Artigos Anteriores

ELEITORES EQUIVOCADOS? OU ELEITOS TRAIDORES?

ANO XIV - Nº 007/14 -

ESTUPEFAÇÃO

Quem se depara com a forte indignação e/ou revolta de milhões de brasileiros quando a maioria dos deputados e senadores aprova medidas totalmente contrárias à vontade do povo, como se verifica, constantemente, tanto nas manifestações de rua quanto nas redes sociais, não tem como não se declarar ESTUPEFATO.

CANALHAS ELEITOS

Este sentimento, para quem tem um mínimo de discernimento, se dá porque este mesmo povo, que vive  clamando, insistentemente,  por JUSTIÇA E DECÊNCIA, é o mesmo que ELEGEU a maioria dos deputados e senadores que, dia após dia, chama de CANALHAS, LADRÕES, CORRUPTOS, SAFADOS, etc., etc... 

DE DUAS UMA

Portanto, de duas, uma: os eleitores brasileiros adoram ser fantoches nas mãos e mentes dos deputados e senadores que escolheram para decidir o que bem entendem no Congresso Nacional; ou é totalmente falsa a pregação que se ouve a todo momento de que CORRUPTOS devem ser tratados como CRIMINOSOS HEDIONDOS.

DESFIGURAÇÃO E REPRESÁLIA

Como fui um dos agentes-voluntários da Campanha que resultou em mais de 2 milhões de assinaturas de apoio às "10 medidas contra a corrupção", fico revoltado quando vejo que os deputados e senadores, além de promoverem uma forte desfiguração do projeto de INICIATIVA POPULAR forma mais além: colocaram no texto a possibilidade de REPRESÁLIA DO OFENDIDO, movendo AÇÃO CONTRA SEUS INVESTIGADORES OU JULGADORES. Pode? 

SÍNTESE

Em síntese, parte importante daquilo que levou o povo, que inexplicavelmente pensa que é SOBERANO, a votar em Jair Bolsonaro, vem sendo paulatinamente desfigurado e/ou derrotado na Câmara e no Senado. Vide, por exemplo, o Decreto de Armas; a MP 873/2019, que proíbe o desconto em folha salarial da contribuição sindical deve CADUCAR (vence amanhã, 28, sem ter sido analisada pelos parlamentares); a Reforma da Previdência, que além de atrasada está bastante mutilada; e por aí vai...

DE NOVO

Como se vê, muitos daqueles eleitores que elegeram Bolsonaro acabaram elegendo congressistas que se opõem aos interesses que estão sendo manifestados nas ruas. De novo: 1- a maioria dos eleitores está satisfeita e gosta de fazer teatro? ; 2- os eleitores se equivocaram? ;  3- os eleitos são grandes traidores?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • IGP-M JUNHO

    O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) subiu 0,80% em junho, acelerando-se em relação à alta de 0,45% em maio, informou a FGV. O resultado ficou acima da mediana das estimativas coletadas pelo Termômetro CMA, de +0,70%. Até este mês, o IGP-M acumula altas de 4,38% no ano e de 6,51% em 12 meses - número que
    também ficou acima do esperado, de +6,41%.

  • PENSAR+ 10 ANOS

    Amanhã à noite, estendendo até domingo ao meio dia, a SOCIEDADE PENSAR+, com apoio total e exclusivo da Florense (leia-se Gelson Castellan e Mateus Corradi, atual CEO) vai reunir 24 pensadores no seu 7º Colóquio Pensar+. O encontro, como sempre, será na magnífica sede da empresa, em Flores da Cunha.

    Detalhe: nesta edição vamos comemorar os 10 ANOS DE EXISTÊNCIA DO PENSAR+, que iniciou no dia 01 de julho de 2009.  

  • BANCO DE VAGAS

    A Associação Gaúcha de Supermercados – Agas acaba de relançar um banco de vagas de emprego para o setor supermercadista gaúcho em seu site. O objetivo do espaço de ofertas para oportunidades no setor é facilitar a busca por profissionais qualificados pelas empresas supermercadistas, além de inserir colaboradores no mercado de trabalho. Através da ferramenta, a procura por trabalhadores pode ser filtrada por cidade e/ou função.

    No espaço, os supermercadistas sócios da entidade podem cadastrar oportunidades disponíveis em suas empresas, além de averiguar os profissionais cadastrados, visando encontrar o perfil que melhor se encaixa à sua vaga. Já os profissionais que estão à procura de oportunidades, podem se candidatar às vagas após cadastrem os seus currículos no site da Agas (www.agas.com.br), na aba Serviços > Ofertas de emprego.

FRASE DO DIA

O ideal é não esperar pelo momento ideal.