Artigos Anteriores

RS: UM ESTADO NA UTI

ANO XIV - Nº 007/14 -

UMA VERDADE ABSOLUTA

O brasileiro, em geral, reclama de tudo. Mas, com muito mais vigor do que reclama, reage e resiste a qualquer forma correta de solução apresentada para os problemas que ele mesmo levanta. Se isto já é uma verdade absoluta no Brasil como um todo, no RS a coisa consegue ser pior.

36 ANOS DE DÉFICITS

Isto explica, em parte, a razão para que a sociedade riograndense tenha convivido, ao longo de muitos anos, passivamente, com um déficit estrutural (rombo) das contas públicas. A cada ano maior e mais preocupante. O rombo, em 2006, completou 36 anos. E atingiu a marca fantástica de mais de R$ 40 bilhões. Deste total, R$ 33 bilhões foram negociados com a União e mais de R$ 8 bilhões são de dívidas novas contraídas de depois da pactuação. Terrível, não?

FALTA DE ATITUDE

Ora, ninguém pode ser enganado impunemente por tanto tempo. E ficar dizendo que a sociedade não tem capacidade de compreensão para o assunto, o que é verdade, não melhora a falta de atitude dos governantes. É óbvio, no entanto, que os governantes nunca quiseram enfrentar o sério problema. Para esconder a crise e a clara incapacidade gerencial sempre evitaram de dar transparência às contas públicas.

FORMAS DE FINANCIAR

Ao invés de promover os encontros constantes das despesas com as receitas, desde sempre, como manda uma correta gestão pública, sempre fizeram tudo ao contrário: só procuraram, e aí de forma incessante, todas as maneiras possíveis para financiar o rombo sempre crescente. E os métodos utilizados para financiar o descalabro não podiam ser mais danosos para a sociedade, ou seja: com mais e mais empréstimos, com inflação, com menos investimentos, com aumentos de tributos, e, mais recentemente, com os depósitos judiciais.

EXTREMA-UNÇÃO

O atual governo, depois de não conseguir o tentado aumento das alíquotas de ICMS, percebeu que estão esgotadas, finalmente, todas as formas de financiamento do rombo. E tomou uma atitude: só paga aquilo que o caixa permitir. Antes que um padre apareça para dar a extrema-unção ao RS, de forma correta ainda se decidiu por um forte programa de gestão. Mas, devido ao tamanho do trauma, tudo já parece insuficiente.

OS ESPERTOS

Na realidade, os governos (todos) sempre foram reféns e cúmplices das corporações de funcionários públicos, que sempre trataram de se apropriar da maior parte das receitas públicas. E mesmo que saibam que o estado já virou um legítimo cadáver, não abdicam de qualquer privilégio. Usaram e abusaram da incapacidade e da fraqueza dos governantes para obter privilégios simplesmente impagáveis. O pior para os demais cidadãos é que tudo está resguardado por cláusulas pétreas da Constituição.

CONSCIENTIZAÇÃO

Resultado: como a sociedade continua não entendendo coisa alguma de déficit estrutural, ou rombo, por falta aguda de compreensão, educação e de fortes esclarecimentos, só aprendeu que bom mesmo é resistir a tudo que precisa ser mudado. Idiotizados de forma escandalosa, ainda são influenciados a pensar assim porque contam com a maldita influência das corporações. Dependendo do avanço dos imprescindíveis esclarecimentos da grave situação do RS, o povo gaúcho, assim como o brasileiro, ainda vai precisar se conscientizar de que precisamos adotar medidas muito duras e fortes. E que privatizações também precisarão ser feitas. É por isto que saúdo, neste momento, a providencial falta de novas formas de financiamento deste o déficit crônico.

BREAK PUBLICITÁRIO

A primeira edição do Break Publicitário de 2007 acontecerá na segunda ?feira, 26/03, às 19h30, no Salão de Atos do Campus II da Feevale, com o tema 16° Festival Mundial de Publicidade de Gramado ?Criatividade à frente das novas tecnologias?. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail eventos@gruposinos.com.br . A palestra é gratuíta e as vagas são limitadas.

REUNIÃO ALMOÇO

Nesta segunda, 19, no Hotel Sheraton Porto Alegre acontece a reunião almoço da Britcham, a partir das 12h. A palestra terá como tema \\\"Os desafios do novo governo para o Comércio Exterior no Rio Grande do Sul\\\", com Nelson Proença como palestrante.

MANUAL DO CONSUMIDOR

Hoje,15, Dia Mundial do Consumidor, os consumidores poderão ampliar seus conhecimentos sobre seus direitos e saber como e onde buscar ajuda para a solução de problemas. O Forum Estadual de Defesa do Consumidor, estará lançando em Porto Alegre, o Manual do Consumidor, obra que promete auxiliar quem enfrenta conflitos na relação de consumo, especialmente com empresas de telefonia fixa e móvel, cartões de crédito, planos de saúde e televisão a cabo, que lideram o ranking de reclamações nos orgãos de defesa do consumidor.

PROJETO FORMAR

A Aracruz Celulose criou, há dez anos, o Projeto Formar, voltado para os professores do ensino fundamental e da educação infantil da rede pública. No dia 8 de março, a empresa realizou, no município de Linhares (ES), um seminário para avaliar os resultados obtidos na última década e apresentar os fundamentos do Projeto Formar 2007. O seminário teve a participação de prefeitos e secretários de Educação dos 20 municípios participantes do programa, que fazem parte da área de atuação da Aracruz no Espírito Santo e noroeste de Minas Gerais. O objetivo do Formar é oferecer formação continuada a professores alfabetizadores da rede pública, aprimorando o desempenho dos educadores em sala de aula.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

FRASE DO DIA

PARA SER UM VENCEDOR, TENHA PENSAMENTOS VENCEDORES.

Desconhecido