Artigos

15 out 2020

CORREIOS - UM FIO DE ESPERANÇA


PRIVATIZAÇÃO

Ontem, para o bem da sofrida população brasileira que precisa do serviço postal, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, entregou ao presidente Bolsonaro o tão esperado projeto de lei que cria as condições para a privatização dos Correios.


DONA DO PEDAÇO

A notícia, mesmo cercada de enorme desconfiança de que a PRIVATIZAÇÃO possa se transformar em realidade, foi muito comemorada. Esta alegria, no entanto, soou como uma forma de manifestação contra o péssimo trabalho que é prestado pelo MONOPÓLIO, cuja CORPORAÇÃO jamais escondeu a convicção de que é a DONA DO PEDAÇO, ou da ESTATAL.


OBSTÁCULOS

Como revelou o ministro Fábio Faria, o texto final será encaminhado ao Congresso somente no próximo ano, com a expectativa de que venha a ser aprovado até o final do exercício (2021). Detalhe: só depois da necessária aprovação o PROCESSO DE VENDA DA ESTATAL poderá ser iniciado. Mas, mesmo assim, com tantos obstáculos a frente, não consigo deixar de sorrir.


NOVA ORGANIZAÇÃO

Em nota publicada pelo Ministério das Comunicações, o importante Projeto de Lei estabelece a NOVA ORGANIZAÇÃO e a MANUTENÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE SERVIÇOS POSTAIS para que SEJAM EXPLORADOS EM REGIME PRIVADO, “respeitando, porém, a Constituição Federal em seu artigo 21, que estabelece à União manter o serviço postal, o que será delegado ao Operador Postal Designado no decorrer do processo de privatização dos Correios”.


ESTUDO - MODELO

Para dar andamento ao processo da tão almejada PRIVATIZAÇÃO, o BNDES já contratou a Accenture, empresa de consultoria que deverá apresentar dentro do prazo de 120 dias contratuais, o estudo que mostrará o melhor modelo a ser utilizado para a VENDA DA ESTATAL. Tal documento, tão logo concluído, será enviado ao Congresso para dar suporte ao estabelecimento de parâmetros e diretrizes da PRIVATIZAÇÃO. 


QUEBRA DO MONOPÓLIO

Mesmo animado com a simples possibilidade de que o SERVIÇO POSTAL passe, enfim, a ser operado pela INCIATIVA PRIVADA, o que não gostei foi o fato de não ter sido mencionado a QUEBRA DO MONOPÓLIO. Passar a tarefa para a INICIATIVA PRIVADA e ela permanecer como MONOPÓLIO é algo condenável. O que é preciso é ABRIR O MERCADO, entregando aos CONCORRENTES o direito e a capacidade de SEDUZIR CONSUMIDORES.



Leia mais


14 out 2020

A VELHA LADAINHA


AUMENTO DE IMPOSTOS

A grande maioria do povo brasileiro, como se fosse levado por uma nau totalmente sem rumo, vive pregando aos quatro ventos que não aceita, em hipótese alguma, o AUMENTO DE IMPOSTOS.


LADAINHA

Esta LADAINHA, além de velha, revela, com todas as letras e sons o quanto o equivocado povo brasileiro em geral tem por hábito atacar as CONSEQUÊNCIAS e não as CAUSAS que exigem, de forma recorrente, um constante AUMENTO DA CARGA TRIBUTÁRIA. 


MELODIA

Ora, os gritos e sussurros desta velha e surrada LADAINHA do -NÃO AO AUMENTO DE IMPOSTOS-, são absolutamente inócuos depois que o PODER LEGISLATIVO aprovou DESPESAS PÚBLICAS, notadamente GASTOS COM PESSOAL (leia-se SERVIDORES PÚBLICOS).


NÃO AO AUMENTO DE DESPESA

Antes de tudo os PAGADORES DE IMPOSTOS precisam entender que ao PODER EXECUTIVO cabe apenas CUMPRIR o que foi decidido pelo PODER LEGISLATIVO E/OU PODER JUDICIÁRIO. Portanto, o grito de protesto deve vir na forma de um -NÃO AO AUMENTO DE DESPESAS-.  Mais: este POTENTE SOM deve ser colocado no ambiente certo, ou seja, no fone de ouvido dos deputados e senadores.

