Artigos Anteriores

PRIMAVERA LIBERAL

ANO XIV - Nº 007/14 -

PRIMEIRA EDIÇÃO EM MAIS DE 30 ANOS

Os painelistas que se apresentaram, ontem, segundo e último dia do 32º Fórum da Liberdade, reforçaram aquilo que escrevi no editorial anterior: esta foi a primeira Edição do Fórum, em mais de 30 anos, realizada num ambiente governamental mais identificado (não totalmente) com propostas liberais.

PRIMAVERA LIBERAL

Como bem referiu o economista Gustavo Franco no painel -DESEMARANHANDO O BRASIL-, o Brasil passa por uma -PRIMAVERA LIBERAL-. Ainda assim, reforçou Franco, é importante destacar que o "terraplanismo" e "charlatanismo" econômico não estão mortos e, sim, num momento de fraqueza, que deve ser utilizado como oportunidade para aumentar a liberdade econômica no Brasil.

TRÊS RAZÕES

 As ideias liberais estão mais populares por três razões:

1- ideias melhores que as outras mais à esquerda;

2- "imperativos práticos" que trouxeram essas ideias para o centro do debate; e

3- o fracasso das políticas de governo de Dilma Rousseff.

TAXA DE INVESTIMENTO

Com relação aos "imperativos práticos", Franco fez eco ao que tenho escrito, exaustivamente, nos meus editoriais: a nossa baixíssima formação bruta de capital fixo (taxa de investimento) é  CAUSA direta do pífio crescimento do PIB brasileiro.

Mais: não se espera que o governo brasileiro, que enfrenta um forte déficit em suas contas, consiga fazer aportes via investimentos públicos. Ou seja, é preciso do setor privado para o País voltar a crescer.

DESTAQUES

Dos painelistas que se apresentaram ontem no Fórum da Liberdade, os que mais se destacaram, no meu exigente ponto de vista, foram: a liberal cientista política guatemalteca, Gloria Alvarez;  o CEO do Instituto Mises Brasil, Hélio Beltrão; o economista Marcos Lisboa (Insper); e, notadamente, o Secretário Especial de DESBUROCRATIZAÇÃO, GESTÃO E GOVERNO DIGITAL NO MINISTÉRIO DA ECONOMIA, Paulo Uebel.

BUROCRACIA

Paulo Uebel, que presidiu o IEE nos anos 2006/2007 (20ª Edição do Fórum da Liberdade) e se destacou como crítico da alta burocracia governamental, está no lugar certo e pronto para enfrentar aquilo que nunca suportou. Hoje, ocupando a Secretaria Especial de DESBUROCRATIZAÇÃO, Uebel disse que este é o momento de começar algo novo para mudarmos a sociedade brasileira.

Como tal é preciso fazer do nosso Brasil um bom ambiente para negócios, coisa que a excessiva BUROCRACIA não só impede como estabelece uma estrutura fértil para a corrupção.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • ESPAÇO PENSAR+

    Eis o texto do pensador Roberto Rachewsky, sobre a liberal Gloria Alvarez: 

    Ninguém na América Latina, talvez no mundo, defende as ideias liberais melhor do que Gloria Alvarez.

    Além das suas características inatas como a graciosidade e o carisma, Gloria Alvarez apresenta insuperável eloquência, oscilando entre a crítica direta e contundente, construída sobre sólido embasamento, até a ironia fina que, com rara elegância, desdenha daquelas figuras humanas moralmente pérfidas e miseráveis que costumam querer mandar na vida dos outros.

    Gloria Alvarez, acertadamente, não faz distinção entre os dogmáticos da esquerda e os religiosos da direita.

    Ela sabe e expõe as semelhanças que unem essa gente com ideias infelizes, descrevendo com inteligência no que esses intolerantes e liberticidas se diferem dos liberais de verdade, grupo no qual ela e eu temos o orgulho de pertencer.

    Na política, a liberdade é um direito indivisível, inalienável e indispensável para que nós, seres humanos, possamos viver como tal.

    O exercício do direito à liberdade é que nos torna responsáveis, criativos, inovadores, perseverantes na escolha do nosso propósito de vida cuja realização nos permitirá chegar naquele estado de consciência chamado felicidade.

    Política nada mais é do que a transposição da ética que determina nossos valores para o contexto social onde, junto com outros indivíduos, buscaremos construir uma determinada sociedade.

