Artigos Anteriores

OS ELEITORES E O MERCADO ESTÃO APREENSIVOS

ANO XIV - Nº 007/14 -

TRÊS INSTITUTOS

Nos últimos quatro dias, rodeados de grande expectativa, três diferentes institutos divulgaram os números obtidos através de -pesquisas de intenção de voto- após o atentado sofrido pelo candidato Jair Bolsonaro.

PREOCUPAÇÃO

Pois, ainda que em todas as pesquisas o candidato Jair Bolsonaro apareça em primeiro lugar, com boa diferença de votos sobre os demais, nesta corrida eleitoral, mesmo assim os eleitores -REFORMISTAS- se mostram bastante apreensivos. Com total razão, aliás.

RECEIO

O fato que está deixando mais apreensivos os eleitores que se declaram -REFORMISTAS-, ou seja, do tipo que querem UM BRASIL DECENTE E COM VONTADE DE CRESCER E SE DESENVOLVER, é o receio de que, no segundo turno, algum candidato da ala -POPULISTA- possa vir a ser eleito como novo presidente.

FACILIDADE E DIFICULDADE

Chama a atenção, embora a maioria dos eleitores não mostre interesse em ler os conteúdos das pesquisas, que identificam, por exemplo, onde o candidato Bolsonaro é bem aceito pelos eleitores, e onde é praticamente odiado. É por aí que o candidato e seus eleitores ficam sabendo onde residem as reais dificuldades na obtenção de votos suficientes para ganhar eleição.

MULHERES

É notório, por exemplo, ainda que não seja uma surpresa, que Jair Bolsonaro mostra enorme dificuldade para conquistar eleitores da ala feminina. Segundo informa a pesquisa Crusoé-Empiricus, é esta a sua maior rejeição: só 19,1% das mulheres entrevistadas disseram que vão votar em Bolsonaro.

DEDICAÇÃO EXCLUSIVA

Ora, não há como festejar uma boa colocação na pesquisa de INTENÇÃO DE VOTO, se o tamanho da REJEIÇÃO implica em esgotar por completo a possiblidade de crescimento do candidato. Neste momento, portanto, o que realmente pode fazer a diferença, para melhor, é uma dedicação exclusiva àqueles que se sentem prejudicados, ou protagonistas da REJEIÇÃO. 

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • SAFRA NACIONAL

    A safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas deve atingir 225,8 milhões de toneladas em 2018, o
    que representa uma queda de 6,2% em relação à safra de 2017 ou uma redução de 14,8 milhões de toneladas, segundo dados da sexta estimativa do IBGE. 

    Segundo o IBGE, o arroz, o milho e a soja continuam sendo os três principais produtos da safra nacional e, somados, representam 92,8% da estimativa da produção deste ano, respondendo por 87,0% da área a ser
    colhida.

  • ESPAÇO PENSAR+

    O pensador Thomas Korontai é o primeiro brasileiro da História a ingressar, no STF, com um Mandado de Injunção (Art. 5, LXXI) requerendo o direito da candidatura independente à Presidência da República. A propósito, eis o que Thomas defende:

    FEDERALISMO PLENO PARA REFUNDAR O BRASIL
    Livrar o Povo e o Brasil das garras do atraso, garantir ampla autonomia legislativa, judiciária, tributária e administrativa aos estados e municípios, amparada em uma nova Constituição, de princípios, referendada pelo Povo.

    REFUNDAR O BRASIL?
    A refundação do País consiste na reestruturação do aparato estatal das três esferas de governo e dos Três Poderes, com novo reordenamento, sob uma nova Constituição Federal, simples e principiológica, orientada para o Federalismo Pleno com Equilíbrio Sistêmico, sob o Princípio da Subsidiariedade, de maneira a tornar o Estado leve, ágil, de baixo custo social, confiável e seguro, com liberdade responsável e prosperidade para todos os brasileiros.

    Alguém que pode ser contra? Eu, NÃO!

FRASE DO DIA

Sublata Causa Tollitur Effectus. (Suprimida a causa, suprime-se o efeito).