Artigos Anteriores

ENGASGO AEROPORTUÁRIO

ANO XIV - Nº 007/14 -

INFRA-ESTRUTURA

Ontem, na palestra proferida durante o almoço oferecido pela Lide-Sul, em Porto Alegre, o presidente da Webjet, Wagner Ferreira, deixou os convidados engasgados e com soluços quando expôs o quanto falta de infra-estrutura aeroportuária no país.

SEM NOÇÃO DOS PROBLEMAS

Até o momento em que Wagner iniciou a sua apresentação, mesmo que muitos dos presentes tivessem noção dos problemas do setor, arrisco um palpite: ninguém imaginava o tamanho das dificuldades que já deveriam ter sido enfrentadas pelo governo bem antes de mostrar interesse em sediar uma Copa do Mundo.

CINCO ANOS

Como a Copa passou a exigir esforços em todas as áreas, para que possamos oferecer um mínimo de conforto para os visitantes, há quem imagine que até lá tudo estará resolvido. Engano. Os problemas que aí estão são tão sérios que sequer podem esperar os cinco anos que nos separam do evento. Sem exagero.

AEROSHOPPINGS

Hoje, como pode ser constatado, os aeroportos se transformaram em verdadeiros aeroshoppings. Enquanto sobram lojas para vender todos os tipos de mercadorias, o que mais falta são os necessários balcões para atendimento dos passageiros. Daí as filas intermináveis para o check-in.

SLOTS E PERNOITES

Do lado externo, entre vários complicadores dois estão criando enormes problemas para as empresas aéreas: 1- não há mais slots disponíveis para as aeronaves, o que torna as operações mais difíceis quando não impossíveis; 2- muitos aeroportos não admitem pernoites de aeronaves. Caos total.

NO CHÃO

As PPPs, que poderiam desafogar o sistema através de investimentos que a iniciativa privada poderia fazer, simplesmente não decolam. Aliás, nenhuma PPP foi aprovada até hoje no governo Lula. E falar em privatização, então, nem pensar.

SÓ ESTÁDIOS

Como muita gente não tem idéia do tempo exigido para projetar construir obras de infra-estrutura, principalmente num país atolado de burocracia, fica a impressão de que quatro ou cinco anos são suficientes para aprontar tudo. Ou seja, o povo imagina que para sediar uma Copa do Mundo basta construir ou reformar estádios. O resto, simplesmente, já está pronto.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • INADIMPLÊNCIA
    A inadimplência média das empresas no crédito livre subiu pelo décimo mês consecutivo em setembro e atingiu 4% das operações, segundo dados divulgados hoje pelo Banco Central. Com a alta de setembro, a inadimplência da pessoa jurídica se mantém no pior patamar desde maio de 2001, quando estava em 4,2%.
  • TERMO DE COOPERAÇÃO
    O prefeito José Fogaça e o presidente do Centro das Indústrias do RS (Ciergs), Paulo Tigre, assinaram o termo de cooperação técnica para elaboração de projetos básicos e executivos das obras planejadas para a Copa do Mundo 2014.
  • RECORD
    A Renner Participações ? holding que controla o Banco Renner ? anunciou a venda de 40% de seu capital para o Grupo Record.
  • REVISTA
    No dia 4 de novembro será lançada a revista: Coletiva Especial 10 anos - produzida pelo portal Coletiva.net sobre o setor de comunicação no Estado.

FRASE DO DIA

DONOS DE EMPRESAS HÁ MUITOS. POUCOS SÃO EMPRESÁRIOS.

Autor desconhecido