Artigos

30 jun 2020

O VELHO NORMAL


ESPECULAÇÕES PÓS PANDEMIA

Desde o início deste interminável CONFINAMENTO, quando governadores e prefeitos DITADORES, sob alegação de SALVAR VIDAS trataram de MATAR e ESQUARTEJAR a ECONOMIA de seus estados e municípios, o que não faltou foram especulações sobre o tal de NOVO NORMAL que deverá imperar PÓS PANDEMIA .

 


HOME OFFICE

Pois, diante de tanta coisa que já li e ouvi a respeito deste NOVO CONCEITO de vida e de trabalho, que se caracteriza basicamente pelo modelo HOME OFFICE adotado em larga escala tanto pelo Setor Privado quanto pelo Setor Público, achei por bem palpitar sobre este interessante e provocante tema. 

 


O POVO ESQUECE RÁPIDO

No meu entender,  e no entender da história, o povo brasileiro esquece tudo com grande rapidez. Alguns saudosistas, do tipo -fervorosos- ainda fazem questão de rever fotos e imagens com o propósito de ilustrar as histórias que contam para seus filhos, netos e amigos mais jovens.

 


TERCEIRA ONDA

Este conceito de trabalhar em casa, ou HOME OFFICE, aqui entre nós, deriva da TERCEIRA ONDA, como referiu Alvin Toffler, na década de 80/90, com o advento da internet. No caso do Brasil, Toffler disse que existem na verdade três países diferentes no nosso país:

1- O Brasil da PRIMEIRA ONDA, em que as pessoas TRABALHAM NA TERRA da forma que seus ancestrais faziam há centenas de anos, produzindo só o necessário para sobreviver.

2- O Brasil da SEGUNDA ONDA é visto em São Paulo e em várias outras regiões do país, com GRANDE URBANIZAÇÃO, INDÚSTRIAS, ENGARRAFAMENTOS E POLUIÇÃO. 

3- O Brasil da TERCEIRA ONDA, onde uma parte da sociedade, plugada na internet, usam computadores de forma rotineira e têm empregos que exigem um conhecimento cada vez mais sofisticado.

 

 

 


PORTABILIDADE

Lembro bem quando Alvin Toffler esteve em Porto Alegre para participar do Congresso Internacional de Marketing, promovido pela ADVB/RS. Perguntei a ele como conseguia dar consultoria a várias empresas morando nas montanhas do Colorado. A resposta foi simples e direta: - você, que trabalha na área da Comunicação, muito em breve gozará da importante -PORTABILIDADE-. Com isso você vai produzir conteúdos na sua casa, hotel ou onde quiser. O importante não é onde você produz, mas o que você é capaz de produzir para agradar seus consumidores. 

 


DEPOIS DA VACINA

Portanto, o que o CONFINAMENTO fez foi apenas aumentar a velocidade de ação de muitas atividades que podem ser feitas com qualidade e conforto, independente do lugar de execução. Isto, no entanto, não significa que as pessoas vão permanecer em casa depois desta PANDEMIA. Anotem aí: tão logo a VACINA for disponibilizada, todos os viventes mundo afora vão querer tirar o brutal atraso provocado pelo CONFINAMENTO. Ou seja, vão viajar como nunca, frequentar bares, restaurantes e shoppings centers à exaustão.

 



Leia mais


29 jun 2020

SOB O DOMÍNIO DA CENSURA


AUTOCENSURA

Se a CENSURA por si só já é algo ruim, devastador e prejudicial aqueles que se expressam e manifestam opinião, a AUTOCENSURA consegue ser ainda pior, uma vez que, por força do medo e/ou pressão de editores, autoridades ou instituições, censura o próprio discurso. 

 


CALA BOCA GERAL

Este assunto, que já deveria estar definitivamente sepultado, por incrível que possa parecer, pela enésima vez está sendo motivo de discussão no nosso empobrecido Brasil. E, para desespero geral, quem resolveu promover um CALA BOCA GERAL foram os ministros da CORTE SUPREMA, justamente a instituição que foi concebida, constitucionalmente, para GARANTIR o DIREITO DE EXPRESSÃO e MANIFESTAÇÃO. Pode?  

