Artigos Anteriores

O SILÊNCIO DOS INOCENTES ÚTEIS

ANO XIV - Nº 007/14 -

NOVA MATRIZ

Na reunião ocorrida na semana anterior, (quarta-feira), na Fiergs, como divulguei aqui, o governo Lula, através da Secretaria de Relações Institucionais, apresentou a Agenda Para um Novo Ciclo de Desenvolvimento, que aprova Nova Matriz de Desenvolvimento, do Conselho De Desenvolvimento Econômico (CDES), do qual, repito, o presidente Paulo Tigre é membro.

SEM REAÇÃO

Confesso que, dentro da minha infantil ingenuidade, cheguei a imaginar uma reação contrária dos empresários mais salientes. Errado. Esses só enchem os pulmões para deplorar o aumento da Selic, pelo Copom. Reformas inadiáveis, como previdenciária, fiscal, tributária e trabalhista, só constam nos discursos de posse e/ou nas homenagens que prestam ou lhes são prestadas.

CAUSAS INTACTAS

Enquanto isso, as causas que fazem do Brasil um país de terceiro mundo permanecem intactas. Pois, só o fato de terem ficado com as bocas fechadas diante das lamentáveis propostas socialistas contidas no diabólico programa que propõe um Novo Ciclo de Desenvolvimento, mostra o quanto estão perdidos.

FIM DO QUE NUNCA EXISTIU

O que me espanta é que o CDES informa, com toda a clareza, o seguinte: - O Brasil finalmente se liberta de quase três décadas de semiestagnação, decorrentes da adoção de estratégia econômica baseada na visão neoliberal. Pode? Como é possível chegar ao fim algo que sequer foi experimentado? Que ciclo besta é este, afinal, que está sendo dado como encerrado? Sai dessa, gente.

MATRIZ GLOBALIZANTE

O que sei, e o que aconteceu de fato, é que a partir do governo Collor o Brasil passou a experimentar uma nova Matriz de Desenvolvimento, escorada numa maior abertura econômica, embora muito tímida. Esta Matriz Globalizante, que substituía a Matriz Nacional Desenvolvimentista (Nacionalismo) obrigou o Estado brasileiro a fazer minguadas privatizações.

POR NECESSIDADE

E só o fez porque não havia recursos públicos para tanto. Nada que o governo fez foi por convicção, mas por pura necessidade. Pergunto: como as empresas poderiam construir novas plantas Brasil afora sem infra-estrutura de energia, de telecomunicações e de estradas? Isto só foi possível graças ao capital privado, que mudou o quadro logístico do país. E os Estados, com incentivos fiscais trataram de espalhar empresas de norte a sul do país.Este é o tal de neoliberalismo que está sendo encerrado? Ora, ora...

CHINA NEO-LIBERAL

Quem dá provas de que adotou o verdadeiro caminho do neo-liberalismo é a China, gente. E, desde o primeiro momento em que optou pela economia mais livre, nunca mais parou de crescer. E com taxas sempre muito elevadas do PIB.

CANTO DA SEREIA MORTA

Pois, esta turma, que faz parte do CDES, é que acabou colocando no documento que o Ciclo Neo Liberal está encerrado. E os empresários gaúchos, levados pelo canto da sereia morta, ou do presidente da Fiergs, simplesmente silenciaram. Pode?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • GERDAU
    O lucro líquido da Gerdau (GGBR4) somou R$ 856 milhões no segundo trimestre deste ano, revertendo o prejuízo de R$ 329 milhões obtido pela companhia no mesmo período de 2009. A receita líquida ficou em R$ 8,3 bilhões, frente aos R$ 6,4 bilhões reportados no segundo trimestre do ano passado, configurando avanço de 30%.
  • PARCERIA
    O Banrisul e a MasterCard firmaram parceria para o cartão da bandeira ser aceito nos terminais de pagamento da rede Banricompras. A concessão da licença da MasterCard para o Banrisul realizar a captura das transações de seus cartões de crédito e débito foi anunciada hoje (05), em encontro das duas empresas, na sede do Banco, em Porto Alegre.
  • BALANÇO
    O Banrisul divulga, no próximo dia 11 de agosto, às 10h30min, o balanço financeiro do primeiro semestre de 2010. A Diretoria do Banco receberá a imprensa no Salão Nobre do Banrisul (Rua Caldas Júnior, 108 - 4º andar).
  • REUNIÃO-ALMOÇO
    O diretor de Inovação da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), Eduardo Moreira Costa, será o palestrante da reunião-almoço da próxima segunda-feira (9), às 12h, na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC). O evento integra a programação do 1º Fórum de Inovação, uma iniciativa da Diretoria de Projetos, Inovação e Inteligência da CIC.

FRASE DO DIA

Quem mal lê, mal ouve, mal fala, mal vê.

Monteiro Lobato