Artigos Anteriores

PREFERÊNCIA LATINA

ANO XIV - Nº 007/14 -

AMÉRICA LATINA

Uma imensa maioria dos habitantes da América Latina, ainda que seus países estejam ligados a um mundo pra lá de globalizado, onde as comunicações instantâneas permitem uma avaliação imediata das melhores práticas de administrações, continuam teimando ao manter programas econômicos que propõem resultados muito pífios.

EXCEÇÃO

Tirando o Chile, que já entendeu, claramente, que quanto maior a liberdade econômica e, por conseguinte, menor a intervenção do Estado, mais capital será atraído elevando as chances de desenvolvimento.

OBRA DO DEMÔNIO

Os demais, infelizmente, por incrível que possa parecer, permanecem fechados até para discutir o tema. Acreditando que abertura econômica é obra do demônio, propõem o entendimento de que, antes que caiam na tentação de obter um mero conhecimento teórico sobre o assunto, a ordem é queimar as publicações que porventura cheguem às suas mãos.

RECADO

O Brasil, que parecia ter compreendido o problema, e pronto para ficar de fora desse mundo atrasado e pobre da América Latina, já está dando um recado de que é melhor permanecer nas trevas. A fraternal e comprometida ligação do governo atual com os países que formam a corrente bolivariana deixa bem claro o propósito.

DESTINO BOLIVARIANO

É correto dizer que ainda vivemos num estágio bem diferente da maioria dos demais bolivarianos (Cuba, Venezuela, Bolívia, Nicarágua, Equador, Paraguai, Argentina e, mais recentemente, o Uruguai). Mas, de forma gradual, considerando os projetos do atual governo, o objetivo é levar o Brasil para o mesmo destino.

ESTRATÉGICO

No caso do petróleo, por exemplo, depois da árdua conquista que representou a quebra do monopólio, já estamos dando meia volta. O curioso é que o povo segue com a mesma idéia do governo, imaginando que petróleo e demais minerais são estratégicos para o país. Mal entendem que a única coisa estratégica é a educação.

OLHANDO PARA O UMBIGO

As conquistas obtidas, a partir dos momento em que deixamos de lado o péssimo programa nacional-desenvolvimentista, estão sendo alvos de arrependimento. O povo, instruído e levado pela ideologia petista, está voltando a acreditar que o mundo é perverso. E que o melhor mesmo é olhar só para o nosso umbigo. Viva! Como 2010 promete ser um ano de grande crescimento econômico, ninguém está olhando para a rota que estamos trilhando. Muitos, inclusive, vão dizer que o momento não é para este tipo de assunto.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • HONDURAS
    A maioria do Congresso hondurenho ratificou, ontem, o acordo de 28 de junho que ordenou a destituição do presidente deposto, o golpista Manuel Zelaya. Lula e seus amigos bolivarianos não gostaram. Tudo porque não gostam da democracia, que por sinal, foi o sistema que os colocou nas respectivas presidências.
  • NOVA CASA BAHIA
    O grupo Pão de Açúcar anunciou nesta manhã de sexta-feira (4) a aquisição, por meio de sua controlada Globex, da varejista Casas Bahia por meio de trocas de ativos. A empresa terá o nome de Nova Casa Bahia.
  • CRÉDITO
    Segundo opinião de analistas e economistas, o crédito, no Brasil, deve atingir, em 2010, 53% do PIB. Um crescimento e tanto, não.
  • EXPO MONEY
    O Banrisul participa da 4ª edição da Expo Money, maior evento de educação financeira e de investimentos da América Latina, que acontece hoje, sexta-feira (04) e sábado (05), no Centro de Eventos da PUCRS (Avenida Ipiranga, 6681 ? Prédio 41). O encontro promove palestras e exposições gratuitas, e é voltado aos interessados em conhecer estratégias de finanças pessoais e as opções de investimentos.

FRASE DO DIA

PARA TER UM NEGÓCIO DE SUCESSO, ALGUÉM, ALGUM DIA, TEVE QUE TOMAR UMA ATITUDE DE CORAGEM.

Peter Drucker