 


VISITA CORDIAL

O curioso, para não dizer nojento e preocupante, é que o CALA BOCA serve para todos aqueles que criticam as decisões e/ou comportamentos dos ministros do STF. Basta que alguém diga qualquer coisa, com ou sem graça, mencionando no seu texto um ou mais ministros, ou mesmo a instituição, para que agentes da Polícia Federal façam uma visita -cordial- na sua residência.

 


A AUTOCENSURA PERCEBIDA

Portanto, além da CENSURA imposta pelos "GUARDIÕES DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO" muita gente, com receio de ser surpreendida, ou mesmo por aconselhamentos, tanto de editores quanto de superiores, já não sabe o que pode dizer e escrever. Esta terrível AUTOCENSURA, infelizmente, já está se fazendo percebida.

 


DOIS CONTEÚDOS

A propósito deste que já se tornou um tema indigesto, mas de necessária abordagem por ser algo muito sério, sugiro a leitura dos conteúdos no PENSAR +(https://www.pontocritico.com/espaco-pensar) . O primeiro é do pensador e cientista político Paulo Moura - "POLÍTICA E SOCIEDADE - A nova censura é privada", que foi publicado na revista Esmeril; e o segundo é do pensador e conselheiro de administração Mateus Bandeira - "A FAKE NEWS DO STF".

 



Leia mais


26 jun 2020

PROIBIÇÕES & PROIBIÇÕES


O EXTRAORDINÁRIO STF

Como referi no editorial de ontem, 25, nesta semana, o nosso extraordinário, justíssimo e compreensivo SFT, confirmando tudo aquilo que uma CORTE SUPREMA decente jamais ousaria decidir, aprovou, por 7 votos a 4, a PROIBIÇÃO de redução salarial e de jornada daqueles que "trabalham" no SETOR PÚBLICO.  

 

 


CRISE FISCAL

Se esta decisão já seria considerada como absurda em tempos de normalidade econômica, mais absurda, e nojenta, se torna neste grave momento de CRISE FISCAL que o país está atravessando, onde a nossa empobrecida economia está totalmente prostrada, com altíssimo grau de mortalidade de empresas e empregos.

 


MEIA, BOCA PEQUENA e ZERO BOCA

Pois, para 7 de 11 ministros do STF pouco importa se a economia brasileira não está funcionando ou operando à MEIA-BOCA, com inúmeras atividades à BOCA-PEQUENA e outras tantas à ZERO-BOCA. 

 


AUSÊNCIA DE JUSTIÇA

O que causa maior espanto, além da total e incompreensível AUSÊNCIA DE JUSTIÇA que impera no STF, é a adoração pela PROIBIÇÃO de tudo que deveria ser LIBERADO ou PERMITIDO. Vejam que enquanto as atividades que PRODUZEM RENDA são PROIBIDAS DE FUNCIONAR, as atividades que SE LOCUPLETAM dos produtos e serviços estão PROIBIDAS de qualquer redução de salários e jornadas. Simples assim.  

 


PROIBIDO PRODUZIR

Se levarmos em conta que boa parte da PRODUÇÃO DE BENS E SERVIÇOS está PROIBIDA em vários estados e/ou municípios, por consequência a arrecadação de impostos sobre a renda e consumo não acontece.

 


QUADRO DANTESCO

Diante deste quadro dantesco, onde a produção/arrecadação de impostos é insignificante, o governo federal ficou com a OBRIGAÇÃO de arcar com DESPESA DE PESSOAL, tanto de trabalhadores do SETOR PRIVADO quanto do SETOR PÚBLICO e APOSENTADOS.

 


TRATAMENTO ABSURDAMENTE DESIGUAL

Os empregados do SETOR PRIVADO, como se sabe, diante da brutal inatividade, aceitaram REDUÇÃO salarial na tentativa de preservar seus empregos. Os demais, incluídos aí os autônomos e informais, estão recebendo, de FORMA -EMERGENCIAL- um auxílio no valor de R$ 600,00, por tempo determinado.

Já os SERVIDORES PÚBLICOS, aos quais o STF PROIBIU qualquer redução salarial e de jornada, seguem recebendo, de FORMA -PERMANENTE- seus gordos vencimentos.

