Artigos Anteriores

SISTEMA INJUSTO E REVOLTANTE

ANO XIV - Nº 007/14 -

REAJUSTE DO INSS

Na última 2ª feira, 13, como foi amplamente divulgado, o governo Dilma anunciou que os benefícios pagos pelo INSS, exceto para os aposentados que ganham o salário mínimo, serão reajustados em 5,56%, tendo como data base o último dia 1º de janeiro.

PISO E TETO

A portaria, devidamente publicada no Diário Oficial da União, destaca que, a partir de 1º de janeiro, o salário de benefício e o salário usado como referência para contribuição não poderão ser inferiores a R$ 724,00, valor do novo salário mínimo, como não deverão ser superiores a R$ 4.390,24, novo teto dos pagamentos do INSS. (Só para comparar: em 2013, esse limite era de R$ 4.159,00).

PRIMEIRA CONSTATAÇÃO

A primeira constatação feita, imediata e obviamente, por parte de TODOS os aposentados que recebem benefícios do INSS acima do salário mínimo é que o reajuste ficou abaixo da taxa oficial de inflação do país, a qual, segundo o governo maquiador de números, fechou 2013 em 5,91%.

SEGUNDA CONSTATAÇÃO

A segunda constatação, que só foi observada por quem se preocupa com a economia do país (pouquíssimos, infelizmente) é que, mesmo não atendendo minimamente aos desejos dos aposentados que ganham acima do mínimo, a decisão do governo Dilma serviu para promover, em 2014, um desembolso superior a R$ 9 bilhões.

MONSTRUOSA INJUSTIÇA SOCIAL

Ora, como o nosso sistema previdenciário oficial é de REPARTIÇÃO e não de CAPITALIZAÇÃO, o pagamento dos aposentados deveria depender, no mínimo, da arrecadação de quem está na ativa, ou seja, daqueles que contribuem com o INSS. Como a despesa é maior do que a receita, só por aí se percebe que este sistema promove uma monstruosa injustiça social.

ROMBO INTERMINÁVEL

De novo: como a arrecadação das contribuições ao INSS é inferior ao que é pago aos aposentados, o DÉFICIT, ou ROMBO da PREVIDÊNCIA, só aumenta. E, para cobrir o ROMBO, o governo, que não admite fazer uma necessária REFORMA PREVIDENCIÁRIA, precisa usar o caixa do Tesouro para fechar a conta.

REFORMA URGENTE

O detalhe, para quem ainda não sabe, mas deveria saber, é que o caixa do Tesouro é ABASTECIDO POR IMPOSTOS PAGOS PELA SOCIEDADE. Ou seja: os benefícios que os aposentados do INSS recebem, mensalmente, têm duas fontes: uma, obtida através das contribuições de quem trabalha formalmente; outra, dos pagadores de impostos, que só em 2013 representou mais de R$ 45 bilhões. Pode?Falando francamente, não entendo como tenho sido tão criticado por exigir uma urgente REFORMA DA PREVIDÊNCIA, que proponha: 1- AUTOSUSTENTAÇÃO, para não depender de impostos que poderiam aliviar o bolso dos contribuintes; 2- CAPITALIZAÇÃO, para sair do perverso sistema de DISTRIBUIÇÃO e promover investimentos ao longo do tempo. que tal?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • IMPOSTÔMETRO
    Desde o primeiro dia de 2014, o brasileiro já pagou mais de 50 bilhões de reais em impostos, segundo o Impostômetro, site que calcula os tributos arrecadados no país por período, mês, dia, hora, minutos e segundos. Os números são altos e nos últimos 13 anos houve um grande aumento: de 2000 até 2013 a carga tributária per capita anual cresceu 277,3%. A pesquisa foi realizada pelo Instituto Assaf e revela que no final de 2013 a soma dos tributos pagos foi de mais de sete mil reais por pessoa.O estudo feito pelo instituto fez uma comparação entre o crescimento do PIB e o aumento da carga tributária per capita entre os anos 2000 e 2012 e, mais uma vez, os números surpreenderam. Enquanto o Produto Interno Bruto cresceu 273,3%, os impostos subiram 284,3%. O especialista tributário Cristiano Diehl Xavier, do Xavier Advogados, lembra que devemos ficar atentos com a situação tributária no Brasil. ?Esses números são reais e representam uma grande quantia. São mais de 180 milhões pagos por hora e não sabemos para onde vai todo esse dinheiro?, alerta.
  • PAC
    O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, e o secretário municipal de Gestão, Urbano Schmitt, assinaram hoje os contratos de financiamentos com a Caixa Econômica Federal dos valores de contrapartida necessários às obras de mobilidade urbana no município, vinculados ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Ao todo são oito contratos de obras para a cidade no valor de R$ 424.682.362,89. Com este aporte financeiro, o ritmo das grandes obras na Capital será intensificado, informa o prefeito Fortunati.
  • COPA
    As inscrições para o Brasil Voluntário, programa do Governo Federal responsável pelo cadastro do voluntariado público para a Copa do Mundo no Brasil, iniciam-se nesta terça-feira, 14, e serão realizadas somente via internet, pelo portal www.brasilvoluntario.gov.br até o dia 6 de março.
  • NFC-e
    A próxima quinta-feira (16) será qualificação e eliminação de dúvidas para varejistas, contadores e profissionais de TI de todo o Estado. Buscando esclarecer pontos sobre a Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor (NFC-e), que será obrigatória às empresas em um futuro próximo, a Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) convocou especialistas no tema para debater este assunto junto à comunidade supermercadista.O evento será comandado pelo coordenador técnico adjunto e fiscal do tesouro da Secretaria da Fazenda, Vinicius Pimentel de Freitas, e terá, ainda, a participação do bacharel em informática e sócio-gerente da KW Informática, Alexandre Carvalho de Leongo, abordando as questões técnicas da implantação.Com início marcado para as 14 horas, o encontro ocorrerá no Hotel Deville (Av. dos Estados), 1909, e as vagas são limitadas à capacidade da sala. Informações e inscrições pelo telefone (51) 2118-5200 ou através do e-mail eventos@agas.com.br.

FRASE DO DIA

Eu vou a qualquer lugar, desde que seja em frente.

Dr. Livingst