Artigos Anteriores

REAL: ANIVERSARIANTE EM COMA

ANO XIV - Nº 007/14 -

ANIVERSÁRIO DO REAL

Amanhã, 1º de julho de 2014, o Plano Real completa 20 anos. Como está em coma, na UTI, não há clima favorável para festejar a data, que, diga-se de passagem, marca a única reforma econômica que foi feita neste nosso pobre Brasil extremamente carente de mudanças.

TRIPÉ EM ESTADO CRÍTICO

Construído sobre o tripé-METAS DE INFLAÇÃO, CÂMBIO FLUTUANTE E RESPONSABILIDADE FISCAL-, o Real, se encontra hoje aleijado e em estado crítico, com o corpo totalmente mutilado.

CORPO DESFIGURADO

O estrago que o Real sofreu ao longo desta administração petista-neocomunista, nesses últimos doze anos, foi de tal ordem que se não fosse o símbolo que identifica a nossa moeda, seria muito difícil o reconhecimento do seu corpo, totalmente desfigurado.

MUTILAÇÃO

A mutilação que sofreu o tripé que sustenta o Real passa, diretamente, por: 1- a Lei de Responsabilidade Fiscal, que foi estranhamente flexibilizada; 2- o Câmbio Flutuante, que passou a ser totalmente administrado; e3- as Metas de Inflação, que foram corrompidas pela intervenção do governo que resolveu segurar, de forma irresponsável, os preços da energia e combustíveis;

CULTURA DA DESTRUIÇÃO

O estrago foi de tal ordem que, para o Brasil voltar a ter ao menos aquela reforma feita em 1994 preservada, só fazendo um novo Plano Real. E mesmo assim o plano só se sustentaria se acompanhado de cláusulas pétreas. Caso contrário, voltaria a ser destroçado novamente.

INFLAÇÃO

Olhando para a Inflação brasileira, que a cada semana novos índices são divulgados, o que estamos colhendo é simplesmente de amargar. Para ficar dentro da meta, o governo, espertamente, resolveu ampliar a banda. E, mesmo assim, a TAXA DE INFLAÇÃO insiste em querer ultrapassar a linha-limite, onde mora o diabo.

VAI VIRAR DEFUNTO

já, para desespero de quem está preocupado com a produção, aí acontece exatamente o contrário: a economia não para de decrescer. Hoje, por exemplo, depois de continuadas previsões de queda da atividade econômica, o Boletim Focus já enxerga (com otimismo) um crescimento de apenas 1,10% do PIB para este ano.Se o Real, que está em coma, souber disso, aí não tem jeito: vai virar defunto. Espero, entretanto, que dê tempo para que receba a extrema-unção.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • O COMÉRCIO E A COPA
    O Sindilojas Porto Alegre fez um levantamento com lojistas da Capital e 83% dos entrevistados relatou baixos desempenhos e pouca movimentação de clientes, principalmente em dias de jogos da Seleção Brasileira e em Porto Alegre. A Copa tem-se mostrado um evento que esvazia o comércio, embora os segmentos de gastronomia e turismo se beneficiem. A maior queixa dos lojistas continua sendo em relação ao fechamento antecipado, principalmente das lojas de rua. A média da queda em vendas é de 31% na comparação com o mesmo período do ano passado, em dias de jogos do Brasil.
  • ICI
    A segunda-feira inicia com o ICI (índice de Confiança da Indústria) ? apurado pela FGV ? apontando sua sexta queda consecutiva e chegando na menor marca desde maio de 2009. O índice recuou 3,9% em junho (ante maio), passando de 90,7 para 87,2 pontos.
  • PIB
    Já o boletim Focus (pesquisa do Banco Central realizada com instituições financeiras no Brasil) desta semana mostra que a projeção para o PIB do país em 2014 caiu de alta de 1,16% na semana passada para 1,10% esta semana. A expectativa do indicador para 2015 também recuou: de avanço de 1,60% semana passada para 1,50% nesta semana.
  • COLÓQUIO
    No próximo final de semana, em Flores da Cunha, acontece o 2º Colóquio do PENSAR+. O tema, com apresentações e debates dos Pensadores inscritos vai versar sobre: O Rio Grande tem Saída?

FRASE DO DIA

O MAIOR ORADOR DO MUNDO É O SUCESSO.

N.Bonaparte