Artigos Anteriores

O TOTALITARISMO CONFIRMADO

ANO XIV - Nº 007/14 -

SOBERANO

Continua bombando em todo o mundo a louca, porém, perseguida decisão de Hugo Chávez de não renovar a concessão da emissora de televisão RCTV. Não há a menor dúvida de que Hugo Chávez é soberano e tem todo o direito de fazer o que bem entende na Venezuela. E quem deve julgar se o que ele faz é bom ou ruim é o povo venezuelano. Principalmente, o eleitor dele.

TRISTE REALIDADE

O que chama a atenção, porém, é que a ditadura, o totalitarismo já é uma triste realidade por lá. E está se espalhando muito rápido pela América Latina. A pá de cal que define e acaba definitivamente com qualquer possível dúvida de que ainda pudesse haver sobre o regime comunista da Venezuela, foi a não renovação da concessão da RCTV. Este foi o ponto que sepultou de vez com a idéia de quem ainda acreditava que aquilo era uma democracia.

É QUESTÃO DE TEMPO

Tudo o que Chávez está fazendo por lá está escrito -ipsis literis - nos Cadernos do Cárcere, de Antonio Gramsci. Ele está muito disciplinado à Cartilha. Aliás, todos os demais sócios do Foro de São Paulo também se comprometeram com os mesmos princípios. Tudo dependeria das circunstâncias e das oportunidades. Na Venezuela e na Bolívia o momento já chegou. No Equador e na Nicarágua está em curso adiantado. Já o nosso momento, embora ainda esteja sendo preparado, o certo é que com este governo o objetivo é chegar lá também.

UMA QUESTÃO DE LADO

Observem que governo petista sempre se manifesta contrário a qualquer atitude tomada pelos EUA. Para isto sempre há espaço, vontade e interesse. Já quando o assunto é a Venezuela, nada acontece. Não houve qualquer manifestação contrária à atitude ditatorial do amigo de Lula, Hugo Chávez no caso da não renovação da concessão da RCTV. A nossa diplomacia está muda. Nada de curioso. É uma questão de lado. Lado do totalitarismo.

JOGOS DO PAN

No ano passado escrevi um artigo dizendo que a escolha do RJ para a realização dos Jogos do PAN acabariam saindo muito caro para todos os brasileiros. Na mosca: as obras acabaram sendo custeadas em grande parte pelo Governo Federal, representando assim um custo exagerado para os cidadãos brasileiros que arcariam com o ônus, enquanto que os cariocas receberiam o bônus pelas obras recebidas e pelos ingressos com o turismo.

SUPERFATURAMENTO

Pois bastou dizer isto e alguns cariocas se revoltaram e se sentiram ofendidos. Têm todo o direito de reagirem como quiserem, o que, no entanto, não muda em nada o meu lógico raciocínio. Se a despesa já seria elevada dentro da justiça e da honestidade imaginem quando for exposto o superfaturamento de várias obras, que muito em breve será detonado pela imprensa. Segundo matéria já divulgada na revista Times há casos de superfaturamento de até sete vezes o valor de algumas obras. Nós, brasileiros, pagamos a festa do PAN.

O GURU

O americano Malcon Forbes, redator-chefe da Editora Forbes, deve estar lendo atentamente o Ponto Crítico. Repetiu, ontem, aos empresários paulistas. Ao afirmar aquilo que venho escrevendo praticamente todos os dias, a impressão é esta. Vejam o que Forbes disse: o Brasil poderia crescer à taxa de 8% ao ano se eliminasse a política tributária asfixiante, a burocracia excessiva e tornasse as leis trabalhistas mais flexíveis. Que tal?

FLORENSE

As linhas arrojadas e insinuantes da Florense Loft 24/7, assinado pelo arquiteto Ruy Otake, podem ser vistos na Casa Cor SP 2007.

TEATRO BOURBON

Será no dia 05 de junho, terça-feira, a abertura da nova casa de eventos e espetáculos de Porto Alegre. Trata-se do Teatro Bourbon Country, uma parceria da Opus e Cia Zaffari.

ARACRUZ TOCA O SINO

A Aracruz Celulose está completando 15 anos de negociação de suas ações no mercado acionário norte-americano, o maior do mundo. A companhia foi a primeira do Brasil a lançar American Depositary Receipts (ADRs) de Nível 3 na Bolsa de Nova York (NYSE) e participará da tradicional cerimônia de fechamento de fechamento do pregão (The Closing BellSM) na NYSE, no dia de hoje, 30. Na celebração, o diretor Financeiro da companhia, Isac Zagury, tocará o sino do pregão da bolsa.

DESAFIO

O Secretário de Estado do Desenvolvimento e Assuntos Internacionais do RS, Nelson Proença, lançou um desafio aos industriais e executivos do setor petroquímico-plástico: passar a transformar 25% das resinas petroquímicas dentro do Estado antes de 2010. A proposta foi anunciada em palestra realizada ontem, 29, durante a 2ª Reunião-Almoço 2007 do Sinplast, na FIERGS. O aumento do índice de transformação, que hoje soma apenas 11% no RS, está entre as metas do Programa Geraplast, proposto por toda a cadeia.

TERRA VILLE

A Casa Terra Ville realiza neste domingo (dia 3), a partir das 14h, o evento de lançamento da nova edição da Revista Viver Terra Ville, para aproximadamente 500 convidados vip´s. A festa terá um conceito inovador: será um premium brunch. liderado pelo chef Jean Rodrigues. A revista vem com um editorial especial da Casa Terra Ville, apresentando depoimentos de alguns dos hóspedes que experimentaram a sofisticada residência. Resultado de um projeto inédito no mercado imobiliário, a Casa foi lançada com o objetivo de ser um test-drive para prospects do empreendimento. Desde agosto do ano passado, mais de 60 famílias já passaram uma temporada na Casa, que está com o calendário completo para os próximos três meses.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

FRASE DO DIA

ATÉ COMEÇAR A PARECER ORDEM, O CAOS NÃO É PERIGOSO.

Max Gunther