Artigos Anteriores

WE ARE ONE

ANO XIV - Nº 007/14 -

A POSSE

A posse de um presidente, de qualquer país, já é um fato importante. E, como tal, requer registro e grande repercussão na mídia local. Mas, se o presidente a ser empossado é americano, aí a notícia vira manchete em todos os meios de comunicação do mundo.

ALÉM DO PLANETA

No entanto, quando estamos falando da posse de um presidente americano cujo nome é Barack Obama, cuja eleição e enormes expectativas estão mexendo com o mundo todo, aí a repercussão e as esperanças parecem ir muito além dos limites do planeta.

MARCA REGISTRADA

Se a campanha de Obama teve uma marca registrada, e foi vitoriosa, com a afirmação: Yes, we Can, a partir de agora todos os americanos estão sendo convocados e conclamados para o: We are One.

GARANTIA DE APROVAÇÃO

Ora, o Congresso dos EUA, sabedor da enorme popularidade de Obama e da grave crise que o país está enfrentando, com toda certeza vai aprovar qualquer projeto que o novo presidente enviar. Esta garantia só Obama tem e ninguém ousa atrapalhar.

HERANÇA MALDITA

Como a mídia do mundo todo já arrasou com a imagem de George W. Bush, aplicando-lhe todos os adjetivos possíveis e imaginários de um mau presidente, a tarefa de Obama, mesmo difícil pelo momento econômico fica mais confortável. Se as soluções propostas não chegarem com a velocidade que o povo espera, basta debitar o insucesso ou a demora à herança maldita deixada por Bush.

VONTADE DE AJUDAR

Tomara que Barack Obama tenha o sucesso que todos esperamos. Antes mesmo da sua posse, a confiança, típica de mito, que está repassando aos americanos inclui uma enorme dose de vontade de ajudar. E nesse aspecto os americanos são exemplares e obedientes.

VOTOS DE UM BOM GOVERNO

É nesse clima de otimismo que desejo o máximo de sucesso ao presidente americano, Barack Obama, cuja posse já deu início pelas festividades que começaram no final da semana e tem o ponto culminante amanhã, 20, ao meio dia. Que os americanos recebam os meus votos de felicidades e que tenham o melhor governo de todos os tempos.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • CRETINICES
    O ministro da Justiça, Tarso Genro, disse umas cretinices, afirmou Francesco Cossiga, de 80 anos, senador e ex-presidente da Itália, sobre os argumentos usados para conceder o asilo político ao terrorista Cesare Battisti.
  • REFÚGIO
    Como bem consta no site VideVersus, do jornalista Vitor Vieira, a lei 9.474, de 1997, definiu os mecanismos para a implantação do estatuto do refugiado, de 1951. Segundo o texto, não se beneficiarão do refúgio quem tenha cometido crimes contra a paz, crime de guerra, contra a humanidade, hediondo, participado de atos terroristas ou tráfico de drogas. A Itália diz que Cesare Battisti é terrorista por ter participado de quatro assassinatos que tiveram motivação política. E foi condenado por isso. Justamente porque cometeu crimes de inspiração política, esse é um motivo para agravação da pena na Justiça italiana.
  • FÓRUM COMUNISTA
    De 27 de janeiro a 01 de fevereiro acontece, em Belém do Pará, o Fórum Social (Comunista) Mundial de 2009. Com o patrocínio, obviamente, do Palácio do Planalto. O evento acontece nas dependências da Universidade Federal do Pará (UFPA) e da Universidade Federal Rural do Amazonas (UFA), ambas mantidas com a receita dos tributos dos trabalhadores brasileiros. O evento será precedido pelo IIIº Fórum Mundial de Teologia e Libertação, de 21 a 25 de janeiro, para o fortalecimento da visão marxista-cristã.
  • DE NOTA REPÚDIO
    O Partido Federalista, na defesa da Democracia, da Liberdade, da Soberania e das Autonomias das Instituições, além das autonomias pregadas pelo seu Programa Partidário, vem de público protestar pelo que se segue adiante: 1. Pela inconsequente decisão do Sr. Ministro da Justiça Tarso Genro em conceder ?asilo político? para um foragido italiano, legalmente condenado pela justiça italiana, reconhecidamente uma Nação democrática;2. Pela intromissão em assuntos internos de outra Nação, no caso, a Itália, ao questionar o julgamento que condenou o criminoso ligado à uma facção política radical e armada, terrorista portanto, rasgando páginas do próprio Direito interno brasileiro, do Direito Internacional e de uma Nação amiga, caracterizando-se como invasão à soberania da mesma. Algo jamais praticado antes neste País! 3. Por contrariar todo o código de conduta dos povos ocidentais, em relação aos crimes e criminosos, manchando mais ainda a imagem do Brasil no exterior, que já tem fama de ser refúgio de bandidos e foragidos da justiça de outros países. Uma vergonha! 4. Protestamos ainda, pelas declarações de apoio do Sr. Presidente da República aos referendos constitucionais na Bolívia e na Venezuela, cujas pretensões de seus governantes é a eternização no Poder. Trata-se de demonstração de quais são as intenções do Sr. Lula da Silva para com o Brasil, ao testar e avançar na tese do terceiro mandato, senão, pior, como nos países citados, cujos caminhos convergem para o centralismo total e consequentemente, o totalitarismo. 5. Associados os fatos, juntamente com tantos outros observados nos últimos anos, não há como não protestar pela associação do Brasil com ditadores, déspotas, caloteiros, terroristas e criminosos, em detrimento do que realmente pensa cada brasileiro, absolutamente espantado e enojado com os rumos do País. Conclamamos a população Brasileira, para que, além de protestar, se engaje na Causa Federalista pela descentralização dos poderes, uma vez que é a centralização excessiva que faculta esses devaneios contra a democracia, contra a vontade de um povo esperançoso por liberdade, autonomia e instituições fortes que garantam as relações da Sociedade. O Brasil não pode jamais descer a esse nível abjeto do caudilhismo deixado para trás, das ditaduras ultrapassadas, e do populismo manipulador de massas, de interesses econômicos e políticos de toda espécie, vigente em países do Quarto Mundo na América Latina e África. O Brasil tem outra vocação, de Grande Nação, de Grande Potência, com uma Sociedade Aberta, Livre, Democrática, que vive dentro do Estado de Direito que dá força e credibilidade às instituições que devem servir a cada individuo integrante do Povo. Esta vocação pode e deve ser exercida, com a força de cada brasileiro, pois a liberdade exige eterna vigilância, e agora, mais do que isso, a Nação exige que seus filhos não fujam da luta pelos valores tradicionais da liberdade e democracia, que sejam destemidos, como prega o maravilhoso Hino do Brasil.

FRASE DO DIA

O SUCESSO É UM SÍMBOLO DA AUTO-CONFIANÇA.

Frank S. Caprio