Artigos Anteriores

XX FÓRUM DA LIBERDADE - ABERTURA

ANO XIV - Nº 007/14 -

AZNAR

A abertura da vigésima edição do Fórum da Liberdade, ontem, em Porto Alegre, teve como palestrante o ex-primeiro ministro da Espanha, José Maria Aznar. Aproveitei a oportunidade para lhe dar um abraço e comentar a entrevista que me concedeu, em Madri, há dez anos.

REFORMAS FEITAS

Naquela época Aznar já comemorava os resultados obtidos pelas reformas feitas na Espanha, as quais, por terem conferido maior liberdade para os cidadãos espanhóis, determinou a grande prosperidade hoje muito percebida pelo mundo todo.

DE NOVO

Tudo aquilo que ouvi e repassei, à época, para o meu público telespectador, em 1996, voltei a ouvir ontem. Gente: dez anos já se passaram e nada daquilo que produziu resultados importantes e efetivos na Espanha sequer foi aproveitado no Brasil. O curioso é que, neste mesmo período passamos a receber grandes somas de investimentos de espanhóis. Recursos estes formados justamente a partir das reformas feitas lá. E nem assim, para nossa tristeza, os nossos governantes se interessaram em copiar o modelo.

EM 2016

Já sei muito bem que, daqui a dez anos, ou seja, em 2016, estarei reproduzindo, e aí pela terceira vez, as palavras que Aznar repetiu ontem: - ?Maior liberdade política garante uma sociedade mais justa; e uma maior liberdade econômica produz uma sociedade mais próspera?.

AMEAÇAS

Mesmo sendo repetitivo sobre as comprovadas experiências obtidas pela Espanha, Aznar fez questão de alertar, como venho escrevendo há muito tempo, sobre as ameaças à liberdade na América Latina, como os novos populismos, com governantes que se utilizam dos meios democráticos para estabelecer regimes autoritários. Para ele, a América Latina tem dois caminhos a escolher: ?uma sociedade livre, próspera, democrática e com capacidade de decisão; ou o velho autoritarismo, nacionalismo e populismo, que conduz aos problemas?. Ao que me consta, a escolha já foi feita.

A VELHA RECEITA

Independente do que penso, o fato é que José Aznar deu, mais uma vez, a velha receita para o crescimento: recomendou evitar que os países caiam em mãos corruptas e fazer com que a economia de mercado funcione. Como exemplo, ele citou a sua experiência na Espanha, onde tinha dois problemas a resolver: o emprego e a renda por habitante, indicadores que se mantinham estáveis, sem crescimento, desde 1976.

MEDIDAS TOMADAS

Entre as principais medidas tomadas por ele estavam: a diminuição do déficit da previdência de 10% para 2%, que, depois, transformou-se em superávit; a diminuição dos impostos; liberalizações e privatizações, privatizando quase todas as empresas públicas; a realização de acordos sociais, totalizando 12 e criando seis milhões de postos de trabalho em oito anos; e maior abertura da economia para o mercado internacional. Como resultado, nesses oito anos, Aznar destacou o PIB, que aumentou em 64%, fazendo da Espanha a 8ª maior economia do mundo. Já que nenhum governante por aqui faz alguma coisa, quem sabe convidamos Aznar para governar o Brasil para os próximos anos?

IIDP

O Índice Internacional de Direitos de Propriedade (IIDP), um projeto do Programa de Bolsas de Estudo Hernando de Soto, da Aliança de Direitos de Propriedade (ADP), será lançado no Brasil pelo Instituto Liberdade (IL), com o apoio do Instituto de Estudos Empresariais (IEE), durante coletiva de imprensa hoje, às 17h, na sala de coletivas do Fórum da Liberdade. O índice enfoca a inter-relação do papel dos direitos de propriedade material e intelectual na comunidade global. Combina o conhecimento dos dados e índices internacionais já existentes e reúne trabalhos de cooperação entre 38 parceiros globais em seis continentes.

TÁ NA MESA

O presidente do grupo Ultra, Pedro Wongtschowski, participa nesta quarta, 18, da reunião-almoço Tá na Mesa, da Federasul. Ele falará sobre: ?A Ultrapar e a aquisição da Ipiranga?. A partir das 12h30 no Salão Nobre do Palácio do Comércio.

AGENDA 2020

Nesta quarta, 18, cerca de 60 lideranças da sociedade gaúcha estarão reunidas na Fiergs para tratar da continuidade da Agenda 2020, que objetiva transformar o RS no melhor Estado para se viver e trabalhar no prazo de 13 anos, através da implementação de 90 projetos em 11 diferentes áreas. Trata-se do Fórum de Gestão da Agenda que terá entre os assuntos principais o calendário dos grupos técnicos, formados por convidados de vários segmentos da sociedade, que serão os responsáveis pelo detalhamento dos projetos. Ainda na pauta da reunião, uma apresentação do Plano Plurianual do Governo do Estado, que será feita por técnicos da Secretaria de Planejamento.

BRASIL SABOR

O Festival Brasil Sabor 2007 terá lançamento especial em Porto Alegre no dia 19. O coquetel, que inicia às 19h, acontece na arena gastronômica, montada especialmente para o festival, na Praça Erico Verissimo do Shopping Iguatemi. O evento, promovido pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do RS (Abrasel RS) reunirá empresários da área, chefes de cozinha, professores de gastronomia e autoridades locais. Informações: www.abraselrs.com.br.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

FRASE DO DIA

OS PARTIDOS SE ENFRAQUECEM PELO MEDO QUE TÊM DAS PESSOAS CAPAZES.

N. Bonaparte