Artigos Anteriores

VAMOS CURTIR A CRISE?

ANO XIV - Nº 007/14 -

TEMA DOMINANTE

Hoje, sem sombra de dúvida, entre os assuntos que normalmente são abordados e discutidos em todos os eventos, reuniões, ou mesmo nos bate-papos entre amigos, o tema dominante é a CRISE ECONÔMICA pela qual passa o nosso pobre país.

SABEDORES DAS CAUSAS

Nos encontros que tenho participado (a maioria é em Porto Alegre, RS, onde resido), embora com muito atraso já percebo que para muitos já está bem mais claro onde se localizam os reais problemas, ou motivos, que levaram o Brasil e, particularmente, o Estado do RS a esta terrível situação. 

ATAQUE EFETIVO

Ora, pelo que sempre aprendi ao longo da vida, tanto escolar e profissional, quando grande parte dos atingidos pelos EFEITOS toma conhecimento das CAUSAS que levaram a um fracasso, nada mais lógico e urgente do que preparar um ataque correto e efetivo, com o máximo vigor e rigor, para poder superar os problemas.  

CURTINDO OS PROBLEMAS

Pois, pelo que tenho visto e assistido, a impressão que se tem, claramente, é que maioria do povo brasileiro, representada pelas suas mais diversas entidades, tanto públicas quanto privadas, gosta mesmo é ficar CURTINDO OS PROBLEMAS. Vejam, por exemplo, que as principais CAUSAS que nos levaram a esta brutal CRISE (que está apenas iniciando), continuam intactas. Pode? 

CONTA MAIOR

Como a CONTA MAIOR (não a única) da União, dos Estados e dos Municípios, que impõe o crescente DÉFICIT NAS CONTAS PÚBLICAS se refere a PESSOAL, tanto dos ATIVOS quanto dos INATIVOS, é ali que precisa haver um esforço concentrado para amenizar, ou mesmo resolver a CRISE que está acabando com o país. 

INTOCÁVEL

Pois, para desespero geral, todos aqueles que são chamados para enfrentar o problema,de imediato declaram que  esta conta é simplesmente INTOCÁVEL. Trata-se de -DESPESA OBRIGATÓRIA-, fortemente protegida por cláusulas pétreas.  

CURTINDO A CRISE

Sendo assim, caso o povo brasileiro prefira ser menor do que as CLÁSULAS que aprova, não resta outra coisa senão CURTIR, ETENAMENTE, A CAUSA MAIOR DA NOSSA ATUAL CRISE. 

O fato cruel, no entanto, é que para manter no emprego público uma MINORIA de brasileiros, com incontáveis (e inexplicáveis) privilégios e vantagens, a MAIORIA está sendo desempregada e/ou vivendo de uma aposentadoria digna de 5a. Classe. Pode? 

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • BRASIL

    Na pesquisa Focus, divulgada hoje, informa o seguinte:

    1- a projeção para o IPCA ao final de 2015 elevou-se para 9,75%, de 9,70%, enquanto a projeção para o final de 2016 avançou pela décima primeira semana consecutiva, para 6,12% (de 6,05%).

    2- a estimativa para a taxa de câmbio ao final de 2015 permaneceu em R$ 4,00/US$ e reduziu-se ligeiramente para o final de 2016, de R$ 4,15/US$ na semana anterior para R$ 4,13/US$.

    3- a projeção para a taxa de crescimento do PIB em 2015 recuou pela décima quarta semana consecutiva, para -3,00% (de -2,97%), enquanto para 2016 diminuiu de -1,20% para -1,22%.

    4- a estimativa para a taxa Selic manteve-se em 14,25% ao final de 2015 e elevou-se de 12,63% para 12,75% ao final de 2016.
     

  • CHINA

    O PIB chinês desacelerou no 3º trimestre, vindo em 6,9%. Isso significa que a economia chinesa cresceu menos do que nos trimestres anteriores (quando o PIB apresentou alta de 7%). Também foi o desempenho mais fraco desde 2009.

    Já a produção industrial chinesa cresceu 5,7% em setembro na comparação com igual período do ano passado, em resultado abaixo da expectativa. Em agosto, houve crescimento de 6,1%. Por sua vez, as vendas no varejo do país subiram 10,9% em setembro, também em relação ao mesmo período do ano passado, em linha com o projetado e acima do avanço de 10,8% registrado em agosto. 

  • 48ª CONVENÇÃO SUPERMERCADOS

    Tradicional encontro de negócios no calendário de eventos do Litoral Norte do Estado, a 48ª Convenção Regional de Supermercados ocorre no Centro de Eventos de Tramandaí (Rua Ernesto Nunes Bandeira, s/nº) nos dias 21 e 22 de outubro. Promovida pela Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), a feira receberá cerca de 3 mil pessoas e deverá movimentar R$ 7 milhões em negócios entre varejistas e os 110 expositores. Na programação, o destaque é um seminário sobre gargalos e oportunidades para a região, conduzido pelo radialista Sérgio Zambiasi.

  • PERDA DO BÔNUS DEMOGRÁFICO

    O Brasil perdeu o bônus demográfico e, agora, precisa fazer reformas para aumentar a produtividade da economia e corrigir desequilíbrios nas finanças públicas. O cenário foi traçado em seminário na última sexta-feira por economistas na Fundação Getulio Vargas, no Rio, com base no Relatório de Monitoramento Global 2015/2016: Metas de Desenvolvimento numa Era de Mudança Demográfica.

    O estudo, feito por técnicos do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional (FMI), foi divulgado na semana passada, na reunião anual das instituições, em Lima, no Peru.

FRASE DO DIA

Não corrigir nossas falhas é o mesmo que cometer novos erros.

Confúcio