Artigos Anteriores

OLHANDO POR FORA

ANO XIV - Nº 007/14 -

CRÍTICAS

Quando faço críticas às formas como são tratados os assuntos políticos e econômicos do nosso país é porque quero ver o Brasil crescer e não o contrário. Entendo, portanto, que há maneiras simples e inteligentes para acelerar o nosso crescimento e desenvolvimento. Os fundamentos que utilizo nos meus comentários jamais foram irresponsáveis. Tenho usado, isto sim, de um mero raciocínio lógico para mostrar o quanto há de despreparo na condução das nossas demandas.

NÃO PERDER A FIBRA

Entendo, perfeitamente, que muitos leitores, muitas vezes influenciados por programas de auto-ajuda que recebem em palestras e livros, preferem se afastar das críticas, sugestões ou reclamações. Só que este tipo de comportamento em nada ajuda para tentar melhorar o ambiente em que vivemos. O que precisamos fazer, sempre, sem perder a fibra e a confiança própria, é aquilo que ainda possa melhorar as nossas vidas.

OLHANDO POR DENTRO

Olhando o Brasil por dentro, como tenho feito, venho apontando claramente o que estamos deixando de fazer. E comparo tudo com o que outros países já fizeram, com sucesso. Assim, tento abrir os olhos daqueles menos atentos. E trato de mostrar o mais importante: quanto maior a liberdade dada a uma sociedade, melhores são os resultados obtidos pelas ações dos governos.

OLHANDO POR FORA

Olhando pelo lado de fora, como faz a respeitável revista The Economist, toda crítica feita, mesmo que seja igual à que venho fazendo, ganha maior repercussão. Não faltarão, obviamente, aqueles que insultarão a revista pela reportagem, mas uma coisa é certa: é tudo verdade. Vejam o que afirma a reportagem especial publicada na edição desta semana da revista britânica \"The Economist\":

THE ECONOMIST

Apesar de ser a primeira letra da sigla BRIC - termo inventado pelo banco de investimento Goldman Sachs para definir os grandes países em desenvolvimento: Brasil, Rússia, Índia e China -, o Brasil tem ficado para trás quando o assunto é crescimento, tornando-se uma \"terra de promessas\".

CUSTO BRASIL

-Segundo a reportagem, apesar de ser um importante fornecedor de alimentos para o mundo - e, mais recentemente, candidato a produtor mundial de biocombustíveis -, o Brasil continua a ser afetado por problemas estruturais, como a rede de transportes deficiente e a corrupção no poder público. \"Os custos de transporte consomem quase 13% do Produto Interno Bruto brasileiro, 5 pontos percentuais a mais do que nos EUA\", afirma o texto. Este tipo de problema a revista classifica como \"Custo Brasil\".

ESCÂNDALO

Além disso, a revista cita o escândalo do \"mensalão\" como um fator que desestabilizou o Partido dos Trabalhadores (PT), antes visto como uma legenda à prova de corrupção. A reportagem lembra que as grandes capitais, como Rio de Janeiro e São Paulo, sofrem com o aumento constante da violência, enquanto há problemas sérios também nas áreas de tráfego aéreo e educação.

OBSTÁCULO

Apesar de lento, diz a revista, o progresso é um caminho razoavelmente certo para o Brasil - e o país deve crescer 4% neste ano. \"Quando os números do PIB foram revisados em março, descobriu-se que o Brasil era mais rico e menos endividado do que se pensava. Mas poderia ser melhor\", afirma a reportagem, que classifica o Estado como o principal obstáculo ao desenvolvimento do país.

BEST JUMP

Dia 18, às 11h30min, no Dado Tambor ocorre o lançamento do The Best Jump 2007 ? 39º Concurso de Saltos Internacional da Cidade de Porto Alegre.

POSSE

Ricardo Kurtz, assume a presidência da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação, Software e Internet (Assespro) nacional, no próximo dia 24, em Brasília - DF. Kurtz representará a entidade para o biênio 2007/2008. O presidente da regional do Rio Grande do Sul.

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

Nesta segunda, 16, às 14h, a FIERGS, através do Instituto Euvaldo Lodi (IEL-RS), realiza juntamente com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e Sebrae-RS o 4º Fórum Finep de Inovação Tecnológica Região Sul e o Lançamento do Prêmio Finep de Inovação Tecnológica. Durante o evento, que será realizado na sede da FIERGS, a Finep irá anunciar recursos destinados às empresas gaúchas.Informações: www.finep.gov.br.

CONGREGARH 2007

O ex-presidente da Harley-Davidson, Rich Teerlink vem à P.Alegre no dia 16 de maio participar do CONGREGARH 2007, para discutir a importância das lideranças na conquista do sucesso. O tema da palestra será Perenidade ? A herança que estamos construindo. O CONGREGARH da ABRH-RS, ocorre entre os dias 14 e 16 de maio, no prédio 41 da PUCRS. As inscrições podem ser feitas pelo site www.abrhrs.com.br/congregarh .

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

FRASE DO DIA

O HOMEM É O ÚNICO ANIMAL QUE NÃO APRENDE NADA SEM SER ENSINADO, A NÃO SER CHORAR.

Desconhecido