Artigos Anteriores

PRAZO DE VALIDADE VENCIDO

ANO XIV - Nº 007/14 -

PRAZO VENCIDO

Por tudo que estamos assistindo, de camarote, no nosso mais do que corrupto país, um quadro está sendo muito bem desenhado: ainda que a candidata Dilma tenha saído vitoriosa (?) na eleição para presidente, ao transmitir  o resultado do pleito as urnas vieram a público para fornecer um atestado cujo teor informa que o PRAZO DE VALIDADE do produto DILMA ROUSSEFF está definitivamente vencido.

SEM REVALIDAÇÃO

Mais: com a explosão, intensa horripilante e interminável, de casos de corrupção que envolvem a nossa pobre Petrobrás, mesmo sem levar em conta a crise econômica que apenas está iniciando por aqui, é quase impossível que o atestado seja revalidado. Ou seja, Dilma ganhou a eleição, não a governabilidade.

2015

Para provar que, com o PT na administração de qualquer coisa, pouca desgraça é bobagem, o saldo que Dilma está deixando, de forma inquestionável, no encerramento de 201, além de trágico não enseja a mínima possibilidade de que 2015 seja um Bom Ano. 

REFORMAS

É sempre muito comum ouvir da maioria do analistas políticos que o início de um novo mandato é o momento mais propício para que o eleito promova reformas. Entretanto, com o PT na administração, as únicas reformas possíveis e imaginadas, pelo que vimos nos últimos doze anos, é uma aceleração das reformas que levem o quanto antes ao fantástico Bolivarianismo, já em curso no país.

SAÍDA DE DILMA

Pois, junto com a séria CRISE POLÍTICO-GOVERNAMENTAL que o governo propõe pelo envolvimento, de corpo e alma, em dois dos maiores casos de corrupção deste planeta (Mensalão e Petrolão), uma outra crise, ECONÔMICA, enseja que o melhor que poderia acontecer, neste momento triste, seria a saída imediata de Dilma (e do PT) do Poder.
 

CHEIRO RUIM

Se a quantidade de petróleo existente na camada pré-sal é tida como enorme, a quantidade de lama que envolve o Brasil e a pobre Petrobrás , proporcionada por inúmeros e incalculáveis saques, é extremamente maior. Pior: o cheiro, por ser insuportável, identifica que pode ser algo diferente de lama...  

PATRIMÔNIO NEGATIVO

O fato é que diante deste triste quadro, com a permanência de Dilma na presidência não há como se possa desejar -Feliz Ano Novo- ao 2015 que aí está.

Aliás, até os mais resistentes e apaixonados já perceberam o quanto é falsa a idéia de que o Brasil se tornou um país de RENDA MÉDIA. Na real, o povo brasileiro, pela oferta descomunal de crédito promovida pelo governo, deve bem mais do que possui, em termos patrimoniais. Ou seja, está com o Patrimônio Negativo. E, para agravar ainda mais a situação, o governo oferece aos brasileiros SERVIÇOS PÚBLICOS típicos de países de RENDA BAIXA. Pode?

De novo: os governos Lula/Dilma, via crédito e não por renda, proporcionaram ao povo a compra de produtos de Classe Média. Enquanto isso trataram de prestar serviços públicos de Classe Baixíssima. 

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • DESEMPREGO

    Após seguidos meses em queda, a taxa de desemprego subiu pelo quarto mês consecutivo em Porto Alegre. Dados do IBGE de outubro mostram que a taxa de desocupação é de 4,6% na Região Metropolitana e 4,7% no Brasil. Em relação a setembro, o índice se manteve estável na Capital.

     

  • TRABUCO NA FAZENDA

    Segundo o jornal Valor, a presidente Dilma Rousseff convidou Luiz Carlos Trabuco, atual presidente do Bradesco, para assumir o comando do Ministério da Fazenda em seu segundo mandato. As informações foram divulgadas nesta manhã pelo jornal Valor Econômico.

     

  • UAU!!!

    Hoje, em discurso que fez na Conferência Nacional de Educação (Conae 2014), a presidente Dilma Rousseff teve um surto (ou é só mais uma mentira) quando afirmou que, com o fim da campanha eleitoral, a “verdade começa a aparecer”, mostrando inflação sob controle e taxas baixas de desemprego. Onde? Qual o país?

    Sem citar o escândalo na Petrobrás, Dilma disse que “o combate à corrupção nunca foi tão firme e severo como agora” em seu governo e que a Polícia Federal e o Ministério Público investigam sem pressão dos governantes. Ela disse a uma plateia de 4 mil pessoas que vai governar “mais quatro anos, ainda sem descanso”.(Valor)
     

  • CVM

    Em 2014, a CVM -Comissão de Valores Mobiliários- já abriu 17 processos para averiguar questões referentes à Petrobrás, sendo que 11 foram arquivados. Seis deles iniciaram por conta de queixas de investidores. Alguns especialistas ouvidos pelo jornal Valor avaliam que, em particular nos Estados Unidos, a movimentação de investidores poderá gerar processos e o pagamento de indenizações pela companhia. 

FRASE DO DIA

O MEDO TEM ALGUMA UTILIDADE. A COVARDIA, NÃO.

Mahatma Gandhi