 

 


DESPESAS COM SERVIDORES

De novo: mais do que sabido, mas é importante frisar sempre, a elevada CARGA TRIBUTÁRIA BRASILEIRA está diretamente ligada à nojenta, imoral e absurda CARGA DE PRIVILÉGIOS DO SETOR PÚBLICO.

Assim, nesta corrida desenfreada, que envolve -ARRECADAÇÃO E DESPESA-, o PODER EXECUTIVO, por força da Constituição -CIDADÃ-, se vê sempre obrigado a propor aumento de impostos para tentar diminuir os recorrentes DÉFICITS DO SETOR PÚBLICO, cujo maior item é, indiscutivelmente, representado por DESPESAS COM PRIVILEGIADOS SERVIDORES. 


ESPAÇO PENSAR +

No ESPAÇO PENSAR + de hoje : O QUE O STF TEM A VER COM ISSO? - por Percival Puggina. Para ler acesse o link: https://www.pontocritico.com/espaco-pensar



Leia mais


13 out 2020

STF: UM ANTRO DE ALTÍSSIMA PERICULOSIDADE


CONCURSO

Em Editorial recente, considerando as fantásticas, espantosas e INJUSTAS decisões que vem sendo tomadas a todo momento no fétido ambiente do STF, a ideia que os 11 ministros passavam à pobre sociedade brasileira mais parecia um CONCURSO cujo objetivo era premiar aquele que, em termos de QUALIDADE E QUANTIDADE, seria capaz de receber o maior número de pontos. Mais: antecipei que dificilmente algum ministro conseguiria superar Gilmar Mendes, que até então se mostrava como o MAIS EFICIENTE E EFICAZ no importante item -SOLTURA DE CRIMINOSOS-.


TROFÉU 2020

Pois, minutos antes de ser dada a largada para o feriadão do -Dia da Criança-, o ministro Marco Aurélio Mello, tirou uma poderosa CARTA DA MANGA e, num passe de mágica assumiu a LIDERANÇA DO CONCURSO, deixando para trás não só o ministro Gilmar Mendes como todos os demais -competidores- que ainda estudavam que tipo de decisão poderia colocá-los em reais condições de almejar a vitória e conquistar o ambicionado TROFÉU 2020. 


MINISTRO DE ALTÍSSIMA PERICULOSIDADE

A notícia dando conta de que o ministro Marco Aurélio Mello determinou a SOLTURA de ANDRÉ DO RAP, até então considerado PRESO DE ALTÍSSIMA PERICULOSIDADE, se transformou no TEMA DOMINANTE do final de semana prolongado. Como tal, o que mais se viu, ouviu e assistiu, com total razão, foram manifestações de muita RAIVA, ÓDIO, ESTUPEFAÇÃO, INDIGNAÇÃO, etc., quanto à ESTÚPIDA E INJUSTA decisão tomada pelo MINISTRO DE ALTÍSSIMA PERICULOSIDADE.  


RAP: CÂNDIDO E INOFENSIVO

De novo: a decisão tomada por Marco Aurélio Mello, sem qualquer exagero, o coloca na condição de CRIMINOSO DE ALTÍSSIMA PERICULOSIDADE. A rigor, comparando o grau de PERICULOSIDADE DO MINISTRO MARCO AURÉLIO com a do marginal André do Rap, o -suposto- líder do Primeiro Comando da Capital (PCC) nos leva a admitir que este é um ser CÂNDIDO E PRATICAMENTE INOFENSIVO. 


INTENCIONAL

- Na opinião do jurista Miguel Reale Jr., - “Se Marco Aurélio Mello não olhou a capa do processo, não dimensionou as consequências de sua decisão. Mais: ficou preso à estrita letra da lei, sem avaliar o mérito efetivo e as consequências desse ato. O juiz tem que ver o conjunto. Acho que esse amor formalista à letra da lei, que desconhece a sociedade e desconhece a capa leva a situações muito injustas.”.

- Já na minha opinião, Marco Aurélio agiu de forma INTENCIONAL, com o claro o propósito de obter o TROFÉU que premia o ministro MAIS INJUSTO do maldito STF. 


VEIA DE MALDADES

A atitude do ministro Marco Aurélio Mello escancara, de uma vez por todas, o quanto os ministros do STF se transformaram em MINISTROS DE ALTÍSSIMA PERICULOSIDADE. E, como tal, a sociedade brasileira precisa agir com URGÊNCIA, para acabar com esta VEIA DE MALDADES.  


