Artigos Anteriores

O RS TEM SAÍDA?

ANO XIV - Nº 007/14 -

A SITUAÇÃO É DESESPERADORA

O Pensador Darcy Francisco dos Santos (PENSAR+), um mestre em contas públicas, após analisar com todo cuidado, com olhar exclusivamente técnico, a situação do Estado do RS, colocou suas preocupações, projeções e conclusões no livro -O RS TEM SAÍDA?-, que promete lançar, se nada atrapalhar, até o final deste mês.

FAZER AS MALAS

Como o Darcy me disponibilizou alguns capítulos de seu livro, pelo pouco que li confesso que fiquei de cabelo em pé. Isto levando em conta que já não eram poucas as minhas preocupações. Fico imaginando como vou me sentir após a inteira leitura da obra. A bem da verdade, não descarto a possibilidade de fazer as malas e cair fora do RS, de forma definitiva.

CONHECIMENTO GERAL

Entretanto, para que não paire dúvida na cabeça de quem quer que seja, quanto mais gaúchos (e brasileiros em geral), tomarem conhecimento da penúria que atinge o RS, sob o comando de Tarso Genro, melhor. Sugiro, inclusive, que o livro do Darcy seja lido em voz alta em todas as escolas do Estado. Mais: que também seja lido em capítulos, nas reuniões de todas as entidades empresariais, não só do RS mas de todo o país.

CAINDO FORA

O que mais lamento, para tristeza geral, é que a maioria do povo gaúcho, jornalistas aí incluídos, é desprovido do raciocínio lógico, que só consegue se desenvolver na cabeça de quem é iniciado na matemática. Esta triste realidade bloqueia o entendimento das razões pelas quais muitas empresas estão caindo fora do RS. Não demora os muitos habitantes farão o mesmo.

EDUCAÇÃO, SAÚDE E SEGURANÇA

Entre tantas observações importantes, Darcy mostra que a despesa com pessoal é o maior item de despesa do Estado. Além de alta, apresenta comportamento crescente, devido à reposição dos servidores que inativam e aos pensionistas. Mais: a parte relativa aos servidores ativos cresce continuamente, em virtude das vantagens funcionais que apresentam um crescimento vegetativo superior a 2% ao ano.

MAIS

Mais ainda: mais de 95% dos registros são de servidores lotados na Educação, Saúde, Segurança e outros Poderes, que apresentam as seguintes características: na Educação sempre há pressão para novas admissões, embora tenha havido redução nos últimos anos; na Segurança há carência generalizada; e nos outros Poderes, as decisões fogem da alçada do governo do Estado. Mas eles afirmam que têm insuficiência de recursos humanos, principalmente o Poder Judiciário.

COMÉRCIO INTERNACIONAL

Mudando de assunto, nesta 5ª feira, 03, me fiz presente no 2º Almoço da Exportação 2014, que contou com duas apresentações: a de Pedro Parente (grupo Bung Born) e José Augusto de Castro, presidente da Associação do Comércio Exterior no Brasil. Eis o que ouvi de ambos:1- O governo brasileiro, nos últimos doze anos (entenda-se PT) não promoveu nenhuma missão comercial nos EUA. Em compensação promoveu inúmeras missões nos países latinos que falam a mesma língua ideológica petista, ou seja o idioma bolivariano e com países africanos.2- Abandonando as relações com países grandes para ficar com pequenos, que além do mais não são compradores, o resultado (déficit) da balança comercial explica tudo. 3- Nos produtos manufaturados, vejam só o que aconteceu, ano a ano, com a nossa Balança Comercial, desde 2006. Um Horror!!!:

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • NOMES DE PESO
    Aécio Neves, após dizer em almoço com empresários em São Paulo que anunciará seu possível ministério antes da eleição, revelou ontem que escalou uma equipe de economistas -ortodoxos- para seu programa de governo. O principal nome do time é Armínio Fraga, cotado para assumir o Ministério da Fazenda caso Aécio seja eleito. Dentro o grupo de economistas que farão parte da elaboração do programa de governo, estão José Roberto Mendonça de Barros, ex-secretário de Política Econômica de FHC, Mansueto Almeida, ex-coordenador-geral de Política Monetária do Ministério da Fazenda também na gestão tucana, e Samuel Pessoa, professor da FGV. (Estadão)
  • INDÚSTRIA
    O crescimento de 4% na atividade da indústria gaúcha em fevereiro, em comparação com janeiro, não chega a caracterizar um revigoramento do setor no RS, aponta o Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS), divulgado pela FIERGS.- Não há um indicativo de mudança no cenário, e o resultado positivo nem representa uma tendência. Parte reflete uma recuperação, após um fim de ano muito fraco, quando a atividade caiu 3,7% nos dois últimos meses de 2013?, alerta o presidente da FIERGS, Heitor José Müller, ao comentar o levantamento.
  • VANDALISMO
    O vandalismo praticado por manifestantes, durante o protesto da noite de quarta-feira, 2, no Centro Histórico de Porto Alegre, gerou um prejuízo de pelo menos R$ 16 mil aos cofres municipais. Levantamentos realizados pela administração do Paço Municipal, Smov, EPTC e Conselho do Patrimônio Histórico quantificaram os danos provocados em próprios municipais e equipamentos públicos. O prejuízo ao Patrimônio Histórico ainda levará mais tempo para ser avaliado, já que o trabalho deve ser feito por especialistas.
  • SINDILOJAS
    O Sindilojas Porto Alegre lamenta a destruição da exposição Caras de Pedra, que estava instalada na Fonte Talavera, em frente à Prefeitura Municipal, desde o dia 17 de março, em homenagem à Capital e seus moradores e visitantes, e informa que os danos são irreversíveis uma vez que as lonas foram cortadas, queimadas e rasgadas PELOS VÂNDALOS. A exposição fazia parte das comemorações aos 242 da cidade.

FRASE DO DIA

NADA É TÃO RUIM QUE NÃO POSSA PIORAR.

Gattusa, sobre a Lei de Murphy.