Artigos Anteriores

PADRÃO FIFA E PADRÃO BRASIL

ANO XIV - Nº 007/14 -

PADRÃO FIFA

O -PADRÃO FIFA- exigência imposta pela entidade máxima do futebol mundial para obras e projetos que os países escolhidos para a realização de uma Copa do Mundo precisam realizar, mostrou, com todos os efes e erres, o quanto desconhecíamos o significado da verdadeira QUALIDADE.

PADRÃO BRASIL

Como os brasileiros em geral só conhecem o PADRÃO BRASIL, cuja qualidade deixa a desejar, por simples comparação já percebemos o quanto deixamos de nos preocupar com a legítima QUALIDADE e a FUNCIONALIDADE, que deveriam estar presentes em praticamente todas obras públicas e/ou privadas.

JEITINHO BRASILEIRO

Pois, ainda que a FIFA continue dizendo que não vai abrir mão do referido PADRÃO que deve ser conferido às construções e à funcionalidade dos projetos, o velho e surrado -JEITINHO BRASILEIRO-, infelizmente, já dá clara impressão de que vai predominar.

O PRAZO COMPROMETE

Como faltam somente quatro meses para a abertura da Copa e muitas obras públicas estão correndo contra o relógio, ameaçadas, portanto, de não serem concluídas no prazo, para não comprometer a realização do evento a entidade já admite fechar os olhos para muita coisa e, com isso, abrir mão do PADRÃO FIFA.

ARENA DE CURITIBA

Sem entrar no mérito dos estágios em que se encontram muitas das obras do chamado -em torno- dos mais diversos estádios das 12 sedes, qualquer pessoa que tem alguma iniciação em obras e reformas sabe, por exemplo, que a Arena (estádio) do Atlético Paranaense, em Curitiba, não ficará pronto para a Copa.

ÂNIMOS ACIRRADOS

Como muitos brasileiros estão em legítimo PÉ-DE-GUERRA contra a realização da Copa do Mundo no Brasil (ainda que o futebol seja a grande e verdadeira paixão do nosso povo), a FIFA sabe o quanto deixaria os ânimos ainda mais acirrados caso tomasse a decisão de suspender os jogos na capital do Paraná.

ENGOLIDO PELO PADRÃO BRASIL

Diante de tudo isso, sem que seja preciso fazer uso intenso do raciocínio, já é possível admitir que, para evitar um mal maior o PADRÃO FIFA pode vir a ser deixado de lado em vários ítens. Uma prova de que, para não tornar a situação ainda mais complicada a FIFA vai deixar que seja engolida pelo péssimo PADRÃO BRASIL. Que tal?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • IPC-S
    O IPC-S de 31 de janeiro de 2014 registrou variação de 0,99%, ou seja, 0,06 ponto percentual (p.p.) acima da taxa divulgada na última apuração. Cinco das sete capitais pesquisadas registraram acréscimo em suas taxas de variação.
  • LIQUIDA PORTO ALEGRE
    Porto Alegre voltou no tempo! Viver um pouquinho do que foram as grandes promoções da década de 1950 é o objetivo da campanha da 18ª edição do Liquida Porto Alegre. O estilo e atmosfera recriam a efervescência do varejo daqueles tempos e colocam toda a cidade em estado de oferta. Para que todos fiquem sabendo que o Liquida começou, casais devidamente caracterizados com roupas típicas daqueles tempos, penteados com muito laquê e maquiagens que abusam do delineador estarão a postos na Esquina Democrática e no Largo Zumbi dos Palmares interagindo com a população e entregando io-iôs, um dos brinquedos mais queridos da criançada e dos jovens da época.
  • SEM ÔNIBUS
    Iniciando a segunda semana sem ônibus na capital gaúcha, as perdas do varejo continuam em alta. Levantamento feito pela CDL Porto Alegre aponta prejuízo de 55% nas lojas de rua, principalmente no Centro da cidade. As lojas de shopping também começam a sentir a retração nas vendas em decorrência da greve dos rodoviários e alcançam uma queda de 35%. O primeiro dia de Liquida Porto Alegre, mesmo com resultados 50% menos em função da falta de mobilidade, deverá ser recuperado desde que a situação da paralisação seja resolvida.
  • PAÍS DOS ROMBOS
    O Brasil voltou às manchetes para mostrar que é o país dos rombos. Desta vez apresentou um déficit comercial bilionário no início do ano. No mês passado, o saldo ficou negativo em US$ 4,06 bilhões, bem próximo ao verificado no mesmo mês do ano passado, mas o suficiente para bater um novo recorde histórico para todos os meses.Em janeiro do ano passado, a balança comercial brasileira, que mostra a diferença entre as importações e as exportações de produtos do país, havia registrado resultado negativo de US$ 4,04 bilhões.

FRASE DO DIA

Quem mais demora a fazer uma promessa é quem a cumpre mais rigorosamente.