AGRADECIMENTOS

Ao encerrar este EDITORIAL, que dá início ao -ANO 20 DO PONTO CRITICO- aproveito para agradecer as milhares de mensagens de cumprimentos pelos 19 ANOS completados no domingo, 11. Tais manifestações de muito apreço servem de combustível para enfrentar, com o mesmo compromisso, a nova jornada que temos pela frente. Grato, meus caros leitores/seguidores, pela confiança.  


ESPAÇO PENSAR +

No ESPAÇO PENSAR + de hoje : Rio Grande do Sul: aqui você não é bem-vindo - por Guilherme Baumhardt - para ler acesse o link: https://www.pontocritico.com/espaco-pensar



Leia mais


09 out 2020

EDITORIAL DE ANIVERSÁRIO: PONTO CRITICO COMPLETA 19 ANOS NESTE DOMINGO, 11 DE OUTUBRO


19 ANOS DEFENDENDO O LIBERALISMO

Como o dia 11, data de aniversário do -PONTOCRITICO.COM-, cai no domingo, antecipo para hoje o já tradicional -EDITORIAL DE ANIVERSÁRIO-. Para manter o régio costume dedico esta EDIÇÃO ao mestre ROBERTO CAMPOS, que desistiu da carreira de SEMINARISTA, em Guaxupé, MG, onde se preparava para PREGAR O EVANGELHO, para SEMEAR, com incomparável dedicação, o LIBERALSIMO. 


DANDO CONTINUIDADE

Hoje, 9/10, faz 19 anos que Roberto Campos faleceu. Dois dias depois, 11/10, resolvi que a melhor maneira de homenagear o brilhante economista, sem a mínima pretensão de querer substituí-lo, seria através da continuidade -diária- da importante SEMEADURA do LIBERALISMO. 


MAIS DE 4750 EDITORIAIS

Desde então, vale registrar, já foram publicados mais de 4750 EDITORIAIS, sendo que em nenhum momento fui acometido de qualquer vacilação quanto às REAIS VANTAGENS que o LIBERALISMO mostra em comparação com outras formas de pensamento. Sempre estive CONVENCIDO de que as pessoas devem ficar à vontade para levar a vida como desejam, sem a interferência do Estado. 


DOGMAS

Dentro da sua clara visão sobre o mundo, Roberto Campos dizia: - MUDEI POUCO porque ANTEVI MUITO. Não me apeguei a velhos DOGMAS, tipo -ESTATISMO, NACIONALISMO, ANTI-IMPERIALISMO, INFLACIONISMO COMO INSTRUMENTO DE DESENVOLVIMENTO, ETC.- 

Em suma, Campos defendia: 1- a existência de um GOVERNO HONESTO E PEQUENO; 2- uma TRIBUTAÇÃO MODERADA; 3- RESPEITO AO DIREITO DE PROPRIEDADE; e, 4-  MELHORIA DO AGENTE ECONÔMICO PELA COMPETIÇÃO E PELA EDUCACÃO.


DECÁLOGO

Para finalizar esta minha 19ª  HOMENAGEM, eis aí o DECÁLOGO LIBERAL, segundo o saudoso Roberto Campos: 

 1- O BRASIL PRECISA PARAR DE ADMIRAR O QUE NÃO DEU CERTO. (Tom Jobim)

 2- O GOVERNO NADA PODE DAR AO POVO O QUE PRIMEIRO DELE NÃO TENHA SIDO TIRADO. (Richard Nixon)

 3- NAO SE DEVE CONFUNDIR ESTADO FORTE COM ESTADO FRAUDE. PARA SER FORTE O ESTADO PRECISA SER HONESTO. 

 4- NO ESTADO BRASILEIRO, OS ASSISTENTES SE DÃO MELHOR DO QUE OS ASSISTIDOS.

 5- O ESTADO É MELHOR COMO JARDINEIRO QUE DEIXA AS PLANTAS CRESCEREM DO QUE COMO ENGENHEIRO QUE FAZ AS PLANTAS ERRADAS.

 6- AS RIQUEZAS ARTIFICIAS -EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA- SÃO MAIS IMPORTANTES QUE AS RIQUEZAS NATURAIS.

 7- OS NACIONALISTAS GASTAM TANTO TEMPO ODIANDO OS OUTROS PAÍSES, QUE NÃO TÊM TEMPO PARA AMAR O SEU PRÓPRIO PAÍS.

