Artigos Anteriores

UM QUADRO DESESPERADOR

ANO XIV - Nº 007/14 -

ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Como estamos em ano de eleições municipais, em outubro próximo os brasileiros irão às urnas para escolher mais de 5560 prefeitos assim como mais de 60 mil vereadores, em todo o país.

O TAMANHO DO DESPERDÍCIO

Infelizmente, ninguém se liga no tamanho da conta, mas, considerando o número de assessores que os eleitos empregam nos seus gabinetes, só por aí o eleitor pode ter um boa noção do quanto de dinheiro público é desperdiçado com o sustento de tanta gente incompetente, não?

NADA A COMEMORAR

Mesmo supondo que todas as administrações municipais fossem de boa qualidade, ainda não haveria muito a comemorar. Simplesmente, porque o número de cargos definidos pelos nossos governantes para o funcionamento do setor público do país é absurdamente alto.

ESTUDO DA FIRJAN

Como esta suposição não passa de um devaneio infantil, nem os mais otimistas crêem que o setor público brasileiro consiga, em algum momento, ser eficiente. Esta constatação fica ainda mais evidente depois que se toma conhecimento do importante estudo, desenvolvido pela FIRJAN (Federação das Indústrias do RJ), divulgado na semana passada.

ÍNDICE FIRJAN DE GESTÃO FISCAL

Conhecido como ÍNDICE FIRJAN DE GESTÃO FISCAL (IFGF), o estudo propõe estimular a cultura da responsabilidade administrativa através de indicadores que possibilitem o aperfeiçoamento das decisões quanto à alocação dos recursos públicos, bem como maior controle social da gestão fiscal dos municípios, a situação brasileira é de chorar.

CINCO INDICADORES

O IFGF é composto por cinco indicadores: Receita Própria, Pessoal, Investimentos, Liquidez e Custo da Dívida. E tem como base de dados as estatísticas oficiais disponibilizadas anualmente pela Secretaria do Tesouro Nacional, constituídas por informações orçamentárias e patrimoniais prestadas pelos próprios municípios.

DEMOCRACIA ESTÚPIDA

Pois, segundo o Índice Firjan de 2010, os municípios brasileiros estão muito longe de ter boa administração de suas finanças e padecem com problemas como baixo nível de investimentos, pequena arrecadação própria, dívidas roladas de um ano para o outro e elevados gastos com funcionários. Que tal?Pasmem: só 2% das cidades (95, em número absoluto) mostraram possuir uma gestão fiscal de EXCELÊNCIA; e, 11,4% obtiveram nota BOA. E, para desespero dos cidadãos que tem algum discernimento, 64% dos municípios receberam uma classificação DIFÍCIL ou CRÍTICA.Como se isto não bastasse há ainda mais um dado complicado que chama muito a atenção: o aumento do inchaço da máquina pública. O sub-índice que mede a contratação de pessoal piorou em 15,2%. Ou seja, os municípios passaram a gastar muito mais com FOLHA DE PESSOAL.

DEMOCRACIA

Será que algum eleitor vai levar a sério o ÍNDICE FIRJAN, antes de decidir em quem vai o seu voto municipal? O voto consciente tem o poder de transformar os eleitos em pessoas eficientes? A nossa estúpida democracia, que se define exclusivamente pelo direito (ou dever) de votar, ajuda nesta tarefa?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • CRÉDITO
    O número de empresas que buscou crédito em fevereiro caiu 5%, ante janeiro, de acordo com o Indicador Serasa Experian da Demanda das Empresas por Crédito. Na comparação com fevereiro de 2011, a queda foi de 6,5%. De acordo com a Serasa Experian, a queda na comparação com janeiro é sazonal, devido ao menor número de dias úteis por causa do feriado de carnaval. Mas a queda no mês passado foi bem menor do que a média dos últimos quatro anos em que o feriado do carnaval caiu em fevereiro (recuo de 9,2%, considerando-se os anos de 2007 a 2010).
  • IPC-S
    O IPC-S de 15 de março de 2012 registrou variação de 0,47%, 0,06 ponto percentual (p.p.) acima da taxa divulgada na última apuração. Cinco das sete capitais pesquisadas registraram acréscimo em suas taxas de variação.
  • CÂMBIO
    O Boletim Focus, divulgado hoje, mostrou que os analistas consultados pelo Banco Central mantiveram suas projeções para o câmbio em 2012 e elevaram a estimativa para 2013. A mediana das apostas para o câmbio ao final de 2012 se manteve em R$ 1,75. Para o final de 2013, a mediana passou de R$ 1,75 para R$ 1,80.
  • BOURBON
    A rede Bourbon shopping já está divulgando a sua nova campanha institucional, que dá continuidade e reforça o conceito do slogan -Bourbon Shopping: cada um tem o seu-. Nas peças, a palavra -seu- aparece ilustrada de diversas formas, fazendo uma alusão aos perfis dos frequentadores da rede: românticos, descolados, atletas, afinados, sonhadores, conectados, entre outros. Pela primeira vez, a campanha dos empreendimentos do RS e de SP foi unificada, com a intenção de alinhar a comunicação da rede Bourbon.

FRASE DO DIA

Os princípios mais importantes podem e devem ser inflexíveis.

Abraham Lincoln