Artigos Anteriores

PROTELAÇÕES CUSTOSAS

ANO XIV - Nº 007/14 -

SOCIEDADE CONVENCIDA

Por todos os cantos do nosso empobrecido Brasil, graças, principalmente, ao esforço do competente e incansável ministro da Economia, Paulo Guedes, a maioria do povo brasileiro já demonstra pleno convencimento da urgente necessidade da aprovação da NOVA PREVIDÊNCIA. 

INCLUSÃO DOS ESTADOS E MUNICÍPIOS

Entretanto, na medida em que  nos aproximamos da importante votação, em primeiro turno, da PEC da NOVA PREVIDÊNCIA, na Câmara Federal, o que ainda não está resolvido é pra lá de necessária a INCLUSÃO DOS ESTADOS e MUNICÍPIOS no texto do relatório que deve ser lido e votado na próxima semana na Comissão Especial, que antecede a apreciação no Plenário. 

ABRANGÊNCIA

Por um lado confesso que, por mais que me esforce, não consigo entender quais os motivos que levam os deputados das bancadas de cinco ou seis Estados a não querer uma REFORMA DA PREVIDÊNCIA abrangente, ou seja, que valha para o Brasil todo - União, Estados e Municípios-.

IDEIAS COMUNISTAS

Por outro lado, quando vejo que são, notadamente, os Estados do nordeste do País, que preferem ficar fora da REFORMA, aí não há como se surpreender ou não entender. Até porque, não por acaso, a maioria dos eleitores daquela região, fortemente drogados por doses cavalares de POPULISMO dão enorme preferência por candidatos que defendem as ideias comunistas.    

TUDO PROTELADO

Enquanto segue o impasse, que protela perigosamente a apreciação da PEC da NOVA PREVIDÊNCIA, os INVESTIMENTOS (único instrumento realmente capaz de reverter a crise econômica que assola o País) também seguem protelados.

O CAPITAL É EGOÍSTA. QUER RETORNO

Aliás, bem na linha do que disse ontem o presidente da Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro), Eduardo Gouvêa Vieira, ao participar de um Forum Empresarial em Paris: o vigor do investimento estrangeiro no Brasil está atrelado a reformas estruturais e é indiferente ao teor mais ou menos incendiário de discursos e políticas na área comportamental. "O capital, por definição, é egoísta. Não quer saber se somos bonzinhos ou não, quer saber (qual é) o retorno possível". (JC)

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • FLORENSE ENCANTA NA CASACOR SÃO PAULO

    A CASACOR São Paulo, maior mostra de arquitetura, design e paisagismo das Américas, inaugurada na semana que passou, vem confirmando uma máxima de todas as suas edições recentes: o destaque impressionante da marca Florense. A grife gaúcha de mobiliário high-end está presente em oito ambientes, assinados por Nildo José, Bárbara Jalles, Jóia Bergamo, Patrícia Hagobian; TriArt Arquitetura, Michel Safatle, BC Arquitetura e a dupla Moacir Schmitt Jr e Salvio Moraes Jr.

    Mateus Corradi, CEO da Florense, define a importância dessa participação: “A CASACOR é o principal evento brasileiro da alta decoração, onde os profissionais e as marcas conseguem expor seu trabalho e seus produtos no conceito de uma casa, apresentando a vida real na aplicação dos produtos. Nós participamos da CASACOR há muitos anos como o mais importante evento da marca para lançamento das novas coleções”.
    A mostra, que tem como tema “Planeta Casa”, acontece no Jockey Club de São Paulo e se estenderá até o dia 04 de agosto.

  • INVESTINDO NO CHILE

    Dias atrás comentei que uma comitiva de 40 gaúchos, liderada pela Fiergs, foi ao Chile com o propósito de atrair investimentos para o RS. Pois, o resultado obtido até ontem, contraria todas as expectativas : a gaúcha Tramontina informou que vai investir U$ 2,5 milhões para aumentar o seu Centro de Distribuição na grande Santiago; outra indústria gaúcha, a Conservas Oderich, que já atua no Chile, quer comercializar milho verde, ervilha e legumes em latas naquele mercado. Que tal?

FRASE DO DIA

Atrasos têm consequências funestas.

W. Shakespeare