Artigos Anteriores

O CAIXA NÃO TEM IDEOLOGIA

ANO XIV - Nº 007/14 -

OLHO NOS ESTADOS E MUNICÍPIOS

Ainda que neste momento é preciso ficar muito focado na questão que envolve o IMPEACHMENT da presidente Dilma-Pedalada-Rousseff, até porque sem esta providência a situação do país ficará ainda mais complicada, também não podemos tirar o olho das dificuldades financeiras que muitos Estados e Municípios estão enfrentando.

TRÁGICA

É importante deixar bem claro o seguinte: se a situação já vinha sendo considerada como extremamente difícil bem antes do encerramento de 2015, neste ano esta dificuldade mudou de patamar. Passou a ser considerada TRÁGICA, a caminho da CATASTRÓFICA.

OBRIGAÇÃO DO GOVERNO

Por formação, tradição e por costume, a maioria da população sempre esteve convencida de que o Caixa do Tesouro (Nacional, Estadual ou Municipal) é um recipiente inesgotável de recursos. Assim educado, o povo brasileiro tinha a absoluta certeza de que ao ser eleito o governante haveria de honrar as dívidas do Estado.

 

FONTES DE FINANCIAMENTO

Se, por alguma razão, a arrecadação viesse a se mostrar insuficiente para atender os compromissos assumidos pelo governo (ou governos anteriores), tudo se resolveria da seguinte forma:

1- aumento da carga tributária, quer por aumento de alíquotas, quer por novos tributos;

2-busca de novas fontes de financiamento, incluindo aí  empréstimo junto as entidades financeiras do país e do exterior.

LÓGICA-HISTÓRICA

Ora, antes de tudo é preciso esclarecer que esta -lógica histórica- só funcionou porque a arrecadação de impostos, somada a outras fontes de financiamento governamental até então disponíveis, sempre foram capazes para a satisfação das despesas públicas, notadamente a Folha dos Servidores. 

ESGOTAMENTO DAS FONTES

Pois, na medida em que as fontes de financiamento foram se esgotando, e a arrecadação de impostos, a despeito do aumento abusivo da carga tributária, começou a minguar, a situação financeira de inúmeros Estados e Municípios, que já se mostrava difícil, passou ser simplesmente Trágica.

PERGUNTA ENERVANTE

Como a situação, repito, entrou para a categoria -TRÁGICA, com viés de CATASTRÓFICA-, o que mais o povo quer saber, neste momento em que não há recursos para sequer honrar a maior DESPESA PÚBLICA OBRIGATÓRIA, qual seja a Folha de Servidores, é:

- QUAL A SAÍDA PARA ESTE GRAVE PROBELMA? 

Gostem ou não, aceitem ou não, o fato é que com a situação piorando, além de um CHOQUE DE EFICIÊNCIA NO SETOR PÚBLICO (que é fundamental, ainda que insuficiente no médio e longo prazo), a SAÍDA ESTÁ NA REVISÃO DOS DIREITOS ADQUIRIDOS, OU PRIVILÉGIOS ADQUIRIDOS. 

Se nada for feito, o CAIXA DO TESOURO acabará impondo esta decisão. Ah, um detalhe importante: o CAIXA não tem ideologia.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • CAFÉ COM LOJISTAS

    Evento promovido pelo Sindilojas Porto Alegre vai trazer o advogado Eduardo Plastina, doutor em Direito Tributário, para esclarecer e explicar as novas regras do Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual - ICMS. O encontro acontecerá no dia 06 de abril, a partir das 8h30, e é gratuito para associados à Entidade.
     O evento acontecerá no Centro de Capacitação do Sindilojas Porto Alegre (Rua dos Andradas, 1234/9º andar), com café de boas-vindas às 8h30 e palestra das 9h às 10h30. As inscrições são gratuitas para os associados ao Sindicato.
    Para participar, os interessados podem realizar sua inscrição através do e-mail cursos@sindilojaspoa.com.br . Mais informações pelo telefone (51) 3025.8300.
     

  • ESTOURO DA META

    Pela primeira vez, o Banco Central reconheceu que a inflação deste ano vai estourar o teto da meta estipulada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), de 6,5%.

    Segundo o Relatório Trimestral de Inflação (RTI), divulgado hoje, o IPCA de 2016 ficará em 6,6%, e não mais em 6,2% como constava do documento de dezembro, pelo cenário de referência. No cenário de mercado, a taxa projetada passou de 6,3% para 6,9%.

    A nova previsão vem mais alta, apesar de o BC ter a expectativa de uma inflação menor nos próximos meses, se apoiando em um processo de grande desinflação, em especial dos preços administrados. (Exame)
     

FRASE DO DIA

A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.