Artigos Anteriores

OS COVEIROS DAS DÚVIDAS

ANO XIV - Nº 007/14 -

VONTADE POLÍTICA

Os leitores sabem que não é necessário ter a mínima iniciação em aritmética para entender o quanto são urgentes e inadiáveis as reformas e/ou medidas que levem a uma drástica contenção de GASTOS PÚBLICOS, que crescem de forma absurda por VONTADE POLÍTICA, tanto de governantes quanto, principalmente, das mais diversas CORPORAÇÕES. 

 

JANELA DO ATRASO

Portanto, se por alguma eventualidade, ou hipótese, alguém queira ficar ainda mais convencido do quanto a União, os Estados e Municípios precisam conter gastos e proporcionar o crescimento e desenvolvimento sempre adiado, basta ver como se portam os representantes dos  sindicatos e partidos políticos tipo PT, PSOL, PCdoB, PDT e REDE, por exemplo.

 

PRONTO

Pronto. Só o fato desta turma do atraso se manifestar contra o estabelecimento de um Teto nos Gastos Públicos e/ou a realização das inadiáveis REFORMAS ( Previdenciária, Fiscal, Trabalhista, etc.) já é mais do que bastante para entender o quanto todas são imprescindíveis. 

JUSTIÇA SOCIAL

O mais curioso é que enquanto o povo exige MAIS JUSTIÇA SOCIAL neste nosso empobrecido país, a TURMA DO ATRASO, aproveitando a interessada falta de escolarização que reina por aqui desde o tempo do Império, luta para aumentar a INJUSTIÇA SOCIAL através da manutenção e aumento dos absurdos privilégios que são pagos religiosamente por todos os cidadãos de SEGUNDA CLASSE. 

DIABO E DEMÔNIO

Como se vê, a TURMA QUE DEFENDE OS JÁ IMPAGÁVEIS PRIVILÉGIOS está se manifestando constantemente nas ruas, de forma muito orquestrada, anunciando aos quatro ventos de que o DIABO está na PEC 241, que estabelece um Teto nos Gastos Públicos, enquanto o DEMÔNIO se faz presente nas Reformas da Previdência, Trabalhista e Fiscal. Pode? De novo: justamente nestas propostas onde os PRIVILÉGIOS estão enlouquecidamente concentrados. 

COMBUSTÍVEIS

Mudando para o assunto- COMBUSTÍVEIS-, os leitores devem ter percebido o quanto a mídia está cobrando a queda dos preços da gasolina (3,2%) e do diesel (2,7%) nos postos, depois que a Petrobrás anunciou a redução.

Ora, qualquer percentual de redução é sempre bem-vindo, mas as duas providências que poderiam contribuir para uma efetiva redução dos preços dos combustíveis são: 1- a queda do ICMS; e, 2- o fim da obrigação de manter os frentistas.  O resto é devaneio.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • BOLETIM FOCUS

    Eis o que informa o Boletim Focus de hoje:

    1- o IPCA projetado para 2016 caiu de 7,01% para 6,89%. Para 2017, a inflação projetada também recuou, passando de 5,04% para 5,00%.

    2- Já a expectativa para o PIB em 2016 foi de retração de 3,19% para queda de 3,22%, enquanto para 2017 a economia brasileira deve crescer 1,23% - na semana passada, a expectativa era de aumento de 1,30%.

    3-a Selic, taxa básica de juros, segue com estimativa de 13,50% para o final de 2016.

     

  • IPC-S

    A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) ficou em 0,24% na terceira quadrissemana de outubro, conforme informado pela FGV. O resultado veio 0,10 ponto percentual acima do registrado na leitura anterior, quando o indicador apresentou variação de 0,14%. 

  • ZONA DO EURO E CHINA

    Na Zona do Euro, a divulgação preliminar dos índices PMI de manufatura e de serviços surpreenderam positivamente. No referente ao setor manufatureiro, o PMI passou de 52,6 pontos em setembro para 53,3 pontos na prévia de outubro (contra expectativa 52,7), enquanto em serviços o indicador saiu de 52,2 para 53,5 pontos (consenso em 52,4). O indicador composto, por sua vez, avançou de 52,6 para 53,7 pontos, acima da previsão de 52,8 pontos, maior nível em dez meses e após apresentar leve recuo nos últimos dois meses.

FRASE DO DIA

A alegria que se tem em pensar e aprender faz-nos pensar e aprender ainda mais.

Aristóteles