Artigos Anteriores

UM PROBLEMA DE GEOGRAFIA E DE GOVERNO

ANO XIV - Nº 007/14 -

A GEOGRAFIA

O Estado do RS, pela sua posição geográfica, confirma a sua má localização que só piora mais ainda pelas atitudes lamentáveis do governo gaúcho. Entendam a situação: Se para os localizados nos extremos de um país já é complicada e de grande dificuldade para competir com quem produz na região mais centralizada, imaginem quando o tal extremo fica bem mais longe dos melhores mercados do exterior.

MAIOR CUSTO DE TRANSPORTE

Pois, o RS tem esta grande dificuldade. Que se apresenta mais complicada ainda comparada com os Estados do norte e do nordeste do país, também extremos. Se já estamos muito distantes dos compradores do mercado interno, os produtos fabricados no sul, principalmente aqueles que contém insumos vindos de outras regiões, ficam sem qualquer competitividade quando é levado em consideração o custo do transporte das mercadorias antes e depois da produção. Resta, portanto, diante de tanta dificuldade, tentar o mercado internacional.

VIZINHOS BAIRRISTAS

Neste caso, de antemão, já sabemos que os melhores mercados de consumo estão localizados no hemisfério norte (EUA e Europa), o que beneficia bem mais quem está localizado nos Estados das regiões norte e nordeste. Quem fica no sul do Brasil só pode ser competitivo para seus vizinhos mais próximos que, no entanto, são países pobres ou remediados. Todos, infelizmente, de terceiro mundo. E carregados de problemas de bairrismo e protecionismo.

COMPETIR COM QUEM?

Assim, quando empreendedores teimosos ainda insistem em fixar suas empresas no RS, fica a idéia falsa de que o Estado tem vocação exportadora. Nada disso. Tem vocação somente para acreditar que ainda pode produzir e vender. A exportação não é vocação. É a única saída possível, embora tímida. E, agora, apesar da grande dificuldade que a geografia impõem, mesmo assim o governo gaúcho entende que esta mania de querer ser exportador precisa ser abortada. E para tanto, o ICMS que é pago na compra dos insumos localizados fora do RS não devem ser ressarcidos. Aí, o RS vai competir com quem?

LIBERDADE DE IMPRENSA

O encontro realizado em Porto Alegre nesta semana, que marcou o lançamento da Rede em Defesa da Liberdade de Imprensa na Região Sul -, teve como tema o - Acesso à Informação Pública -. Pouca gente sabe, mas documentos entendidos como ultra-secretos são mantidos em sigilo por 30 anos com prazo prorrogável por outros 30 anos. E já foi pior, atingindo 50 anos com prorrogação por outros 50 anos ou mais.

SEM PROCESSOS

Um representante da imprensa local entende que só os documentos que põem em risco a segurança pública deveriam ser preservados, mas os demais deveriam ter exposição imediata. Mas, considerando o encontro como importante, o que mais chamou a atenção foi a declaração, ao final, do governador Rigotto: - Nenhum jornalista será processado no meu governo. - Parabéns, Rigotto.

PREGÃO ELETRÔNICO

O emprego de leilões virtuais promoveu, em 19 meses, redução de despesas da ordem de R$ 32,2 milhões nos cofres do Estado do RS, com a gestão de bens e contratação de serviços. Desde a implantação, em outubro de 2003, proporcionou ao Executivo preços em média 20% menores, considerando a diferença entre o valor estimado para compra e o valor resultante da transação, além de reduzir em 40% no tempo gasto nas licitações, pela quase inexistência de burocracia. Porquê ainda não chegou aos medicamentos esta maravilha?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • FEIRA DE HANNOVER
    Eis algumas informações enviadas hoje pelo Simecan, cuja presença na Feira de Hannover é uma demonstração do tipo do trabalho que o Sindicato pode fazer pelo seu associado e também pela comunidade onde atua e a contribuição importante para as indústrias associadas: A CEL Construções Elétricas está fazendo o lançamento de seu mais novo produto, o moto esmeril de ½ CV, que apresenta um design inovador. De acordo com o diretor da empresa, Roberto Machemer, o Moto 368 já é direcionado ao mercado internacional e destina-se ao segmento de oficinas, borracharias, indústrias e também ao consumidor que realiza pequenos trabalhos em casa. ?Estamos com um produto de primeira linha a um custo muito competitivo. Em contatos realizados, um com empresário norte-americano, interessado na compra de motores elétricos, e outro italiano, com interesse na troca de tecnologia. A Full Gauge quer consolidar exportações. Este é um dos principais motivos que levou a Full Gauge a participar como expositora pela quarta vez na Feira de Hannover. A empresa canoense, prestes a completar 20 anos de existência, está na Alemanha também para prospectar mercados, tanto consumidor como fornecedor. ?Já identificamos dois equipamentos de alto valor tecnológico para a nossa linha de produção e engenharia de produto, além de um contato muito positivo com um representante da França?, comemora o diretor da empresa, Antônio Gobbi. A Full Gauge já exporta para todos os continentes, mas Antônio Gobbi estará em Madri nesta 6ª feira para acertar detalhes visando a criação de uma subsidiária da empresa em solo espanhol. ?Até o final do ano estaremos com os nossos produtos diretamente na Full Gauge Europa, com uma estrutura de estoque e engenharia de aplicação?, antecipa o empresário.
  • CAPITAL DE RISCO
    Se sua empresa é inovadora, cadastre-se já no processo de seleção para o 12º Fórum Brasil Capital de Risco, evento que acontece no mês de junho, em local a ser definido. Durante a roda de negócios, empresários terão a oportunidade de expor planos de negócios e estratégias de inovação tecnológica a capitalistas de risco. Promovida pela FINEP desde 2000, a série de eventos já viabilizou investimentos em 22 empresas brasileiras de base tecnológica, em um montante de R$ 142 milhões. Nas 11 edições anteriores, foram apresentados 124 empreendimentos, selecionados entre cerca de 1780 candidatos.
  • BEST JUMP
    O Comitê Organizador do The Best Jump divulga no próxima dia 15, às 12 hs, no Dado Bier DC, a 37ª Edição do Concurso de Saltos Internacional Cidade de Porto Alegre.
  • FENASUL
    Lançada, ontem, a 1ª Feira Nacional de Agronegócios do Sul - Fenasul -, uma promoção do Governo do Estado, através da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, e a Associação de Criadores de Gado Holandês do RS (Gadolando). São várias Feiras em uma: além da já consolidada Expoleite, que entra na sua 28ª Edição, o evento abrange também outras quatro exposições e quatro feiras no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, de 25 a 29 de maio. A Fenasul surge no momento em que os efeitos da estiagem estão sendo muito sentidos, mas que deve dar um ânimo novo ao agronegócio. Não é uma feira que se propõe a competir com a Expointer, pois tem outra formatação, mas será um aquecimento, com os negócios ocorrendo no Parque\\\\\\\", ressaltou o governador Rigotto.
  • MELHORES DA TERRA
    -As inscrições para a 23º edição do Prêmio Gerdau Melhores da Terra já estão abertas. Os interessados devem entrar no site: www.melhoresdaterra.com.br ou enviar a ficha de inscrição e documentos para Comunicação Social da Gerdau ? A/C Sra. Isabel Reis ? Av. Farrapos, 1811 ? Porto Alegre ? RS ? Cep: 90220-005 ? Porto Alegre ? RS ? Brasil.

FRASE DO DIA

NÃO FAÇA DA SUA VIDA UM RASCUNHO, POIS PODE NÃO DAR TEMPO DE PASSAR A LIMPO.

Desconhecido