Artigos Anteriores

NOTA DE FALECIMENTO

ANO XIV - Nº 007/14 -

VELÓRIO

É com imenso pesar que nessa madrugada, depois de ter sido brutalmente atacada por uma gangue formada por governantes corruptos, incompetentes e/ou fortemente comprometidos com as causas Bolivarianas, a importante Lei de Responsabilidade Fiscal veio a falecer. 

CAUSA-MORTIS

No atestado de Causa-Mortis deverá constar, certamente, que o fim da Lei de Responsabilidade se deve ao crescente agravamento das Contas Públicas, principalmente ao longo deste ano, motivado por INÚMEROS ERROS MONUMENTAIS DE CONDUÇÃO DAS POLÍTICAS SOCIAIS E ECONÔMICAS. 

PLN 36/2104

Depois de 16 horas de debates regados à forte chantagem (leia-se corrupção) com o uso de verbas públicas (inexistentes) foi aprovado o Projeto (PLN) 36/2014, enviado pela presidente Dilma Neocomunista Rousseff, com o propósito de maquiar o descumprimento da meta do superávit primário.
 

SEM EXTREMA-UNÇÃO

Assim, coube ao nosso valoroso Congresso Nacional, que de forma DEMOCRÁTICA (???) aprovou o PLN 36, a expedição da Nota de Falecimento da LRF. Detalhe: apesar de contar com um fim trágico, a LRF não teve direito nem mesmo à Extrema-Unção. Que tal?

DOIS COELHOS COM UMA CAJADADA

Mas, o requinte que deixou os mais esclarecidos ainda mais indignados é que, com a aprovação do PLN 36, os Congressistas mataram (!!) dois coelhos com uma só cajadada: ao desligar definitivamente os aparelhos que ainda permitiam a respiração da Lei de Responsabilidade Fiscal, os parlamentares pró manobra fiscal ainda isentaram a presidente Dilma do processo de CRIME de Responsabilidade Fiscal. Pode?
 

PONTA-PÉ NO TRAZEIRO

Foi, sem a menor dúvida, um maravilhoso exemplo de como dar um PONTA-PÉ no traseiro (ou no corpo todo) dos brasileiros. Depois desta epopeia resta dizer, pela enésima vez, que sem a Lei de Responsabilidade Fiscal, a conta vai ficar absolutamente impagável. Pior: podendo gastar o que não foi arrecadado, por não ser crime o que vai reinar daqui para frente é o CAOS.  Viva!

SEM FLORES

Mais: para fazer frente aos gastos cada vez mais absurdos, ao invés de apelar para a eficiência este governo, por ser absolutamente incompetente e/ou corrupto tratará de propor aumento de tributos, como aliás, já vem se manifestando. 

Como devemos poupar o máximo possível sugiro que não gastem dinheiro com flores. Basta uma oração para que a alma da LRF fique em paz... 

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • SELIC

    Confirmando as estimativas do mercado, o Copom (Comitê de Política Monetária) acelerou o ritmo de alta de juros para 0,5 p.p e elevou a taxa Selic para 11,75% ao ano. 

  • IPC

    O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) – medidor da inflação na cidade de São Paulo – registrou alta de 0,69% em novembro, o que representa uma aceleração ante outubro, quando o indicador subiu 0,37%, segundo dados da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas). 

  • 30 ANOS DO IEE

    Neste mês (dezembro), o IEE -Instituto de Estudos Empresariais- completa 30 anos de fundação. Criada em 1984 com o intuito de formar jovens lideranças empresariais que se comprometam com um modelo de organização social e política para o Brasil, baseado no ideal democrático de liberdades individuais. Para celebrar o aniversário será lançado um livro que conta a história do IEE na formação de líderes ao longo destas três décadas, trazendo, por exemplo, artigos escritos por todos os ex-presidentes do Instituto.

    “O 30º aniversário do IEE, marcado pelo lançamento do livro que conta um pouco de sua história, consolida a importância do Instituto, que foi responsável pela formação de grandes e destacados líderes empresariais no país. Cientes de que há um longo caminho a ser trilhado, com muito ainda a ser feito no Brasil, acreditamos que o IEE está no caminho certo, na medida em que, aliado à sua missão, propõe-se à valorização do indivíduo dotado de direitos, dentre os quais se destacam o direito à vida, à liberdade, à responsabilidade e à propriedade, o que se confunde com o caminho de buscar a própria felicidade”, afirma o presidente do IEE, Frederico Hilzendeger.
     

  • MENSAGEM

    Mensagem que recebi de um leitor e amigo: - Uma coisa que poucos destacam neste movimento da Dilma ou do Lula, é que eles montaram uma armadilha: o Levy conserta a economia em dois anos. A seguir leva um pontapé no traseiro como responsável pelos males do ajuste. A partir daí os petistas surfam novamente na onda positiva que esses ajustes provocarão. Com essa oposição medíocre, acho que não escapamos de mais 8 anos de PT depois da Dilma. Que tal?

FRASE DO DIA

Mil dias não bastam para aprender o bem, mas para aprender o mal, uma hora é demais.

Confúcio