Artigos Anteriores

POVO DESINFORMADO

ANO XIV - Nº 007/14 -

ATRASO MONUMENTAL

Como os leitores já tiveram a oportunidade de constatar, a avalanche de notícias, boletins e informações que atestam o anêmico estado em que se encontra a nossa economia, só passou a ser alvo de atenção e interesse da mídia do nosso pobre país,  em 2015. Ou seja, os meios de comunicação só mostraram preocupação depois que a crise já estava instalada, tanto nos lares quanto nas empresas.

 

LEITE DERRAMADO

Vale dizer que o povo brasileiro, em geral, que infelizmente é formado por pessoas com baixo (ou nenhum) discernimento, só foi alertado e/ou comunicado pela mídia de todo o país, em todos os seus níveis, depois que o leite já estava definitivamente derramado. 

SEMEADURA

Chamo a atenção que esse atraso monumental da mídia, por ter se omitido de forma irresponsável, deve ser visto como um ato de enorme irresponsabilidade. Até porque nunca se interessaram em ouvir, atentamente, aqueles que anteviam, com absoluta nitidez e razão, que a chegada desta crise, ou colheita de maus resultados recém iniciada, era só uma questão de tempo.

 

PELA ENÉSIMA VEZ

Chamo a atenção, pela enésima vez, que poucos dias após a posse do presidente Lula passei a alertar que a -Matriz Econômica- implementada e perseguida com unhas e dentes pelos petistas, mais dia menos dia nos levaria a uma crise sem precedentes. Como a alegria tomou conta de empresários, empregados e consumidores, o que menos interessava era ler e ouvir os chamados -pessimistas-. 

CAUSAS INTACTAS

Como nesses últimos meses, semana e dias, o governo e o Congresso vem discutindo medidas que entendem como necessárias para tentar diminuir o fantástico estrago fiscal que construiu ao longo desses 12 anos, o papel da mídia, que deveria ser a de melhor esclarecer o povo, infelizmente tem se preocupado mais com as consequências dos nossos maiores problemas e menos com as causas, que continuam intactas.

SEM ATENÇÃO DEVIDA

O caso da Previdência Social, por exemplo, que é responsável pelo maior ROMBO das contas públicas da União,  não tem merecido atenção devida pela mídia. Em primeiro lugar, quando se fala de Previdência Social que está sob responsabilidade da União, atinge não somente o INSS, ou RGPS (Regime Geral da Previdência Social) como também, e principalmente o RPPS (Regime Previdência dos Servidores Públicos da União).

 

DUAS PREVIDÊNCIAS

Pois, por incrível que possa parecer, quando a mídia fala em Previdência Social, só se refere aos aposentados do RGPS, ou INSS.  

Ora, enquanto o INSS, que abriga 27 milhões de pessoas, promoveu um rombo de mais R$ 79 bilhões, em 2014, o RPPS, que abriga 1,1 milhão de servidores públicos federais, produziu um rombo de  R$ 66,9 bilhões no Tesouro Nacional. Somando ambos os ROMBOS, chegamos, em apenas 2104, a  R$ 146, 4 bilhões. Alguém leu isso na mídia?

Mais: o Fator Previdenciário, antes de ser extinto, deveria atingir os servidores públicos. Alguém propôs isso? Pois é.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • INLFAÇÃO À JATO

    A inflação doméstica segue em alta de acordo com o IPCA-15 divulgado nesta manhã. O índice subiu 0,99% em junho contra avanço de 0,60% no mês anterior, mas veio em linha com as projeções do mercado. Com o resultado, o indicador acumula altas de 6,28% no ano e de 8,80% em 12 meses. 

  • IBC-R

    O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) de abril registrou baixa de 1,01% no trimestre de fevereiro a abril deste ano na comparação com os três meses anteriores. No confronto anual, o resultado foi de queda em 2,15%.

    O indicador também atingiu o nível mais baixo desde maio de 2012. De acordo com a série histórica do Banco Central para o indicador, o IBC passou de 143,87 pontos em março para 142,66 em abril.
     

  • ENDIVIDAMENTO CRESCENTE

    O endividamento das famílias aumentou, como proporção da renda anual, de 46,2%, em março, para 46,3%, em abril, segundo o Banco Central. É o maior patamar em dez anos e um complicador para o ritmo da atividade econômica, pois inibe a demanda dos consumidores. (Estadão)

  • IVES GANDRA MARTINS - 80 ANOS

    É com alegria que transmito os cumprimentos ao Pensador (Pensar+) - Ives Gandra Martins-, que hoje está sendo homenageado, pelo também pensador Paulo Rabello de Castro, na IICS - Escola de Direito de São Paulo, no Seminário de Finanças Públicas e Política Econômica, pela passagem de seus bem vividos 80 ANOS.
    Parabéns, meu caro amigo Ives, e grato ao Paulo pela homenagem que presta em nome do Pensar+. 

FRASE DO DIA

A injustiça que se faz a um, é uma ameaça que se faz a todos.

Montesquieu