 


PRIMEIRA CLASSE

Observem que os PRIVILEGIADOS SERVIDORES PÚBLICOS, além da empregabilidade totalmente garantida, se dividem em 3 CATEGORIAS: 1- os que ganham ALÉM-TETO; 2- os que ganham o TETO; e, 3- o restante, que ganha um não menos fantástico SUBTETO. Pois, a estapafúrdia decisão do STF simplesmente OBRIGA o governo federal a PRODUZIR MOEDA (via endividamento público) para atender a magnífica e desenfreada GASTANÇA. Que tal? 



Leia mais


25 jun 2020

POR INCRÍVEL QUE PAREÇA...


DOIS ACONTECIMENTOS IMPORTANTES

Ontem, entre tantas coisas que acontecem no dia a dia do nosso empobrecido e conturbado Brasil, separei DUAS DECISÕES que foram tomadas pelo Senado e pelo STF, as quais, pela enorme importância que têm precisam ser registradas, comentadas e disseminadas à exaustão para que sejam lembradas a todo momento, principalmente em ano eleitoral, pelo nosso sofrido povo brasileiro.

 


MARCO REGULATÓRIO DO SANEAMENTO BÁSICO

A primeira delas, que precisa ser bastante festejada, diz respeito à aprovação, no Senado, do MARCO REGULATÓRIO DO SANEAMENTO BÁSICO, cujos investimentos futuros devem proporcionar o que há de mais valioso e efetivo para a SAÚDE de mais de 100 milhões de brasileiros que simplesmente não têm acesso ao TRATAMENTO DE ESGOTO e/ou à ÁGUA POTÁVEL. 

 


13 SENADORES VOTARAM CONTRA

Ora, considerando que SANEAMENTO não combina minimamente com IDEOLOGIA, apenas com SAÚDE PÚBLICA, é sempre bom lembrar, para futuras eleições, os 13 senadores, sendo 6 do PT, que por incrível que possa parecer, embora não tenham causado surpresa, VOTARAM CONTRA O PROJETO. Tomem nota destes nomes e divulguem para seus familiares, amigos e seguidores:

  • Sérgio Petecão (PSD-AC)
  • Randolfe Rodrigues (Rede-AP)
  • Jaques Wagner (PT-BA)
  • Eliziane Gama (Cidadania-MA)
  • Weverton Rocha (PDT-MA)
  • Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB)
  • Paulo Rocha (PT-PA)
  • Humberto Costa (PT-PE)
  • Jean-Paul Prates (PT-RN)
  • Zenaide Maia (PROS-RN)
  • Paulo Paim (PT-RS)
  • Mecias de Jesus (Republicanos-RR)
  • Rogério Carvalho (PT-SE)

OS VOTOS DIZEM TUDO

Incrível, não? Pois é. Esta turma está de tal forma comprometida com a IDEOLOGIA DO MAL, a ponto de sonegar a mais de 100 milhões de brasileiros, 50% da população, o tão necessário e imprescindível acesso à SAÚDE PÚBLICA. É dose, é cruel, mas é a realidade. Os votos contrários ao projeto são pra lá de esclarecedores.

 


DE NOVO O MAL INTENCIONADO STF

A segunda, protagonizada pelo sempre MAL INTENCIONADO STF, foi a decisão de PROIBIR REDUÇÃO DE SALÁRIO DE SERVIDORES POR ESTADOS E MUNICÍPIOS PARA ADEQUAR DESPESAS. Ou seja, para o STF, pouco ou nada importa se o caixa do tesouro e/ou as arrecadações de impostos sejam insuficientes para atender as FOLHAS DE PAGAMENTO. 

 

 


IMUNE À CRISE

Como se vê, ainda que seja difícil de entender e acreditar, o STF, no alto de sua posição celestial, nem mesmo aceita o fato de que a INICIATIVA PRIVADA, que realmente faz os produtos e presta os serviços, está sofrendo com grande desemprego ou aceitando a redução de salários como forma de enfrentamento da terrível crise que o Brasil está passando. Em tese, o STF, pela decisão que tomou ontem, deixou claro que o SETOR PÚBLICO deve ficar IMUNE À CRISE DO CORONAVÍRUS. Que tal?  

