Artigos Anteriores

REFORMA DA PREVIDÊNCIA? DEIXA PRA LÁ...

ANO XIV - Nº 007/14 -

MAIA- JOGOU A TOALHA-

Ontem, como foi amplamente noticiado, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, praticamente -jogou a toalha- quanto às reais  possibilidades de votação da REFORMA DA PREVIDÊNCIA ainda em 2017. Mostrando uma fisionomia carregada de frustração, Maia admitiu que faltam muitos votos para que a Reforma seja aprovada. Assim, para não correr o risco de uma reprovação, o melhor é deixar para 2018. 

RAZÃO DA RESISTÊNCIA

Fica claro, portanto, que a maioria dos deputados acredita, piamente, no relatório conclusivo da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Previdência, cujos membros se dizem convencidos de que as duas Previdências, que atendem os brasileiros de PRIMEIRA e SEGUNDA CLASSE, não são deficitárias. Só pode!

REFORMA INCABÍVEL

Diante desta fantástica demonstração de -convencimento absurdo- de parte da maioria dos deputados, tudo leva a crer que não cabe qualquer REFORMA DA PREVIDÊNCIA. Ora, se não há razão alguma para REFORMAR, como aponta o relatório da CPI, a palavra URGENTE é simplesmente incabível. 

CAOS ABSOLUTO

Considerando este convencimento, plenamente identificado pela falta de votos necessários para aprovação do projeto, o que resta àqueles que conseguem desenvolver o raciocínio lógico é esperar pelo CAOS ABSOLUTO. Esta situação -caótica- se verifica quando há total impossibilidade de pagar os benefícios dos aposentados. 

DEFICITÁRIA E INJUSTA

Como sou teimoso, não me resta outra coisa senão continuar esclarecendo os leitores do Ponto Critico, de que a PREVIDÊNCIA SOCIAL, além dos brutais DÉFICITS que produz a cada mês, é o que de pior existe em termos de INJUSTIÇA SOCIAL.

Como bem informa, aliás, o economista Ricardo Bergamini:  -São apenas 9,9 milhões de servidores públicos (civis e militares, ativos e inativos, federais, estaduais e municipais) participantes do RPPS (que atende os brasileiros de PRIMEIRA CLASSE), cuja nação brasileira é refém desde o Império. Nessa luta estão todas as cores e matizes ideológicas: é unanimidade.

REGIME ABSURDO

- Em 2016 o Regime Geral de Previdência Social (INSS) destinado aos trabalhadores de SEGUNDA CLASSE, com 100,6 milhões de participantes (70,1 milhões de contribuintes e 30,5 milhões de beneficiários) gerou um déficit previdenciário da ordem de R$ 149,7 bilhões (déficit per capita por participante de R$ 1.512,92).

- Em 2016 o Regime Próprio da Previdência Social destinado aos trabalhadores de PRIMEIRA CLASSE (servidores públicos) – União, 26 estados, DF e 2087 municípios mais ricos, com apenas 9,9 milhões de participantes (6,3 milhões de contribuintes e 3,6 milhões de beneficiários) gerou um déficit previdenciário da ordem de R$ 155,7 bilhões (déficit per capita por participante de R$ 15.727,27).

- Em 2002 os gastos com pessoal consolidado (união, estados e municípios) foi de 13,35% do PIB. Em 2016 foi de 15,27% do PIB. Crescimento real em relação ao PIB de 14,38% representando 46,75% da carga tributária de 2015 que foi de 32,66%.

Para que se avalie a variação criminosa dos gastos reais com pessoal, cabe lembrar que nesse mesmo período houve um crescimento real do PIB Corrente de 34,70%, gerando um ganho real acima da inflação de 54,07% nesse período. Nenhuma nação do planeta conseguiria bancar tamanha orgia pública.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • PIB E CONSUMO DAS FAMÍLIAS NO TRIMESTRE

    O PIB do Brasil subiu pelo terceiro trimestre consecutivo. No trimestre encerrado em setembro deste ano, a alta foi de +0,1% em relação ao período imediatamente anterior, segundo informou, hoje, o IBGE.  O resultado ficou abaixo da  mediana das expectativas, de +0,30%, conforme o Termômetro CMA. 

    Já o consumo das famílias subiu 1,2% no mesmo período (terceiro trimestre), em relação ao período imediatamente anterior.

