Artigos Anteriores

UMA MOSTRA DE INCAPACIDADE

ANO XIV - Nº 007/14 -

APAVORADOS

Bastou sair uma pesquisa que informasse uma vantagem estarrecedora para Lula, a qual os discordantes tem todo o direito de questionar, e a oposição já se mostrou apavorada, vacilante e com fortes ares de perdedora. Isto mostra o quanto estes políticos, que vem mostrando não ter a mínima capacidade para fazer militância, estão despreparados para enfrentar campanhas eleitorais. Vivem, teimosamente, no passado deixando claro que não procuram modernizar seus sistemas de comunicação com os eleitores.

DESPREPARADOS

Tanto o PSDB quanto o PFL, principalmente, tinham tudo para tirar grande proveito da corrupção explícita promovida pelo PT em grande escala. Nada podia ser mais alvissareiro do que isto para lançar candidatos antecipadamente vencedores para as próximas eleições. Mas, pelas reações ridículas e infantis dos políticos dessas siglas, deixaram muito claro o quanto ficaram desnorteados. Assim, resta entender que bastou uma única pesquisa para mostrar o despreparo para ocupar uma presidência. Estamos fritos.

A REVOLUÇÃO DOS BICHOS

O ultracomunista do PC do B, Aldo Rebello, presidente da Câmara dos Deputados, não deixou por menos diante de tanta safadeza que grassa pelo Congresso Nacional. Para justificar tudo aquilo que George Orwell escreveu no notável livro ? A Revolução dos Bichos -, resolveu acomodar a sua sogra num apartamento funcional, em Brasília. Justo, não? Pois é. Todos são iguais, mas existem, na lógica dos comunistas, alguns mais iguais do que os outros. Aldo Rebello não fugiu à regra.

ENTERRANDO O MITO

A penúria do RS é tão desesperadora, que bastou ao governador Rigotto se candidatar às prévias do PMDB, para pretender concorrer à presidente, para que até a Heloisa Helena obtivesse maior preferência do eleitor. E mais: Lula melhorou ainda mais sua posição depois que Rigotto confirmou o interesse em ser candidato. O povo já entendeu, gente. Se for para piorar é melhor ficar com Lula. Ou seja, acabaram com o mito (mentiroso) de que o RS era o estado mais politizado do Brasil.

FORÇAS DE OCUPAÇÃO

Apesar do esforço brutal que a Rede Globo vem fazendo, para tentar diferenciar o papel do Brasil no Haiti e o dos EUA no Iraque, não há como negar que ambos estão com forças de ocupação nos dois países. Não se trata, portanto, de força de paz. E ambos são apoiados pela ONU e enfrentam muita dificuldade para organizarem os povos e promoverem uma democracia. Para chegar lá, a ordem precisa ser instalada. Não é, pois, força de paz, mas de ordem. O que se espera, ao final de tudo, é que a democracia perseguida no Iraque e no Haiti seja bem diferente da nossa, onde as corporações é que mandam e desmandam.

DADOS ESTARRECEDORES

Os dados da Pesquisa Nacional por amostra de Domicílios (PNAD), realizada pelo IBGE,deixam muito claro que, em 2003, a construção civil ocupou 5,94 milhõesde pessoas, sendo que 28,3% delas eram empregados sem carteira assinada (1,7 milhão de trabalhadores). Portanto, trabalhadores que não contribuíam de forma alguma para a previdência. E, 43,5% trabalhavam por conta própria (2,6 milhões de pessoas) ? uma parcela da força de trabalho com baixa ou quase nenhuma contribuição previdenciária. Segundo a mesma pesquisa, do total de ocupados na construção civil, apenas 29%, ou ainda, 1,7 milhão de pessoas (entre empregados e empregadores) contribuíam para a previdência social. A diferença, de 4,2 milhões de trabalhadores, ou quase71% da mão-de-obra ocupada no setor, não tinha participação no sistema previdenciário. A despeito de nunca ter contribuído, esse contingente de trabalhadores terá direito a uma aposentadoria mínima de um salário, a partir dos 65 anos.

CONSTITUIÇÃO CIDADÃ

Vale a pena entender que em 1988, ou seja, antes da promulgação da estúpida Constituição Cidadã, 51,3% daqueles que trabalhavam no setor da construção eram contribuintes da previdência. Hoje, este percentual é de 28,3%. Boa esta Constituição, não?

INVESTMENT GRADE

A Aracruz Celulose recebeu da agência de classificação de risco Moody\\\'s, o rating indicativo em moeda estrangeira de Baa3 ? investment grade ? para uma dívida emitida sob a legislação estrangeira, mesmo rating da empresa em escala global moeda local. Com isso, a empresa passa a pertencer ao pequeno grupo de companhias brasileiras que contam com o investment grade de duas importantes agências internacionais de classificação de risco ? Moody\\\'s e Standard & Poor\\\'s (S&P).

RANKING

Tozzini, Freire, Teixeira e Silva Advogados é o primeiro colocado no ranking dos maiores escritórios de advocacia na América Latina, segundo a revista Latin Lawyer 2005, uma das mais importantes publicações da área. O escritório aumentou em 30 vezes o número de seus advogados nos últimos dez anos. Atualmente conta com 344 advogados e unidades nas principais capitais brasileiras e em Nova Iorque. A unidade gaúcha, comandada pelos sócios Jorge Zugno, Gustavo Nygaard, Eduardo Mariotti, Luis Renato Ferreira da Silva e Roberto Bersch comemorou a conquista. O ranking avalia os 250 maiores escritórios de advocacia da América Latina.

AGÊNCIA

A Rede Drogabel de Farmácias vai vincular toda sua nova identidade visual e institucional com a contratação da agência de publicidade Zagaia Comunicação & Marketing.

O RIO GRANDE QUE QUEREMOS

Presidentes de federações do Estado que representam a organização do projeto ?O Rio Grande Que Queremos?, visitarão hoje, 15, a Central Única dos Trabalhadores (CUT), às 14h e a Assembléia Legislativa, às 16h30min. Os presidentes das federações apresentarão, o projeto que pretende envolver toda sociedade na organização de uma Agenda Estratégica para o desenvolvimento do Estado, ao presidente da CUT, Quintino Severo e depois ao presidente da Assembléia Legislativa, Luiz Fernando Záchia. O movimento das federações quer a participação de todos com a mobilização de lideranças empresariais, autoridades políticas, integrantes do judiciário, representantes de associações, sindicatos e universidades. No próximo dia 23 o movimento apresentará o projeto ao presidente da Força Sindical, Cláudio Guimarães e ao procurador Geral da Justiça, Roberto Bandeira Pereira..

JÚNIOR ACHIEVEMENT

A Junior Achievement Rio Grande do Sul quer atingir, este ano, 60 mil alunos no Estado com seus quinze programas, número 30% maior do que 2005. Durante o ano passado, foram mais de 45 mil estudantes participando das ações da entidade, que visam promover o empreendedorismo entre os jovens. Ao total, foram 340 escolas beneficiadas, sendo mais de 50% destas públicas, em 55 municípios. Para a Diretora executiva da entidade, Helena Weiler, o bom resultado alcançado deve-se ao aprimoramento das ações de comunicação da entidade, além da realização de programas especiais, como o Vantagens de Permanecer na Escola, que em 2005 reuniu mais de 5 mil alunos em apenas um dia.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

FRASE DO DIA

A FORÇA É O DIREITO DOS ANIMAIS.

Cícero