 



Leia mais


24 jun 2020

A EXPECTATIVA É GRANDE


MARCO REGULATÓRIO DO SANEAMENTO BÁSICO

Hoje, depois de centenas de editoriais que escrevi, espero, cheio de esperança, que o Senado Federal aprove, enfim o MARCO REGULATÓRIO DO SANEAMENTO BÁSICO, considerado, de A a Z, como o instrumento -chave- que permite o encantado acesso para a solução do MAIOR PROBLEMA de SAÚDE PÚBLICA que o nosso empobrecido Brasil enfrenta desde o descobrimento.

 


REDES DE ÁGUA E ESGOTO

Ainda que a aprovação não signifique a solução do GRAVE PROBLEMA em curto e médio prazo, o fato é que o importante MARCO REGULATÓRIO abre o caminho para que investidores privados venham a se interessar em construir e administrar REDES DE ESGOTO E ÁGUA por todos os cantos deste nosso imenso Brasil. 

 


50% DA POPULAÇÃO NÃO TEM ACESSO À ÁGUA POTÁVEL

Vale lembrar, à exaustão, principalmente neste momento de PANDEMIA onde governadores e prefeitos se declaram, cinicamente, como SALVADORES DE VIDAS, que mais de 50% da população brasileira não tem acesso sequer à ÁGUA POTÁVEL e muito menos tratamento do ESGOTO. 

 


NEM ÁGUA, NEM RENDA...

Pois, o que causa maior espanto, misturado com indignação, é que além de sonegar aquilo que realmente tem o poder de SALVAR MUITAS VIDAS, vários governadores e prefeitos resolveram ir mais além: com forte sentimento mórbido trataram de baixar decretos visando a MORTE DE EMPRESAS e de EMPREGOS. Ou seja, nem água, nem salário, nem renda, nem...  

 


CONTATEM COM SEUS REPRESENTANTES

Como está marcado para as 16 horas a votação do projeto, e desde já é mais do que sabido que os senadores -progressistas- vão fazer de tudo para mudar o texto, o que implicaria em retornar para a Câmara Federal, sugiro que enviem mensagens aos seus representantes para que APROVEM o necessário MARCO REGULATÓRIO DO SANEAMENTO BÁSICO. 

 


EMPATIA

Coloquem-se no lugar dos 100 milhões que precisam de ÁGUA POTÁVEL para que tenham acesso à sempre sonegada SAÚDE. Mais: não se deixem levar pelo canto da sereia de que o Estado vai resolver o problema. Não vai, por várias razões: além de não ter recursos nem competência para tanto, também não tem o menor interesse no assunto.

 


ESPAÇO PENSAR +

No ESPAÇO PENSAR +  PL de Fake News - por  Carlos júnior - leia no link https://www.pontocritico.com/espaco-pensar-artigo/pl-de-fake-news-quer-censurar-voce-e-impedir-o-trabalho-da-midia-independente-24062020



Leia mais


23 jun 2020

A FÓRMULA PARA CONSEGUIR GOVERNAR


APOIO PARLAMENTAR

Bem antes de ser empossado como presidente da República, em todos os discursos que proferiu, BOLSONARO sempre fez questão de dizer, e sublinhar, que não se curvaria à prática do velho -TOMA LÁ DÁ CÁ- para obter o tão necessário e imprescindível apoio parlamentar. 

 

 


SALVAR O MANDATO

Como até agora Bolsonaro não conseguiu governar por absoluta falta de APOIO da maioria dos deputados e senadores, e ainda por cima viu o poderosíssimo e inatacável STF intervir constantemente, de forma flagrantemente IDEOLÓGICA., com clara pretensão de LEVAR O PRESIDENTE À LONA, a única saída que lhe restou para poder, enfim, governar e/ou salvar o seu mandato, foi buscar o entendimento com o Centrão.