    Liberais, como eu e Gloria Alvarez, defendem que uma sociedade, digna de ser formada e vivida por seres humanos, requer, exige, demanda, sine qua non, instituições que protejam e defendam os direitos individuais.

    Direitos esses entre os quais estão o direito à vida, à liberdade e à propriedade que alinham-se e complementam-se para que seja possível a cada indivíduo buscar a sua felicidade como bem lhe aprouver.

    Felicidade é um estado de consciência e consciência é um atributo individual. Ninguém pode experimentar a felicidade alheia, muito menos designar os propósitos nem as condições pelas quais os outros procurarão alcançá-la.

    No passado remoto, ninguém entendeu e explicou isso melhor do que Aristóteles.

    No passado recente, ninguém entendeu e explicou isso melhor do que Ayn Rand.

    No presente, ninguém entendeu e explica isso melhor do que Gloria Alvarez.

    Eu tenho muito orgulho de ter idealizado, junto com meu amigo William Ling e por iniciativa dele, o IEE - Instituto de Estudos Empresariais.

    A criação do IEE se baseou nesse entendimento sobre a vida humana.

    Nossa missão, enquanto instituto, é formar empreendedores e influenciar a sociedade em geral para que a nossa sociedade se torne digna de ser vivida por seres humanos como nós.

    Entendemos e tentamos explicar que para construirmos uma sociedade civilizada e próspera, é indispensável a defesa da livre iniciativa, da propriedade privada, do estado de direito, o que inclui um governo limitado à proteção dos direitos individuais, e do livre mercado.

    Sem isso, sem o entendimento que o direito à liberdade contempla todos as ações não coercitivas do indivíduo, alcançar a civilização e manter sua existência é impossível.

  • 100 DIAS

    Ao mesmo tempo que os críticos analisam o desempenho dos 100 DIAS do EXECUTIVO, nada melhor do que analisar, com o mesmo rigor e detalhes, os 100 DIAS DE 2019 do LEGISLATIVO e de  JUDICIÁRIO.  Estou pra lá de convencido de que o EXECUTIVO foi mais efetivo e decente. 

  • FESTIVAL DE TALENTOS

    No próximo dia 28 de abril, artistas de várias categorias terão a oportunidade de concorrer a premiação especial no Festival de Talentos, realizado pela Loop Discos e patrocinado pelo Bourbon Shopping. O evento, que acontecerá no 3º andar do Bourbon Wallig, contará com a apresentação de 30 artistas da música, da dança e do circo/comédia. Serão 10 participantes de cada uma das três categorias exibindo suas performances no Festival para um quadro misto de quatro jurados técnicos especializados nas categorias. Ao final do Festival, três participantes, um de cada categoria, sairão vencedores.

    INSCRIÇÕES E PREMIAÇÃO
    Os artistas interessados podem se inscrever de 1º a 20 de abril pelo site www.festivaldetalentospoa.com.br, mediante envio de vídeos de suas performances, que serão pré-avaliados e selecionados. A lista final dos escolhidos para as apresentações no Festival será divulgada no site, no dia 22 de abril.

    Os prêmios para cada categoria são:
    Música: R$ 3.000,00 em compras na rede Bourbon Shopping, e gravação de um single produzido e distribuído pelo selo Loop Discos.
    Dança: R$ 3.000,00 em compras na rede Bourbon Shopping
    Circo/Comédia: R$ 3.000,00 em compras na rede Bourbon Shopping

    INGRESSOS PARA O FESTIVAL
    Para assistir o Festival, o público deverá trocar por um ingresso R$ 200,00 em notas fiscais de compras realizadas de 20 a 28 de abril, nas lojas dos shoppings Bourbon (**) participantes.
    As trocas poderão ser feitas de 25 a 28 de abril, no balcão do Festival localizado no 3º andar do Bourbon Wallig.
    (**) Bourbon Wallig | Bourbon Assis Brasil | Bourbon Ipiranga | Bourbon Country | Bourbon São Leopoldo | Bourbon Novo Hamburgo.

    Programação das apresentações (28/Abr):
    Dança: das 11h às 13h
    Circo/Comédia: das 15h às 17h
    Música: das 18h às 20h

FRASE DO DIA

Previ o colapso do socialismo e a vitória das economias de mercado, a necessidade do adelgamento do Estado pela privatização, a crise previdenciária tornada inevitável pelas mutações demográficas e a necessidade da abertura internacional.

Roberto Campos