Artigos Anteriores

SENTIMENTO IDÊNTICO

ANO XIV - Nº 007/14 -

REPERCUSSÃO

Diante da repercussão do editorial de ontem, quando discorri sobre a saturação do crédito no país, no médio prazo, vejo que cometi um engano: imaginei que muitos leitores ignorariam o meu alerta dizendo que é preciso ser otimista. Nada disso, gente. O que aconteceu é que precisei responder quase uma centena de mensagens repletas de pura concordância de que a cobra está se aprontando para fumar.

PRAZO

Alguns leitores menos confiantes até acreditam que o prazo de dois anos que dei para que a saturação se confirme é exagerado. Principalmente, porque muitos consumidores que tenham renda suficiente para continuar pagando as prestações, não mais o farão porque o saldo a pagar, dos bens duráveis adquiridos a prazo, é maior do que o valor de mercado dos mesmos. O bastante, obviamente, para desistir do compromisso.

SERVIÇO DA DÍVIDA

Para completar o raciocínio vejam o que diz o levantamento feito recentemente pela LCA Consultores: as famílias brasileiras gastam, em média, 18% de sua renda com o chamado serviço da dívida (soma das prestações assumidas e juros pagos ao sistema financeiro). Essa parcela, segundo a LCA e a lógica do raciocínio, é muito alta (nos EUA é 15%). O suficiente para afirmar que a corda está ficando esticada e não vai aguentar por muito tempo.

CARGA TRIBUTÁRIA

Leve-se em consideração que a nossa carga tributária deve chegar, em 2010, em 40,15%. Dinheiro que sai do bolso, da renda, da sociedade. Mais: como a sociedade não recebe os serviços de saúde, educação e segurança que paga ao Estado, ainda precisa adquirir tudo isso da iniciativa privada. O que compromete ainda mais a renda, e complica severamente o orçamento individual e familiar. Daí a razão para as indiscutíveis inadimplências futuras.

DOBROU

Observem que, no período de 2003 a 2009, dobrou o volume de crédito para pessoa física, no país. A renda, como se sabe, também cresceu no período, mas não no mesmo ritmo. Além disto, uma coisa é absolutamente inegável, ou é por demais conhecida: o atual crescimento da economia brasileira é fruto colhido através do enorme crescimento do crédito. Portanto, quando esse mesmo crédito desacelerar, e já vai acontecer, o crescimento vai andar em marcha lenta.

SENSAÇÃO

Fiquei com a clara impressão, gente, de que tudo que escrevi ontem e hoje é o mesmo que pensa a quase totalidade dos leitores do Ponto Critico. Muitos, pelo que informam as manifestações, já estavam se posicionando atrás das moitas à espera do acontecimento. Não porque querem, mas porque foram acordados pela mesma sensação.

INFRA-ESTRUTURA

Segundo levantamento feito pelo IPEA, as rodovias brasileiras precisam de mais de R$ 180 bilhões em investimentos. Que tal? Como o estudo trata exclusivamente de rodovias federais, o estudo informa que 65% dos 61 mil quilômetros das BRs, se encontram em estado de deficiente a péssimo. Considerando que 58% do transporte de cargas do Brasil é feito por rodovias, a coisa vai de mal a pior.Mas tudo fica ainda pior quando o IPEA informa que o fantástico PAC cobre só 13% desse valor. Isto já seria o bastante para o Brasil deixar de sediar a Copa de 2014 e seguintes, até 2100, no mínimo.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • CONECS
    O Conselho Nacional de Entidades do Comércio em Shopping Centers - CONECS - realiza hoje a apresentação oficial da entidade. A coordenação do CONECS está sob a direção de Ronaldo Sielichow, também presidente do Sindilojas Porto Alegre.
  • MÚSICA NA FÁBRICA
    Hoje, às 18h30min, o Galpão Crioulo da Celulose Riograndense, em Guaíba, será palco de mais uma edição do projeto Música na Fábrica. Os músicos Telmo de Lima Freitas e Elton Saldanha farão uma viagem no tempo, relembrando antigos sucessos. O evento é gratuito e aberto ao público. Após o show, a platéia poderá confraternizar com os artistas e saborear petiscos campeiros.
  • 75 ANOS
    Para marcar o aniversário, o Restaurante e Churrascaria Santo Antônio realiza hoje, 25, a partir das 19h30min, um coquetel para fiéis clientes, imprensa e parceiros.
  • TOP OF MIND
    O Sheraton Porto Alegre está entre as marcas mais lembradas pelos gaúchos. Por isso recebe hoje, 25, o prêmio Top Executivo do ranking de marcas da Revista Amanhã, o Top of Mind, em cerimônia a partir das 19h30, no Grêmio Náutico União.

FRASE DO DIA

Como a ferida inflama o dedo, o pensamento inflama a mente.

Provérbio Africano