 8- O ERRO DOS MILITARES FOI NÃO TEREM FEITO A ABERTURA ECONÔMICA ANTES DA ABERTURA POLÍTICA; E O ERRO DOS CIVIS FOI FAZER O FECHAMENTO ECONÔMICO DEPOIS DA ABERTURA POLÍTICA. 

 9- O MAIOR INSUMO DO PROGRESSO É A LIBERDADE ECONÔMICA NUM MERCADO COMPETITIVO.

10- OS QUE CRÊEM QUE A CULPA DOS NOSSOS MALES ESTÁ NAS ESTRELAS E NÃO EM NÓS MESMOS FICAM PERDIDOS QUANDO AS NUVENS ENCOBREM O CÉU.


AGRADECIMENTOS

Faço questão de registrar o meu agradecimento aos parceiros que sempre apoiaram, sem qualquer restrição, a tudo que já expus nos meus editoriais ao longo destes 19 anos. Em especial, aos fiéis leitores/assinantes do Ponto Critico, à família FLORENSE, liderada por Gelson Castellan e Mateus Corradi; à família JIMO, chefiada por Luiz Morandi; à família Zaffari, através do Airton Zaffari, entre outros.  

   


ESPAÇO PENSAR +

No ESPAÇO PENSAR + de hoje :  HISTÓRIA DE UMA HISTERIA - por Percival Puggina - Para ler acesse o link: https://www.pontocritico.com/espaco-pensar



Leia mais


08 out 2020

POLÍTICA E FUTEBOL


MUDANÇA DE ESTRATÉGIA

De tanto quebrar a cara dizendo que não governaria na base do troca-troca, o presidente Bolsonaro, pelas atitudes que, visivelmente, resolveu adotar de alguns dias para cá, parece ter se dado conta de que muito do que acontece na POLÍTICA guarda uma razoável SEMELHANÇA com o muito daquilo que acontece no campo do FUTEBOL. 


CENTRÃO

Ao ver que suas boas propostas não conseguiam avançar por falta de um MEIO DE CAMPO habilidoso, do tipo que é capaz de proporcionar boas jogadas/assistências, as quais, dependendo da qualidade dos atacantes, se transformem em reais oportunidades de gols, o presidente Bolsonaro bateu na porta do CENTRÃO e depois de algumas negociações fez as contratações que julga necessárias para a obtenção das importantes e indispensáveis vitórias. 


MEIO-CAMPO

O que se percebe que é que o tal CENTRÃO foi muito hábil ao garantir a aprovação da REFORMA DA PREVIDÊNCIA, ainda que a mesma tenha sofrido graves mutilações. A partir daí, independente de PANDEMIA, quase todas as propostas que o Executivo enviou ao Congresso, ou não foram aprovadas ou, quando muito, lá permanecem engavetadas a espera de uma aproximação com o MEIO DE CAMPO - CENTRÃO-, que tem a necessária habilidade para fazer o JOGO ANDAR. 


CAMPEONATO

Foi preciso, como se vê, que Bolsonaro sofresse inúmeras derrotas para, enfim, se dar conta de que sem um bom MEIO DE CAMPO o seu time não teria a menor condição de fazer gols, vencer os jogos (REFORMAS) e pontuar na tabela do eterno campeonato que congrega os PAÍSES EMERGENTES.


ENTROSAMENTO

A considerar que a mudança de ESTRATÉGIA adotada pelo presidente Bolsonaro ainda é algo recente, toda e qualquer CONCLUSÃO que se pode tirar neste momento é algo pra lá de precipitado. Por ora o que está mais claro é que o time já mostra a possibilidade de entrosamento entre a DEFESA, O MEIO DE CAMPO E O ATAQUE. Coisa que até agora parecia impossível. 


TROCA DE PASSES

Como o povo brasileiro está na TORCIDA, onde muita gente quer que as VITÓRIAS aconteçam, nada melhor do que incentivar os -atletas- aplaudindo as boas jogadas e festejando os gols que precisam acontecer. Ao invés de fazer as críticas quanto ao TROCA-TROCA sugiro que entendam a jogada como TROCA DE PASSES capazes de se transformar em vitórias retumbantes. Que tal?



