Artigos Anteriores

UM ESTÍMULO A SAFADEZA

ANO XIV - Nº 007/14 -

SANGUESSUGAS

A divulgação da lista dos 57 deputados sanguessugas, e o fantástico rombo por eles praticados nas contas públicas, além de trazer à tona outro sensacional escândalo, é também um forte estímulo às pessoas que estão querendo vencer na vida sem dar a mínima importância às questões de ordem moral.

O NEGÓCIO É COPIAR

Observando a incrível impunidade reinante, e a magnífica facilidade para ingressar no mundo das fraudes, só não é corrupto quem não quer. Pela insistência com que os políticos praticam safadezas, a impressão deixada é que as oportunidades devem ser sempre aproveitadas. Portanto, se estes e outros deputados fazem isto com tamanha tranqüilidade, só as bestas não copiam.

NEM O IMPOSTO

Assim como aconteceu na CPI dos Mensaleiros, que mesmo depois de flagrados e, inclusive, terem confessado seus crimes, nenhum político envolvido devolveu o produto roubado. E, pasmem: também não pagaram imposto algum pelo valor roubado e não devolvido. Uma loucura.

MITO

A fama obtida pelo povo gaúcho ao longo dos anos, de que é muito politizado e cheio de solidariedade, não passa de um grande mito. Estas impressões que grande parte dos brasileiros ouvem falar, se por ventura foram verdades, hoje já não fazem parte da historia do RS.

FALSAS AFIRMAÇÕES

A mentira é muito parecida como a falsa afirmação, atribuída ao general francês, Charles De Gaulle, de que o Brasil não é um país sério. A frase, como poucos sabem, foi uma tradução errada de um repórter sobre uma declaração dada pelo general ao embaixador brasileiro na época. A publicação da frase, que nunca foi dita, embora todos concordem, ficou na cabeça dos brasileiros. Sem o desmentido, até hoje a invenção, ou mentira muitas vezes repetida, virou uma verdade .

AINDA O PACTO

Povo politizado e solidário, com certeza não precisaria de Pacto. Simplesmente, porque nunca deixaria as coisas ficarem do jeito que estão no RS. Isto é coisa de gente muito despreparada e conivente com o absurdo. Tudo aquilo que o tal Pacto pelo Rio Grande está a exigir é um puro exemplo da permissividade total e da irresponsabilidade ao longo dos governos anteriores. Daí o mito. Não somos, portanto, politizados.

PACTO

O coordenador executivo do Pacto pelo Rio Grande, deputado Cézar Busatto, não dará entrevistas sobre a manifestação do presidente do Tribunal de Justiça, Marco Antonio Barbosa Leal, mas tem a seguinte declaração a fazer: \\\\\\\"Só tem sido possível construir o Pacto pelo desprendimento de todos. Seria importante que o desembargador Barbosa Leal compreendesse que acima de interesses individuais está o interesse maior de todos os gaúchos\\\\\\\".

ADVB

Na próxima terça-feira, 25, a ADVB-RS retoma suas tradicionais reuniões-almoço. O Cardápio de Negócios contará com a presença do presidente do Conselho Nacional de Propaganda (CNP), Hiran Castello Branco, como palestrante.

PALESTRA

Acontece na terça-feira, 1º de agosto, na Conte Freire, a palestra ?Perspectivas para o Mercado de Ações?. O evento é gratuito e está aberto à participação do público. A palestra, dentro das ações da Conte Freire para informar seu público e clientes, será ministrada pela economista Bruna Delboni, sócia da XP Investimentos, que apresenta o panorama e tendências atuais do mercado de ações, além de indicar as principais perspectivas e previsões para a Bolsa de Valores até o fim de 2006.

SEMINÁRIO

A Associação do Aço do Rio Grande do Sul (AARS) realiza no dia 25 de julho, na sede da Fiergs, o seminário Responsabilidade Social e Desenvolvimento Sustentável. O evento tem por objetivo apoiar as empresas na sistematização dos processos relacionados a questões como transparência, ética e perpetuidade dos negócios. Serão abordadas, especialmente, diversas Normas de Sistemas de Gestão como a NBR ISO 14001, SA 8000 e a recentemente editada NBR 16001. Informações/inscrições: fone (51) 3228.3216.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

FRASE DO DIA

A POLÍTICA E A MORAL TEM A MESMA REPULSA PELA PILHAGEM.

N. Bonaparte