Espaço Pensar +

Para evitar que você seja feito de trouxa novamente! - 30.12.21


Compartilhe!           

Por Thomas Korontai

 

Se você não leu este texto ainda, leia-o com atenção, por favor. E se já leu, vá direto para o comentário que faço (e assumo diante do TSE), sobre e vã esperança desenvolvida sobre o cadáver insepulto da democracia no Brasil e a razão disso.

“O Chile tem 67% de Classe Média, 12% de indice de pobreza, o PIB cresceu 11% e inflação abaixo de 6%.  Guardem bem esses números para comparar daqui a 01 ano.

Portanto o Chile é o melhor país da América Latina nos aspectos sociais e econômicos. Mas ELEGEU um radical da extrema esquerda com processos nas costas por uso de drogas e assédio sexual, uma mistura podre de  Boulos com Freixo. Como isso aconteceu? Simples, 53% de abstenção no pleito!!!

Ele foi eleito pela minoria que foi votar.

A esquerda vota em seus corruptos de estimação, enquanto a direita quer achar um político perfeito.

O povo de bem preferiu ficar em casa assistindo TV a ir votar.

O velho mantra: quem não corre atrás do que quer, aceita o que vier.

Espera-se que o mesmo não aconteça aqui em outubro de 2022. O voto tem que ser exercido.”

 

* COMENTÁRIO do Thomas Korontai*

Pois é, mas, aqui tal raciocínio não tem o menor sentido,  pois o *controle da contagem dos votos é do TSE.*  As eleições são *ilegais, pois não possuem escrutínio público,*  e ninguém está dando importância para isso! Nem o TSE, nem o STF, nem os políticos e, infelizmente, nem o PR, que já foi muitas vezes avisado.  E nem os militares... Como pode? E a direita, os liberais e os conservadores ainda acham que vão ganhar a eleição? Acham mesmo que a esquerda ou a NOM vão perder esta chance??

Enquanto lá no Chile a Direita errou por não ter ido votar, em processo eleitoral seguro e confiável (veja artigo publicado no link/site abaixo descrito),  aqui, *a Direita aceita a ilegalidade e ainda acredita em Papai Noel... Pelo amor de Deus acordem!* Comecem a bater nisso, todos os dias! Vamos formar uma massa crítica nacional pela legalização do processo eleitoral. Só a pressão popular pode fazer andar uma sugestão/projeto legislativo pela regulamentação do escrutínio público parado no Senado, e termos eleições honestas ainda em 2022. Esqueçam o discurso de fraudes, esqueçam voto impresso, esqueçam voto auditável,  porque o TSE agora disse que vai prender todos que falarem disso. Mas não podem nos prender por demonstrarmos a *ILEGALIDADE DO PROCESSO ELEITORAL, PELO SIMPLES FATO DE NÃO EXISTIR O TAL DO ESCRUTÍNIO PÚBLICO.* *A publicidade do escrutínio é exigência constitucional (art. 37)!* É simples e cristalino, não precisa ser jurista para perceber isso! A contabilização dos votos feita imoral e ilegalmente pelas urnas eletrônicas não é a mesma coisa que *contagem feita publicamente por mesários, em cada seção eleitoral, ao final do dia da eleição, gravados e na presença de fiscais de partidos e eleitores sorteados.* Lembrando... prosperidade econômica não garante eleições, como bem demonstrado no Chile.

 

Se quiser saber mais, veja as matérias que tratam disto com riqueza de detalhes em www.convergencias.org.br