Artigos Anteriores

ZEROCEFALIA

ANO XIV - Nº 007/14 -

ANEMIA

Desde meados de 2014 todos os diagnósticos  já apontavam que a economia do nosso pobre país apresentava baixos níveis de hemoglobina no sangue.

Vale lembrar que o Ponto Crítico, como os leitores são testemunhas, insistiu, constantemente, que fruto de INCOMPETÊNCIA ADMINISTRATIVA, EXCESSO DE CORRUPÇÃO E INÚMERAS ATITUDES POPULISTAS, o Brasil entraria, inevitavelmente, em processo de ANEMIA PROGRESSIVA. 

 

DROGAS PESADAS

Com o corpo bastante intoxicado por drogas pesadas, todas desenvolvidas com muito esmero no laboratório petista, com a tarja -MATRIZ BOLIVARIANA-, a ANEMIA deixou de ser apenas ECONÔMICA e passou a ser também POLÍTICA, com efeitos simplesmente devastadores no seu conjunto. 

MICROCEFALIA

Pois, como se não bastasse a desgraça injetada nas veias dos brasileiros pelo PT, a partir de 2002, quando Lula foi eleito presidente, cuja safra de maus resultados promete ser muito longa, o povo brasileiro ficou sabendo, recentemente, que o país está diante de uma epidemia de MICROCEFALIA. 

MÁ FORMAÇÃO

O quadro que o Brasil vive, portanto, não poderia ser mais triste, preocupante e de difícil tratamento:

1- a ECONOMIA está ANÊMICA, ou em ESTADO DE COMA;

2- a POLÍTICA, envolvendo  Executivo, Legislativo e Judiciário, em todos os níveis de governo, está eivada de safados; e,

3- a POPULAÇÃO está sofrendo, não só de INFECÇÃO GENERALIZADA, mas também de MÁ FORMAÇÃO CONGÊNITA.

CABEÇA OCA

Arrisco a dizer que tudo isto que o país vive, só acontece porque existe uma ZEROCEFALIA, doença que propõe que a maioria do povo brasileiro (principalmente o povo do RS) seja desprovida de CÉREBRO. Ou seja, a CAIXA ENCEFÁLICA dos eleitores do PT e assemelhados e, notadamente no RS, dos eleitores do deputado Jardel, é TOTALMENTE OCA.

PT-VÍRUS

As suspeitas sobre os casos de MICROCEFALIA, como vem sendo divulgados à exaustão pelas autoridades de saúde, estão sendo atribuídas ao ZIKA-VÍRUS.  

Pois, nos casos de ZEROCEFALIA, o que posso adiantar, sem medo de cometer qualquer injustiça, é que o responsável por esta grave doença é o PT-VÍRUS. 

PIB

Em tempo: quem lê habitualmente o Ponto Critico deve estar lembrado que a previsão que fiz para o comportamento do PIB deste ano era de 4% NEGATIVO. Ontem, quando saiu o resultado do terceiro trimestre, grande parte dos analistas chegou, tardiamente, à mesma conclusão. Que tal?  

Mais: a minha previsão de que o país sairia da RECESSÃO para entrar, triunfalmente, em DEPRESSÃO, já está assegurada.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • RECESSÃO LONGA

    O país já acumula queda de 5,8% do PIB nos últimos 18 meses. A recessão já é a mais longa desde o Plano Real.

    O presidente de um importante banco comparou a crise atual à depressão americana de 1929, não só pelo aspecto econômico, mas por também conter variáveis políticas, institucionais e sociais de difícil resolução. (Veja)

  • OLHOS PARA MARIANA

    Os brasileiros, por formação e por costume, são DERROTADOS PACÍFICOS. O PIB não para de recuar, levando os empregos para o ralo, e mesmo assim o povo não se manifesta. Vejam que a economia está sendo destruída com potência 50 vezes maior do que o estrago promovido pelo rompimento da barragem de MARIANA e todo mundo só tem olhos para aquela catástrofe. 
     

  • ECONOMIA DE CAXIAS DO SUL

    Sem crescimento em outubro, na comparação com setembro de 2015, e com queda de 22,2% em relação a setembro do ano passado, as perdas da economia de Caxias do Sul acumuladas durante 2015 já são de 17%. Quando os segmentos são analisados separadamente, os dados divulgados nesta terça-feira (1º) pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) e Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) mostram que a indústria teve alta de 1,5% em outubro em relação a setembro, o comércio, queda de 0,9%, e os serviços, queda de 2,5%. Já no acumulado de janeiro a outubro, o comércio tem a maior redução: (- 26,2%), seguido da indústria, com (-21,7%), e dos serviços (-3,2%).

FRASE DO DIA

A decepção pode ser uma grande oportunidade para recomeçar de uma maneira diferente, deixando pra trás aquilo que não merece sua confiança.