Artigos Anteriores

PASSANDO A RÉGUA

ANO XIV - Nº 007/14 -

NOVA IORQUE

Escrevo este editorial sentado, confortavelmente, numa das centenas de cafeterias -Starbucks-, no centro da maravilhosa, acolhedora e sempre lotada Nova Iorque, onde cheguei no início da manhã de domingo. No horário da final Argentina x Alemanha, a impressão que se tinha é que o mundo todo resolveu assistir a partida na Time Square. Loucura.

FIASCO VERDE, AMARELO, AZUL E BRANCO

Pois, para encerrar de vez esse assunto -Copa do Mundo-, que simplesmente tomou conta do nosso pobre país por mais de um mês, não posso deixar de falar do fiasco verde, amarelo, azul e branco que a nossa -Canarinho- fez dentro e fora das quatro linhas.

PELA HONRA E PELA DIGNIDADE

Depois de tomar uma sonora goleada da Alemanha, o técnico Felipão e o capitão Tiago Silva, ao invés de ficarem calados resolveram chamar a imprensa, na 6ª feira à tarde, para dizer o seguinte: (palavras textuais) Admitindo que a Seleção perdeu a vergonha contra a Alemanha, contra a Holanda todos entrariam em campo para lutar pela honra e pela dignidade.

DESPROVIDO DE TUDO

Como a Holanda despachou o Brasil pelo escore de 3x0, levando em conta as afirmações de Felipão e Tiago Silva, o Brasil se tornou, futebolisticamente falando, um país absolutamente desprovido de VERGONHA, HONRA E DIGNIDADE.

QUESITO MENTIRA

Agora, o nosso futebol ganhou enorme semelhança, em gênero, número e grau, à tudo que existe de ruim na nossa economia e na nossa política. Somos, decididamente, um país bolivariano em todos os aspectos. Inclusive, e principalmente, no quesito MENTIRA. Um horror!

NEYMAR

Vejam que naquilo que é preciso ser COLETIVO, caso do futebol, a Seleção Brasileira, treinada (?) por Felipão, se aprestou como um time onde o que interessa é o individual. E, neste caso, o indivíduo é um só: Neymar. Nota: a minha análise foi feita a partir do PRODUTO-SELEÇÃO. Se os INGREDIENTES, não são de todo ruim ficou claro que a mistura e o MODO DE FAZER tornou o produto com mau sabor.

INTERVENÇÕES

Já na economia e no social, onde as decisões devem caber exclusivamente aos indivíduos, aí o governo impõe o COLETIVO GOVERNAMENTAL. Para tanto usa e abusa de intervenções de todo o tipo. Ontem, ao entregar a Copa para a Alemanha, Dilma certamente percebeu o quanto os brasileiros estão com um gosto muito amargo na boca...

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • FOCUS
    O Boletim Focus de hoje mostra a sétima revisão consecutiva PARA BAIXO sobre o crescimento do PIB brasileiro em 2014: o PIB esperado é de 1,05% de crescimento neste ano, ante previsão na semana passada de alta de 1,07%. Que tal?
  • PRÊMIO
    O presidente da CBF, José Maria Marin, informou que vai pagar R$ 11 milhões aos jogadores e comissão técnica da seleção brasileira, a título de premiação pelo quarto lugar na Copa do Mundo. Maravilha, não?
  • FEDERASUL
    A Federasul vai dedicar oito edições do -Tá na Mesa-, em sequência, para ouvir os candidatos ao governo do RS e ao Senado (de 23 de julho a 10 de setembro). Seguindo o critério de pontuação nas pesquisas, a Federasul já promoveu encontro com os coordenadores das campanhas e o sorteio definiu que o primeiro Tá na Mesa político terá o candidato Vieira da Cunha, dia 23 de julho. Os próximos candidatos virão na sequência, conforme sorteio: dia 30 de julho, Ana Amélia Lemos; dia 06 de agosto, Tarso Genro e dia 13 de agosto, José Ivo Sartori.
  • IEE
    Hoje, 14, o Pensador e cientista político, jornalista e consultor para relações internacionais, Marcel Van Hattem, será o palestrante convidado para o jantar-debate do Instituto de Estudos Empresariais (IEE). Tema: A defesa da liberdade na política. O evento, fechado para associados do IEE, ocorre às 19h30min, no Novotel Três Figueiras.

FRASE DO DIA

A parte que ignoramos é muito maior que tudo quanto sabemos.

Platão