Artigos Anteriores

OS PRIMEIROS 100 DIAS

ANO XIV - Nº 007/14 -

TEMPO PARA CONFERIR

No início deste mês de abril, tanto os governadores como o presidente da República, completaram os primeiros 100 dias de seus governos. Esta marca de tempo decorrido, ao longo de inúmeros mandatos, tem servido para conferir se os grandes propósitos dos governantes foram iniciados e se é possível enxergar alguma chance de sucesso.

LADAINHA

Lula, ao assumir este segundo mandato afirmou, mais uma vez, que o Brasil agora vai crescer de fato. Como o presidente ficou devendo aos seus eleitores o decantado espetáculo do crescimento, bastante prometido, volta agora com a mesma ladainha sem criar, contudo, as condições mínimas para tanto. Enquanto todos os países do mundo fizeram muito sem precisar de promessas de seus presidentes, o nosso desempenho se mostrou pífio e bem abaixo dos índices aceitáveis.

SÓ NA VONTADE

Para atingir as metas definidas pelos seus acionistas, as organizações começam pela escolha de diretores, assessores e colaboradores bem preparados e empenhados com os objetivos. Ao observar o que foi feito nestes 100 dias de mandato de Lula, depois de tanto tempo que o mesmo destinou à escolha dos ministros que precisarão implementar as propostas de governo, uma coisa já é certa: pelo time montado por Lula vamos ficar, de novo, só na vontade de crescer.

RESISTENTES 1

O mundo todo já sabe, em prosa e verso, que o Brasil só cresce se fizer reformas sérias e profundas. A reforma da Previdência é a principal delas, pelo vínculo ou correlação que existe entre o pesado rombo das suas contas com a absurda carga tributária que precisa ser paga pelos contribuintes de impostos.

RESISTENTES 2

E a reforma Trabalhista, praticamente no mesmo nível de necessidade, pela exagerada quantidade de pessoas que, pelas leis trabalhistas atuais, passaram a atuar na informalidade no Brasil. Pois, exatamente nestas Pastas, Lula conseguiu escolher a dedo as pessoas que simplesmente não admitem falar em reformas. Ao contrário: ambos lutam desesperadamente contra elas.

REFORMAS BLINDADAS

Fazendo uma avaliação clara, sem qualquer emoção, destes 100 dias iniciais do governo Lula, concluímos que estamos mal. O ministro da Previdência afirmou, mesmo antes de assumir, que não há rombo algum nas contas da Previdência. Portanto, não há o que reformar. Já o ministro do Trabalho, da mesma forma, afirma há muito tempo que nenhum trabalhador pode perder os direitos conquistados. Ora, sem meias palavras,estas duas reformas já estão blindadas. Muito blindadas para nunca acontecerem. Lula, ao escolher gente assim, também não quer reformas.

PAÍS DO FUTURO

Daqui para frente, sem qualquer receio, não se pode mais esperar alguma coisa. O Brasil vai crescer pouco e continuaremos a dizer que seremos o país do futuro. Futuro com mais rombos, mais desorganizado, com muita gente sem emprego formal e muito mal educada. Esta é a leitura daquilo que seremos, a considerar os primeiros 100 dias. O que for diferente disto é surpresa.

LANÇAMENTO

O Instituto de Estudos Empresariais (IEE) lança hoje, terça-feira, às 19h30min, na Livraria Cultura (Shopping Bourbon Country ? Rua Túlio de Rose, 100 ? Porto Alegre-RS), o livro Pensamentos Liberais Volume XI, que discute o assunto do Fórum da Liberdade, que está em sua 20ª edição: Propriedade e Desenvolvimento. Como nas edições anteriores, o assunto debatido é o mesmo do Fórum da Liberdade em vigor, com o propósito de gerar discussões sobre questões relevantes para a sociedade.

PALESTRAS

A Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação,Software e Internet (Assespro) convida para a edição do Ciclo de Palestras do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES, nesta quinta,12, às 9h, na Associação Comercial de Porto Alegre - ACPA, no Palácio do Comércio - Largo Visconde de Cairú, 17 - 7º andar . O objetivo do encontro é divulgar a PROSOFT, linha de financiamento para aquisição, no mercado interno de softwares e serviços correlatos desenvolvidos no Brasil por fabricantes credenciados no BNDES, e outras formas de apoio às empresas compradoras e produtoras de software nacional e serviços.

TÁ NA MESA

O vice-governador de Minas Gerais, Antônio Augusto Junho Anastasia (PSDB), participa amanhã, 11, da reunião-almoço Tá na Mesa, da Federasul. Ela falará sobre: O Choque de Gestão em Minas Gerais.

FÓRUM DA LIBERDADE

Vale lembrar que o 20º Fórum da Liberdade ocorre na próxima segunda e terça-feira, dias 16 e 17 de abril, no prédio 41 da PUCRS, em Porto Alegre. O Instituto de Estudos Empresariais tem como objetivo incentivar o surgimento e o preparo de lideranças empresariais, orientadas na defesa e manutenção dos valores da economia de mercado e da livre iniciativa.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

FRASE DO DIA

AQUELE QUE É FELIZ NÃO REPARA NAS HORAS QUE PASSAM.

Alexandr Griboyedov