Leia mais


07 out 2020

CHAMADA EXTRA


ROMBO IMPAGÁVEL

Se no início do ano, antes de ser anunciada a existência da PANDEMIA, já era público e notório que as contas públicas fechariam 2020 com um DÉFICIT PRIMÁRIO na ordem de R$ 124 BILHÕES, como consta, aliás, na LEI ORÇAMENTÁRIA, hoje, faltando pouco menos de 3 meses para o encerramento do ano, por tudo que o governo se obrigou a fazer para segurar as pontas da nossa empobrecida economia, o ROMBO, para desespero geral, já está por volta de R$ 850 BILHÕES. 


TETO DE GASTOS

Pois, embalados pela flagrante realidade das CONTAS PÚBLICAS, entre os economistas que vivem dando palpite (pouquíssimos são capazes de emitir opiniões corretas e bem fundamentadas) sobre a questão que envolve o TETO DE GASTOS é nítida a falta de consenso e/ou entendimento das medidas que o governo precisa tomar em defesa desta importante REGRA, que estabelece o limite da RESPONSABILIDADE FISCAL. 


CHAMADA EXTRA

Ora, em bom e claro idioma português, é preciso entender de uma vez por todas que, da mesma forma como acontece em qualquer condomínio, o governo, que NÃO TEM PODER ALGUM para REDUZIR DESPESAS OBRIGATÓRIAS, notadamente DESPESAS COM FOLHAS DE PAGAMENTO DE SERVIDORES - ATIVOS E INATIVOS- , mesmo contrariando a vontade dos já esfolados PAGADORES DE IMPOSTOS, só tem uma saída: PROMOVER UMA CHAMADA EXTRA.


GRANDE CAUSA DO DESEQUILÍBRIO FISCAL

Volto a afirmar: - É uma perda de tempo e de saúde ficar gritando e jogando pedras nas surradas CONSEQUÊNCIAS, enquanto a GRANDE CAUSA do já crônico DESEQUILÍBRIO FISCAL do nosso país segue absolutamente intacto.

Aliás, o ministro da Economia, Paulo Guedes, não cansa de repetir que o DÉFICIT DAS CONTAS PÚBLICAS deriva:

1- da astronômica conta da PREVIDÊNCIA SOCIAL, cuja reforma só vai garantir algum refresco (não se trata de solução do problema) daqui a alguns anos;

2- da FOLHA DE PAGAMENTO DOS SERVIDORES -ATIVOS E INATIVOS- que pelos altos privilégios, tipo EMPREGO GARANTIDO E SALÁRIOS INCONCEBÍVIES, totalmente INTOCÁVEIS-; e,

3- o pagamento dos JUROS DA DÍVIDA (esta conta, felizmente, diminuiu muito graças à forte REDUÇÃO DA TAXA SELIC.   


DESONERAÇÃO DA FOLHA

Além do grave problema do DÉFICIT PÚBLICO, que se agravou sobremaneira depois de anunciada a PANDEMIA, como informei no primeiro bloco deste editorial, que provocou um forte DESEMPREGO, o governo e todos aqueles que são dotados de um mínimo de discernimento sabem que os TRIBUTOS E CONTRIBUIÇÕES IMPOSTAS ÀS FOLHA DE SALÁRIOS precisam ser DESONERADOS. Mesmo que alguns maus pensadores duvidem dos efeitos positivos da necessária DESONERAÇÃO, uma coisa é pra lá de certa e verdadeira: MANTENDO A ONERAÇÃO DAS FOLHAS, a TAXA DE DESEMPREGO não dará o refresco necessário. 


RESUMO

Resumindo: gostem ou não, o fato é que a pesada CONTA precisa ser ADMINISTRADA. Esqueçam a possibilidade de PAGAR A CONTA. Agora é preciso pensar na forma como ela pode ser ROLADA. Para começar é preciso abrir o mercado para INVESTIMENTOS. Para tanto se faz necessário agilizar as PRIVATIZAÇÕES e aprovar de forma correta os MARCOS REGULATÓRIOS do Gás, do Petróleo, da Energia Elétrica, da Cabotagem, etc. Já no que diz respeito ao combate da GRANDE CAUSA, volto a repetir: sem uma NOVA CONSTITUIÇÃO, do tipo que retire de uma vez por todas as Cláusulas Pétreas, o povo vai continuar na sua saga de atacar implacavelmente as CONSEQUÊNCIAS. 


ESPAÇO PENSAR +

No Espaço Pensar+ de hoje: REFLEXÕES SOBRE O MODELO AMERICANO  - por Hélio Beltrão - publicado no Jornal do Comércio - https://www.pontocritico.com/espaco-pensar



Leia mais