Artigos Anteriores

EDUCAÇÃO ECONÔMICA

ANO XIV - Nº 007/14 -

SITUAÇÃO CLARA

Para que uma sociedade possa ser informada de forma correta, e compreenda a real situação econômica no lugar onde reside, duas coisas são por demais importantes: 1- a seriedade do conteúdo a ser comunicado; e, 2- o efeito que a explicação venha a produzir na cabeça dos informados.

TÉCNICA

Por outro lado é necessário que as exposições sobre economia sejam exclusivamente técnicas, de fácil compreensão e totalmente isentas de ideologia. Até porque, caso houver cunho político, com propósito eleitoral, o entendimento do assunto e a relação causa/efeito das medidas será defeituosa.

ESTUDO ECONÔMICO

Como recebi, recentemente, um estudo econômico me enviado por uma séria fonte empresarial, tratei de analisar o tema sob ângulo estritamente técnico antes de fazer qualquer comentário. Com esse único propósito, isento de qualquer ideologia, repasso o conteúdo.

CUSTOS ELEVADOS

O que mais quero, no entanto, é que percebam o quanto o Brasil, e o Estado do RS em particular, estão comprometidos pelos custos muito elevados que carregam, em comparação com outros países competidores mundo afora.

ESTUDO

A crise mundial determinou uma redução de 15% no faturamento das empresas do RS, o que significa um menor fluxo de caixa nas empresas e uma consequente redução de investimentos.Com o recuo da produção em 15%, o número de horas trabalhadas caiu 9,2%, o que significa uma redução, comprovada, de 24 mil vagas no mercado de trabalho. Matematicamente, a massa salarial teve uma redução de R$ 376 milhões. Até aqui não há dúvidas, correto?

NÚMEROS COMPARATIVOS

Pois bem, se o quadro brasileiro preocupa, o RS está muito pior do que o Brasil. Nos últimos doze meses (mai 2008/abr 2009) os números são os seguintes: BRASIL RS Prod. Industrial: -10,9% -12,7%Faturamento na Indústria: -5,2% -10,6%Emprego na Indústria : 0,1% -1,8%Exportações Totais : -6,4% -15,7%Utilização da CapacidadeInstalada na Indústria: -4,2% -6,9%

CUSTO DE PRODUÇÃO

Se já é muito caro produzir no Brasil, comparativamente com países emergentes, mais caro ainda é produzir no RS. Só para ter uma idéia, para produzir qualquer coisa no Brasil, o custo operacional/vendas líquidas é de 55,6%. No RS o custo se eleva para 64,5%. Ou seja, o RS é o 5º Estado mais caro para a indústria produzir.

ATENÇÃO, GOVERNANTES

O estudo é amplo, mas o que aí está precisa ser conhecido pelos governantes. Se não olharem para o problema, onde os custos precisam ser reduzidos, principalmente o peso dos tributos assim como as contribuições sobre a folha de salários, a situação só vai piorar. Isto é sério, gente. É análise técnica, com ZERO de ideologia ou catastrofismo.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • RESULTADOS FINANCEIROS
    A Aracruz Celulose divulga em 16/7 os resultados financeiros do segundo trimestre de 2009. Os números estarão disponíveis no site da empresa antes da abertura do mercado.
  • ALIMENTAÇÃO ESCOLAR
    O Diário Oficial do Estado publicou ontem, 8, Decreto da governadora Yeda Crusius, que dispõem sobre a constituição e composição do Conselho Estadual de Alimentação Escolar (CEAE), órgão deliberativo, responsável pela fiscalização e assessoramento à aplicação dos recursos financeiros consignados no orçamento da União para a aquisição de merenda escolar no Estado.
  • DIFERENÇA NOS PREÇOS
    -O Senado Federal aprovou o projeto que possibilita a cobrança de preços diferentes nas compras com cartões de crédito daquelas pagas em dinheiro ou cheque. A próxima etapa é a avaliação da Câmara dos Deputados. Para o presidente da CDL Porto Alegre, Vilson Noer, a medida faz parte de um movimento maior encabeçado pelas entidades lojistas de todo o Brasil para regulamentar o mercado de cartões de crédito. ?Não há dúvida que o cartão de crédito é uma importante ferramenta de vendas para o varejo, mas queremos que haja uma regulamentação?, explica o dirigente.
  • FERTILIZANTES ORGÂNICOS
    A América Latina passa a produzir fertilizante nitrogenado a partir da transformação de resíduos sólidos cromados das indústrias curtidora e calçadista. Esta bagagem está vindo para o Brasil, com o início das atividades da Ilsa Brasil, cuja unidade produtiva, em Portão, está iniciando as suas operações. A unidade de Portão tem capacidade instalada para processar 35 mil toneladas/ano de resíduos, para produzir 20 mil toneladas/ano de adubo orgânico e já está recebendo resíduos de indústrias de couro e calçados. Contatos podem ser mantidos pelo e-mail ilsa@ilsabrasil.com.br.

FRASE DO DIA

NEM TUDO QUE DÁ CERTO É CERTO.

David Capistrano