Artigos Anteriores

PRÊMIO LIBERDADE DE IMPRENSA 2007

ANO XIV - Nº 007/14 -

FÓRUM DA LIBERDADE

Espaço para expor o que aconteceu no XX Fórum da Liberdade não faltará por aqui, principalmente pelas coisas ditas pelos diversos painelistas que desfilaram ontem, no palco do evento. Neste momento, porém, me permitam, devo registrar a minha satisfação por ter sido escolhido, pelo Instituto de Estudos Empresariais, como aquele que mais se destacou na área da comunicação, no Brasil, como defensor das idéias liberais. Este registro se impõe, e principalmente, porque outros órgãos da imprensa vão, com certeza, omitir a homenagem prestada pelo IEE.

GUERREIRO

O Prêmio Liberdade de Imprensa 2007, que tem a forma de um guerreiro, foi uma novidade apresentada neste ano pelos coordenadores do Fórum. Ao ser instituído, a partir desta edição do Fórum da Liberdade, a primeira premiação chegou às minhas mãos. E, pelo que foi informado, a escolha foi por unanimidade em reunião de diretoria do IEE. Como agraciado com o primeiro troféu Liberdade de Imprensa, estou dividindo a minha alegria com os meus leitores/assinantes.

HOMENAGEM DIFÍCIL

Como todos sabem, liberal não é o tipo que recebe troféus. Por uma simples razão: posturas firmes, claras, com autenticidade, franqueza e cheias de convicção, geralmente ferem muitos interesses. Isto, por si só, já dificulta qualquer possível homenagem. A não ser quando ela é prestada por outros liberais.

CONVENIÊNCIAS

Em outros ambientes, a cultura reinante é premiar pessoas de acordo com as conveniências. Como o IEE é uma instituição muito séria e fiel aos seus princípios, defendendo com unhas e dentes a liberdade e o estado de direito, só instituições com este propósito podem premiar liberais.

FOTO NO SITE

Já estou providenciando para que o troféu, que representa o Prêmio Liberdade de Imprensa 2007, fique visível. A foto do mesmo vai ocupar, portanto, um espaço destacado no site: www.pontocritico.com. Sendo este o segundo troféu que recebi ao longo do tempo em que atuo na comunicação, ao agradecer publicamente a homenagem, citei os três momentos distintos que tive a partir da informação da minha escolha: 1- o impacto da notícia, uma vez que liberal dificilmente é premiado; 2- a indagação do porquê ter sido eu o escolhido; e, 3- da alegria sentida pelos aplausos recebidos.

OS LIBERAIS AUTÊNTICOS

Há muitos comunicadores que, em alguns momentos, até posam de liberais. Quando o fazem é, geralmente, por interesse comercial ou por conveniência. Nunca por convicção. Os autênticos é que se dispõem a defender sempre as idéias liberais. Por isto, o fato de ter sido eu o escolhido para receber o troféu, não impõe dúvida. Mesmo existindo outros liberais na área da comunicação, cujo universo, convenhamos, é muito reduzido neste país, com certeza não haverá alguém diferente que defenda com vigor a fantástica e indispensável liberdade.

CREDIBILIDADE

A diferença: quem age por conveniência ou esperteza vende o editorial. O meios de comunicação do Ponto Critico, sempre muito autênticos, fieis e convictos, só vendem espaços comerciais para quem prefere a liberdade e a economia de mercado. Editorial não pode ser negociado. Ele precisa ter credibilidade mesmo sem a concordância dos leitores. Aqui se defende os legítimos direitos, nunca os favores.Meus sinceros agradecimentos ao IEE.

DIREITOS DE PROPRIEDADE

O Brasil está em 42º lugar, entre 70 colocações, no Índice Internacional de Direitos de Propriedade (IIDP), um projeto do Programa de Bolsas de Estudo Hernando de Soto, da Aliança de Direitos de Propriedade (ADP), lançado hoje, dia 17, no Brasil, pelo Instituto Liberdade (IL), com o apoio do Instituto de Estudos Empresariais (IEE), durante o Fórum da Liberdade, em Porto Alegre/RS. Já regionalmente, considerando apenas a América do Sul, o Brasil encontra-se em sexto lugar no ranking, em primeiro está o Chile e em décimo sétimo e último, a Bolívia. O índice enfoca a inter-relação do papel dos direitos de propriedade material e intelectual na comunidade global.

NOVIDADES BOURBON

A rede Bourbon prepara novidades com a inauguração de três operações direcionadas ao público feminino. No Bourbon Shopping Country, as lojas Zadar e Bellmur abrem as portas até o final do mês no segundo piso do prédio. A Zadar trabalha com marcas jovem como Guess, Disritmia e Equatori; já a Belmur, confecção Uruguaia que também atende ao público masculino, é especializada em malhas e roupas de couro. No Bourbon Shopping Assis Brasil inaugura a Giptanga, loja de acessórios, calçados e bolsas com marca própria.

OBRAS NA CIDADE

Com o objetivo de prestar um serviço de utilidade pública o site www.obrasnacidade.com.br acompanha o andamento das principais obras promovidas pela prefeitura de Porto Alegre. Através desse endereço eletrônico, a população poderá ter acesso aos projetos originais de trabalho e a informações como o estágio das reformas, data de término previsto e espaço para reclamações e esclarecimentos.

EMPRESAS EM AÇÃO

A campanha Voluntariado Empresarial da Junior Achievement RS começa a dar os primeiros resultados. Seis empresas reuniram grupos fechados de voluntários para atuar no Programa Miniempresa, um dos mais conhecidos da entidade. Para a Diretora-Executiva, Helena Weiler, ?isto mostra que o empresariado gaúcho não só incentiva ações socialmente responsáveis, como faz questão de participar?.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

FRASE DO DIA

A HONRA AFUNDA QUANDO O COMÉRCIO PREVALECE.

Oliver Goldsmith