Artigos Anteriores

PAVIMENTANDO O CAMINHO

ANO XIV - Nº 007/14 -

DÚVIDA

A propósito do que escrevi ontem, de que o governo brasileiro (leia-se Lula e Dilma) apoia, sem restrições, tudo aquilo que os governantes latinos decidem, notadamente os portadores da carteira de sócio do Foro de São Paulo, percebi que alguns leitores ficaram em dúvida.

MENSAGEM GRAVADA

Embora já tenha tratado do assunto em várias oportunidades, para que não fique pedra sobre pedra, proponho, mais uma vez, que assistam a mensagem gravada por Lula, para o XVIII Encontro do Foro de São Paulo, realizado no ano passado (entre os dias 3 e 6 de julho de 2012), na cidade de Caracas (Venezuela). Veja, fique sabendo, ou fique preocupado: www.youtube.com/watch?v=JCPYtrVkk3Q

PARTICIPANTES

Só para esclarecer: participam de todos os encontros do Foro de São Paulo, os delegados e convidados de mais de cem organizações. A maioria dos presentes é formada por latino-americanos e caribenhos, completados por europeus, africanos e asiáticos, que adoram o comunismo.

IDEAIS COMUNISTAS

Verão (na mensagem gravada), com total clareza, o quanto Lula comemorou, de forma sincera e cheia de sentimentalismo, os avanços dos ideais comunistas, suas propostas e decisões, as quais, de forma disciplinada, vem sendo seguidas, à risca, desde a realização do primeiro encontro do Foro de São Paulo, lá em 1990.

PROJETO DE PODER

Acreditem ou não, o fato é que está em pleno curso, em estado bem adiantado, o PROJETO DE PODER (bolivariano) bolado por Antonio Gramsci. A obra de Gramsci (Cadernos do Cárcere), só para lembrar, foi eleita pelos membros do Foro de São Paulo, como o Vade Mecum a ser seguido. A mensagem de Lula esclarece muito bem tudo isso.

OS MAIS ADIANTADOS

Depois de Cuba, os países que estão em estado mais adiantados na instalação do Programa bolivariano são: Venezuela, Bolívia, Equador, Argentina e Brasil. Todos, como se vê, garantiram o sucesso do empreendimento comunista através do infalível assistencialismo. A partir daí tudo fica bem mais fácil. Nem a corrupção consegue incomodar.

QUESTÃO DE TEMPO

Como a Argentina, pela proximidade, é muito visitada por brasileiros, ao descer do avião em Buenos Aires já é possível conferir o estado de miséria que se encontra aquele país vizinho. Um horror. Prestem atenção: pelo que propõe o PROJETO DE PODER e pela mensagem de Lula, o Brasil está no caminho para ser Cuba, Argentina ou Venezuela. É questão de tempo e/ou falta de manifestação contrária do nosso povo. Até a blogueira Yoani admitiu isso, gente.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • QUEIMA DE BANDEIRAS
    Anotem aí: na inauguração do Consulado do EUA, em Porto Alegre, haverá uma espetacular queima de bandeiras americanas. Antes disso, em abril, quando Yoani desembarcar na Capital do RS, para participar do Fórum da Liberdade, idem.
  • BALANÇO DO LIQUIDA
    A 17ª edição da campanha movimentou R$ 1,06 bilhão, o que representou 8,5% de crescimento em relação ao ano passado. O recorde de vendas foi registrado no último final de semana, em shoppings e lojas de rua. Todos já estavam de volta à Capital e aproveitaram os últimos dias para comprar os produtos em liquidação, comentou Gustavo Schifino, presidente da CDL Porto Alegre. As três semanas de liquidação foram bem divididas. Nos primeiros dias, produtos como eletrodomésticos, móveis e roupas foram os mais procurados, além da tradicional pesquisa de preços. Na semana do Carnaval, turistas e consumidores aproveitaram o baixo movimento para comprar no Liquida. Estes últimos dias, com a volta do Carnaval e o início do ano letivo, registraram números recordes de vendas, contribuindo com mais de R$ 400 milhões do total da campanha.
  • ARGENTINA
    A corte de apelações de Nova York poderá provocar uma convulsão no mercado financeiro argentino. O tribunal vai julgar o processo contra a Argentina movido por 14 fundos que compraram no mercado secundário títulos da dívida do país não incluídos nas reestruturações de débitos de 2005 e 2010.Se a corte americana confirmar a sentença de primeira instância, a Argentina terá de pagar imediatamente os títulos, pelo valor nominal, e a conta poderá ser altíssima. A decisão do dia 27 envolve US$ 1,3 bilhão, mas outros US$ 10 bilhões em títulos não entraram nas reestruturações, segundo cálculos do próprio governo argentino. Há contestação desses valores na Justiça e circulam no mercado estimativas de que a Argentina poderia ser obrigada a pagar até US$ 17 bilhões pelos papéis que não entraram nas renegociações. (Valor)
  • ECONOMIA BRASILEIRA
    A Bolsa de Valores de São Paulo acumula uma queda de 7% em 2013, o segundo pior desempenho em um ranking dos principais índices de ações de 80 países, elaborado pelo blog Achados Econômicos, com base em dados da Bloomberg. Apenas o mercado da Jamaica teve uma queda maior, de 7,68%.

FRASE DO DIA

É divertidíssima a esquizofrenia de nossos artistas e intelectuais de esquerda: admiram o socialismo de Fidel Castro, mas adoram também três coisas que só o capitalismo sabe dar - bons cachês em moeda forte; ausência de censura e consumismo burguês. Trata-se de filhos de Marx numa transa adúltera com a Coca-Cola...

Roberto Campos