. Além de saber, também, como deve proceder para substituir algum concessionário problemático como é o caso dos controladores da Varig que, como é sabido, já provaram ser muito incompetentes para o negócio.

BEM ESTAR

Sem paixão, e usando o estrito raciocínio, entendam que os atuais donos da Varig hoje são os seus credores. A FRB - Fundação Rubem Berta - é possuidora só das dívidas e não do capital. Aliás, o capital da Varig, por ser inferior ao tamanho das dividas da empresa define o patrimônio negativo. É importante lembrar o objetivo da FRB, como consta no seu estatuto, nunca foi o lucro, mas o bem estar de seus participantes. Isto nós conhecemos bem pelas vantagens absurdas concedidas aos funcionários.

CRÉDITOS

Assim, os credores é que, através do Plano de Recuperação, decidiram como e quando imaginam receber seus créditos. Credor, com todo o direito que tem, não querendo aceitar o Plano, está dizendo que abdica dos seus créditos, o que promove uma diminuição do passivo da empresa. E não pode haver privilégio algum. Todos receberão ao mesmo tempo aquilo que ficou acordado, de acordo com a disponibilidade da empresa. Dependendo, obviamente, da boa gestão que deverá ser implementada.

LEILÃO

O Leilão ocorrido ontem, que frustrou a quase todos, é que os vencedores parecem não estar com a bola toda. Se não lhes falta capital humano, falta capital financeiro. E também não está claro o importante capital técnico-gerencial. Tudo dependerá do que será apresentado nas próximas horas aos credores e ao juiz.

SEMINÁRIO

A AGERT, em parceria com a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT), promove na próxima segunda-feira, dia 12 de junho, o Seminário Eleições 2006, que será realizado na sede do Tribunal Regional Eleitoral, a partir das 9h30min. O evento vai instruir os empresários da radiodifusão e os profissionais da área de comunicação sobre as regras e as propagandas eleitorais em rádio e TV

ELEIÇÕES 2006

A presidente estadual do PSDB/RS, deputada federal Yeda Crusius, convidou todos os prefeitos e vice-prefeitos do partido para discutir e dar encaminhamentos relativos às eleições 2006. O evento será realizado na próxima segunda-feira (12), às 10h, na Sala Maurício Cardoso (4º andar), da Assembléia Legislativa e tratará, entre outros assuntos, das candidaturas tucanas à Presidência da República, Congresso Nacional e Assembléia Legislativa, além das possíveis alianças com outros partidos.

DIA DOS NAMORADOS

A administração do Moinhos Shopping prevê um crescimento de 16% nas vendas para o Dia dos Namorados e uma evolução de 25% no fluxo de público. Roupas, jóias e DVD?s deverão ser os artigos mais procurados no Shopping. Até domingo (11), o empreendimento criou a promoção Juntamos Dia dos Namorados e Copa do Mundo. Ou seja, 100% do seu coração. O casal autor da história mais criativa sobre os temas amor e futebol vai ganhar uma TV Plasma 42?. Os cupons, regulamento e a urna para depósito da inscrição estão localizados no lounge do segundo andar. Lá mesmo, o público pode assistir ao vídeo sobre a história da Fifa e a transmissão dos jogos da Copa.

CAFÉ COM SAÚDE

No próximo sábado, dia 10 de junho, acontece mais um Café com Saúde no Café do Porto. Nesta edição, o tema abordado será a cafeína e seus benefícios para a saúde mental e física. Após a palestra haverá uma caminhada no Parcão. O Café com Saúde inicia às 9h30min e a participação é aberta ao público.

Leia mais