 


ESTRATÉGIA

Entretanto, como o êxito de qualquer plano depende de uma boa estratégia negociada entre as partes interessadas, e para tanto o segredo é imprescindível, o que nos resta é navegar nas ondas das ESPECULAÇÕES, cujo curso é interessante porque, se tudo de bom que o nosso imaginário propõem, o nosso empobrecido Brasil só tem a ganhar. 

 


A BOA IDEIA DE ALBERTO SARAIVA

A propósito, o fundador do Habib's, Alberto Saraiva-, na sua opinião -especulativa- publicada no Jornal da Cidade -online- sugere algo de bom que, se realmente acontecer, garante não apenas a necessária GOVERNABILIDADE, mas afasta de uma vez por todas as ideias dos DETRATORES de Bolsonaro. Resumindo, Saraiva diz o seguinte:

 

- Garantindo o controle do dinheiro e das políticas de desenvolvimento econômico e social, Bolsonaro entregaria aos políticos do Centrão alguns ministérios e em compensação ganharia maioria na Câmara e no Senado para aprovação de PECs. A meta é ter 330 deputados e 55 senadores e essa maioria, além de afastar qualquer tentativa de impeachment, traria outras enormes vantagens:

 

 


NOVE PONTOS

1. A revogação da PEC da Bengala, ganhando o direito de indicar 4 ministros do STF, para substituir Celso de Melo, Marco Aurélio, Rosa Weber e Lewandowski;

 

2. O desejado impeachment de Alexandre de Moraes poderia abrir mais uma vaga. E seria bastante emblemática, fazendo com que Gilmar e Toffoli ciscassem miudinho;

 

3. Ou Gilmar pediria as contas, indo cuidar do seu (dele) milionário Instituto e propriedades d'além mar? Seria sonhar demais?

 

4. A PEC da Prisão em 2a. Instância;

 

5. A tomada da Câmara das mãos de Maia e o Senado das de Alcolumbre e Renan;

 

6. Com o comando do Senado, teria aprovação tranquila dos novos ministros do Supremo e de novos embaixadores;

 

7. Mais que isso: em 2021 poderia reeditar as medidas provisórias que caducaram, e/ou enviar projetos de Lei em regime de Urgência, com certeza de aprovação;

 

8. Com a renovação de 1/3 a 1/2 do STF, acabaria com o ativismo judicial e cooptaria o adesistão Fux, que será o novo presidente, após Toffoli;

 

9. Outros desdobramentos, por ter o Congresso e o STF em parceria com o Executivo, como a não-renovação da concessão da Globo (se não pagar a montanha de dinheiro que deve), o que serviria de marco temporal para toda a mídia podre e vendida;

 

 


HAJA SANGUE FRIO, JB!!!

Saraiva completa: - Aí seria partir forte para a eleição de 2022, fazendo maioria no Congresso, o maior número possível de governadores e, logicamente, a própria reeleição de Bolsonaro - com outro vice na chapa. E aí está uma supermoeda. Bolsonaro está apanhando (quase) calado, sendo humilhado e tripudiado todo dia. Mas ultimamente ficou mais light. Mudança tática, dentro da estratégia?

 

É certo que seus adversários (que não são poucos!) e inimigos (idem!) sabem das mexidas no tabuleiro e estão desesperados para o derrubarem agora. Daí os inquéritos ilegais, o vergonhoso ativismo judicial do STF, o trancamento de suas pautas no Congresso, a ação coordenada dos governadores contra ele e outras jogadas sujas, como a subserviência ao Partido Comunista Chinês, que está por trás de tudo.

 

Tenho trazido teorias plausíveis e até factíveis do que poderia vir a acontecer no curto prazo no Brasil. Algumas, bombásticas.

 

Se querem saber, essa guinada para o Centrão e mais outros partidos, que seja - nessa condição de perder os anéis e ficar com os dedos, repito -, seria uma solução de estrategista brilhante, capaz de abrir mão de alguns territórios para afastar a possibilidade (real) da perda do Reino. E sem derramar sangue.

 

E por falar em sangue... Haja sangue frio, JB !!!


ESPAÇO PENSAR +

No Espaço Pensar + de hoje:  A Pandemia e a Indústria 4.0 – Seriam os Despertadores de nossas Habilidades? - por Carla Sandler



Leia mais