  • FILME - CUBA E O CAMERAMAN

    Sugiro aos leitores que ao longo do final de semana reúnam suas famílias para assistir o filme CUBA E O CAMERAMAN, recém lançado no Netflix. Imperdível. O cineasta vencedor do Emmy, Jon Alpert, acompanha a trajetória de Fidel e mais três famílias ao longo de 40 anos de história de Cuba. Atenção: as filmagens começaram em 1976 e foram concluídas em 2016, com a morte de Fidel. É interessante observar o envelhecimento dos envolvidos.

  • SITUAÇÃO DOS PRIVILEGIADOS

    Os aposentados e pensionistas da Câmara dos Deputados – justamente a Casa que está para votar o novo projeto do governo estão na seguinte situação: cerca de 45% dos seus inativos têm renda bruta acima do teto constitucional, que corresponde ao salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) – R$ 33.763,00.

    As 50 maiores aposentadorias superam os R$ 50 mil, sendo R$ 55.188,00 o teto dos vencimentos brutos. Outros 581 benefícios ficam entre R$ 40 mil e R$ 50 mil. Com renda bruta acima do salário dos ministros do STF estão 1.428 inativos. Na parte de baixo da pirâmide salarial, apenas quatro servidores têm rendimento abaixo de R$ 10 mil, com média de R$ 6,5 mil.

    A folha mensal dos aposentados soma R$ 104 milhões – o que representa R$ 1,35 bilhão por ano. Uma média mensal de R$ 32,7 mil por servidor.

    Mas há ainda a folha dos 1.164 pensionistas, que soma R$ 24,5 milhões por mês, com média de R$ 21 mil. Nessa categoria, há 45 pessoas com renda bruta acima de R$ 40 mil. Entre os pensionistas “pobres”, apenas 54 estão abaixo do teto previdenciário – R$ 5,5 mil.

    Enquanto a despesa com aposentados e pensionistas da Câmara fica em R$ 129 milhões, a arrecadação com contribuições previdenciárias de servidores da ativa efetivos, aposentados e pensionistas não passa de R$ 19 milhões por mês. Quem paga a diferença é o contribuinte.

    A fartura é tanta que até mesmo técnicos legislativos aposentados – de nível médio – têm renda bruta acima do teto constitucional. São 41 inativos nessa situação, sendo que seis recebem acima de R$ 40 mil. Apenas 66 deles têm rendimento abaixo de R$ 20 mil.

  • HOLODOMOR

    Não percam a programação paralela da exposição de Holodomor, a partir de 5/12 na ADVB, Av. Edvaldo Pereira Paiva, 1000 -

    Dia 5/12: 19h00 palestra de abertura com Percival Puggina - o verdadeiro legado da revolução Russa.
    19h30 apresentação histórica de Holodomor pelo Padre Domingos Starepravo.

    Dia 9/12: 15h30 - Marcelo Berger - Por que todas as economias socialistas terminam em catástrofe?
    16h15 - Marcus Boeira- A política e as condições de guerra
    17h - Diego Casagrande - O Brasil de amanhã: Liberdade econômica, desenvolvimento social e combate à impunidade.
    17h45 - José Antônio da Rosa - A verdade é a primeira vítima dos genocidas.
     

  • BOURBON SHOPPING

    A decoração de Natal do Bourbon Shopping, que estará disponível até 26 de dezembro, será inspirada nas séries exibidas pelo canal Disney Jr. As crianças irão se divertir em espaços interativos, com brincadeiras inspiradas nos desenhos “A Guarda do Leão”, “Mickey Aventura sobre Rodas” e “Princesinha Sofia”. As decorações estarão instaladas no Bourbon Shopping Wallig, Bourbon Shopping Country, Bourbon Shopping Ipiranga e no Bourbon Shopping Novo Hamburgo.

    Os ambientes Disney Junior
    Nos espaços, o público encontrará diferentes atrações: o ambiente inspirado no desenho “A Guarda do Leão” exibirá uma pedra pela qual as crianças acessarão um labirinto vertical para fazer “a guarda da floresta”, de onde poderão descer por um escorregador. Já no playground da “Princesinha Sofia” haverá um castelo inspirado na série com torres interligadas por uma ponte; e no espaço “Mickey Aventuras sobre Rodas”, a família poderá compartilhar do momento ao lado do personagem 3D do Mickey.
     

FRASE DO DIA

Quanto menos alguém entende, mais quer discordar.