Artigos Anteriores

O TESTE

ANO XIV - Nº 007/14 -

TOLERÂNCIA

Na semana passada o povo brasileiro foi submetido a mais um teste governamental. Desta vez a dura sabatina, que tinha como propósito medir a tolerância da sociedade, foi aplicada pelos líderes do Senado (José Sarney) e do Executivo (presidente Lula). Pelos resultados colhidos até aqui os políticos já podem ficar absolutamente tranquilos: o povo brasileiro, além de manso não pratica a cidadania. Somos muito bobos, melhor diria.

WEB INDIGNAÇÃO

Depois de descobertas as incalculáveis safadezas, Sarney testou a sociedade aplicando-lhe mil incríveis mentiras, só para sentir a reação. Como tudo não passou de indignação verbal, ou melhor, web-indignação, Sarney e seus liderados festejaram. Estão agora felizes e confiantes. São mesmo os tais e que nada lhes acontecerá.

DOIS TIPOS

Para ter certeza plena de que o povo não vá tomar alguma atitude inesperada, que possa realmente surpreender, o presidente Lula arriscou tudo no teste quando disse que existem dois tipos de brasileiros: os comuns e os incomuns.

OS COMUNS

Os comuns, obviamente, são aqueles cujo objetivo principal é pagar as contas. Além disso precisam ser muito obedientes e calados a tudo aquilo que por ventura julgam legal e, principalmente, ilegal. Mais ainda quando a ilegalidade acontece no setor público.

OS INCOMUNS

Os incomuns são, naturalmente, os políticos. A marca registrada desse tipo é a falta de caráter. E na carteira profissional ainda consta o direito à privilégios. Embora Lula tenha citado seu companheiro Sarney como incomum, ele e todos que compõem essa corporação feudal estão inseridos. Como tudo podem, nada deve atrapalhar suas vidas e seus fantásticos ganhos. Quanto mais corruptos mais destacados são os incomuns. Maravilha.

INDIGNAÇÃO SEM AÇÃO

Depois de toda essa provocação, considerando os costumes, o desconhecimento da cidadania e a baixa escolaridade de um povo que é ensinado a jamais reagir a qualquer tipo de assalto, o resultado só pode ser a indignação. Indignação sem ação. Assim, nada mais apropriado do que repetir o que já escrevi em outra ocasião: a sociedade brasileira se compõem de duas categorias: os conformados e os inconformados. A diferença entre elas é que os inconformados não passam de inconformados.

SALAFRÁRIOS

Para completar, antes que eu me esqueça: o presidente nacional do PT, Ricardo Berzoini, na semana passada, chamou de salafrários aqueles que defendem a investigação sobre a Petrobrás no Senado. Perfeito. Começando por ele, que tem conhecimento profundo sobre a prática de safadezas, nada a acrescentar.Segundo Berzoini, da mesma forma com que os salafrários querem a CPI da Petrobrás, o PT quer se manter por 30 anos no poder. Não estou inventando nem uma vírgula, gente. A afirmação aconteceu no encontro regional de vereadores, em Teresina, PI, na semana passada. Que tal?

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • FLEXIBILIZAÇÃO
    A Gerdau S.A. obteve, por parte das instituições financeiras credoras das empresas Gerdau, aprovação da sua proposta para flexibilização temporária das cláusulas de performance (covenants) em seus contratos financeiros.
  • MORDOMO
    O Congresso Nacional banca as despesas da família Sarney. O mordomo da casa de Roseana Sarney, Amaury de Jesus Machado, conhecido como Secreta, é funcionário efetivo do Senado e ganha em torno de R$ 12 mil, mas dá expediente a sete quilômetros dali, na residência da governadora do Maranhão. Que tal?
  • DIREÇÃO
    O Detran do Paraná suspendeu a carteira de habilitação do ministro Paulo Bernardo. Ele recebeu mais de 20 pontos por multas de trânsito. Quem não sabe dirigir o próprio carro pode dirigir o Planejamento?
  • HAPPY HOUR
    O papel do Conselheiro de Administração no dia a dia da companhia aberta e seus deveres e responsabilidades é tema do Happy Hour com palestra técnica, evento organizado mensalmente pela Associação dos Profissionais de Mercado de Capitais (ApimecSul). O evento é aberto a interessados, mediante inscrição e comparecimento com 1Kg de alimento não perecível. Contato através do telefone (51) 3224 3121 ou email: apimecsul@apimecsul.com.br.

FRASE DO DIA

TODA FORÇA É FRACA SE NÃO É UNIDA.

La Fontaine