Artigos Anteriores

COM OS MEUS SINCEROS AGRADECIMENTOS AO FMI !

ANO XIV - Nº 007/14 -

ESCOLA BURRA

Infelizmente, por falta de cultura e informação, pouca gente sabe que os países muito mal administrados são aqueles que mais vivem pedindo socorro ao FMI. E os nossos governantes, por terem cursado uma escola burra, onde aprenderam que com despesas maiores que receitas nós poderíamos chegar a uma situação de desenvolvimento sustentado, acabaram por levar o Brasil ao FMI por inúmeras vezes. Viciados em cometer sempre os mesmos erros acabamos como clientes quase que permanentes do Fundo.

FORA FMI?

Para tentar encobrir a enorme incapacidade em administrar o país, os governantes, tão logo obtinham os empréstimos, já tratavam de hostilizar a instituição. E o povo, como sempre mal informado, iniciava um coro imediato nas ruas com os velhos e surrados cartazes com a frase: - Fora FMI! - Ou seja, pura desinformação.

RECURSO E PROGRAMA

O problema, certamente, nunca esteve com o emprestador. O FMI jamais entrou aqui oferecendo recursos. Ao contrário, nós é que sempre viajamos a Washington para pedir socorro pela nossa incapacidade em administrar as contas do país. E mais, para deixar bem claro: o FMI não empresta dinheiro, e nem pode, sem alguma razão ou plano. Se o tomador não quiser obedecer ao programa pré-estabelecido, basta recusar o empréstimo e buscar outra tábua de salvação. Pois nem isto a nossa imprensa fez questão de explicar a uma sociedade inculta e mal informada.

SEM ROMPANTES

Agora, felizmente, depois de muito tempo, passamos a ter uma administração mais responsável das nossas contas. Resulta que já podemos saldar, antecipadamente, os empréstimos concedidos pelo Fundo. É hora, pois, de sermos gratos à instituição internacional, cujo programa imposto é o que permitiu tal liquidação. O resto é rompante e bobagem, que poderia ser dispensada. Como aquela que Lula afirmou na semana anterior: agora nós seremos donos do próprio nariz. Pura bobagem e forte sentimento ridículo-ideológico.

AS VERDADEIRAS PRAGAS

Para fechar este assunto: o Brasil, enquanto não fizer as reformas estruturais pendentes, será sempre um cliente em potencial do FMI. Continuamos produzindo despesas com velocidade incrível, acreditando que com mais impostos tais absurdos venham a ser cobertos. Como isto já não é mais possível, o melhor é fazer reformas e não mentir ao povo dizendo que o FMI é uma praga. Pragas são os nossos governantes.

6º BBB

O poder da TV Globo é tamanho que a edição do 6º BBB deve garantir boa audiência para a emissora. O curioso é que em todas as classes sociais o interesse em saber e se intrometer nas vidas dos outros virou coisa muito fascinante. Incrível. Mas vamos combinar: para este tipo de programa o melhor apresentador não seria o Pedro Bial. O Galvão Bueno, considerado pela imprensa brasileira como o pior locutor esportivo de 2005, é o cara certo para agitar o BBB. Os malas se entendem. Correto?

BOVESPA

O presidente da Bovespa, Raymundo Magliano Filho, e o vice Nelson Bizzacchi Spinelli foram reeleitos pelo Conselho de Administração da Bolsa paulista. Magliano cumprirá seu sexto mandato consecutivo e Spinelli, o segundo. Uma das principais marcas de sua gestão é o programa de popularização do mercado de capitais, lançado em setembro de 2002.

GERDAU

Foi concluída ontem, 10, a operação de transferência de controle do capital da Corporación Sidenor S.A, principal produtora espanhola de aços especiais, forjados e fundidos. O negócio, no valor de ? 463,3 milhões, foi anunciado pelo Grupo Gerdau, Santander e executivos espanhóis da própria Corporación Sidenor no dia 15 de novembro de 2005. O Grupo Gerdau passa a deter 40% do capital da Corporación Sidenor S.A., o Santander detém outros 40% e os demais 20% pertencem a um grupo de executivos da Corporación Sidenor. No dia 16 de dezembro, a Comissão das Comunidades Européias, órgão regulador de defesa da concorrência da União Européia, aprovou sem restrições a operação. Em 30 dias, será apresentada à CVM uma oferta pública de aquisição das ações dos acionistas minoritários da Aços Villares S.A. A oferta - prevista na legislação brasileira quando há transferência de controle - será encaminhada pela empresa controlada Sidenor Internacional S.L., a qual detém 58,44% do capital social da Aços Villares, que continuará uma empresa de capital aberto.

VOLUNTÁRIOS

Para quem começou 2006 com espírito voluntário e não sabe a quem recorrer, a ONG Parceiros Voluntários realiza as Reuniões de Conscientização sobre Trabalho Voluntário, com novos horários em vigor a partir desta quinta, 12 de janeiro. As reuniões acontecem nas quartas-feiras, pela manhã, das 9h às 12h e nas terças e quintas-feiras, à tarde, das 14h 30min às 17h 30min. Os interessados podem agendar o dia da semana pelos fones (51) 2101 9750 ou 2101 9753 ou na sede da Parceiros, Largo Visconde do Cairú, 17 / 8º andar.

FUTEBOL

Os Hipermercados BIG, bandeira integrante do Wal-Mart Brasil, renova sua preocupação em participar da comunidade gaúcha, é mais uma vezpatrocinador do Campeonato Gaúcho de Futebol da 1ª divisão, edição 2006, que inicia hoje. A marca BIG estará presente em todos os estádios do estado e nos uniformes de alguns times. A empresa entende que uma ação direta como essa proporciona visibilidade e fortalece a construção da marca. \"O torcedor - apaixonado pelo seu clube - valoriza as empresas que investem na qualificação do esporte\", explica Jorge Pretz, gerente de marketing do BIG.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

FRASE DO DIA

PREPARA-TE PARA O QUISERES SER.

Provérbio alemão.