Artigos Anteriores

AVALANCHE DE NÚMEROS NEGATIVOS

ANO XIV - Nº 007/14 -

ALARMADO?

Se você já está alarmado com os números cadavéricos que atestam o mau desempenho da economia brasileira, é bom tomar um remédio forte para poder suportar o que vem por aí. Até porque o que vem sendo mostrado refere-se apenas às medições que dizem respeito aos meses de outubro e novembro de 2015.

PÂNICO

Como o quadro mostra, com absoluta clareza, que a economia vem piorando a olhos vistos, dia após dia, quando aparecerem os números finais de 2015, e mais adiante os primeiros indicadores de 2016, aí, sem sombra de dúvidas, os brasileiros serão tomados pelo PÂNICO.
 

TAXA DE 9%

Vejam, por exemplo, o que acontece com o desemprego, cuja taxa vem subindo sem parar: no trimestre encerrado em outubro, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), a TAXA DE DESEMPREGO FICOU EM 9%. 

 

MAIS ALTA DA SÉRIE

É importante ressaltar que esta é a taxa mais alta da série, iniciada em 2012. Mais: é bom lembrar também que no mesmo período de 2014, o desemprego estava em 6,6%. Ou seja, houve um avanço de quase 50% sobre o ano anterior. 

PIB

Quanto ao desempenho do PIB, então, quase nada a acrescentar, pois já é voz corrente a expectativa de que vamos fechar 2015 com um espetacular RECUO DE 4%, aproximadamente. Hoje, por exemplo, saiu o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerando uma "prévia" do PIB: baixa de 0,52% em novembro ante outubro, a nona consecutiva, na série com ajuste sazonal.

Detalhe: em 12 meses, a queda é de 3,63% e no acumulado de 2015, a baixa é de 3,88%

QUANDO MARÇO CHEGAR...

De novo: todos os índices dizem respeito apenas ao que aconteceu até outubro e novembro. Como tudo ficou ainda mais escuro em dezembro, e segue na mesma toada em janeiro, quando MARÇO CHEGAR posso adiantar que vamos ouvir muita gente dizer que era menos triste e não sabia. Ou não aproveitou o que pode da pouca tristeza.

RECUPERAÇÃO JUDICIAL E FALÊNCIA

Como o espaço é limitado para expor o número de agruras encerro com dados simplesmente chocantes que a Serasa divulgou nesta semana:

Os pedidos de recuperação judicial aumentaram 55% em 2015, para 1.287, o maior para um ano fechado desde 2006, após a entrada da nova Lei de Falências, em junho de 2005. Em 2014, foram registradas 828 ocorrências, contra 874 em 2013. Os dados são da Serasa Experian.

Só em dezembro de 2015 houve aumento de 23% nos pedidos ante o mês anterior. E incremento de 183% na comparação com o mês final de 2014, para 150. A recessão, o aumento dos juros, que eleva o custo do crédito, e a disparada do dólar afetaram a geração de caixa das empresas e aumentaram seus custos financeiros e operacionais, afirma a Serasa. A saída encontrada por muitas delas foi recorrer à RECUPERAÇÃO JUDICIAL.

As estimativas da Serasa Experian também mostram que houve 1.783 PEDIDOS DE FALÊNCIA no país, aumento de 7,3% em relação aos 1.661 requerimentos efetuados em 2014. Do total, 923 foram de micro e pequenas empresas, 415 de médias e 448 de grandes. 

 

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • MEDIDAS CONTRA A CORRUPÇÃO

    Houve grande repercussão o editorial em que tratei da necessidade de mobilização dos brasileiros, em apoio as 10 MEDIDAS DE COMBATE À CORRUPÇÃO. Muita gente tratou não só de assinar o documento como também se mostrou disposta a entrar como voluntário da importante causa. Detalhe: só ontem foram colhidas mais de 30 mil assinaturas, no país todo. Vamos nessa, pessoal! 

  • IGP-10 E IPC-FIPE

    O Índice Geral de Preços referente ao período entre 11 de dezembro e 10 de janeiro (IGP-10), subiu 0,69% no período. Segundo a Fundação Getúlio Vargas, nos últimos 12 meses, o indicador acumula alta de 10,83%.

  • FENIN FASHION GRAMADO

    Lojistas do setor de vestuário associados ao Sindilojas Porto Alegre participam na próxima terça-feira, dia 19, da Fenin Fashion Gramado. O grupo viaja para conhecer de perto as tendências para a coleção outono/inverno 2016 e se relacionar com fornecedores do segmento. A 20ª edição do evento será realizada no Serra Park (Rua Viação Férrea, 100, em Gramado, Rio Grande do Sul). A Feira é considerada o maior encontro profissional de vestuário da América Latina e contará com mais de 600 expositores e mais de 2.000 mil marcas com os destaques para a temporada de frio do próximo ano.  

FRASE DO DIA

Parecemos tão livres, e estamos tão encadeados...

Robert Browning