Artigos Anteriores

O QUE NÃO PODE SER PRIVATIZADO

ANO XIV - Nº 007/14 -

UFANISMO

Muitos brasileiros, pela forma atrasada com que entendem o que é desenvolvimento, adoram ficar mostrando ao mundo o prazer de pertencerem ao hoje cada vez mais seleto grupo de países de quinto mundo. O curioso é que a maioria faz isto dizendo que somos um país que respira democracia. Onde está este dito ar puro que não vejo? Vejam: o esforço feito para que o nefasto nepotismo fosse extirpado, por enquanto do Pode Judiciário, acabou sendo compensado pelo burro sistema de cotas nas universidades, concedido a negros, índios e pardos. Ou seja, uma compensação lamentável que mostra não sabermos dar dois passos à frente sem dar outros dois atrás.

PRIVATIZAÇÃO DA COISA PÚBLICA

Esta questão do discutido e execrável nepotismo evidencia muitas coisas: os adeptos indecentes, com a prática do nepotismo se tornaram donos dos cargos públicos. Uma privatização medonha exercida desde o tempo do império, criando postos para serem ocupados pelos seus familiares. Esta sim foi uma legítima privatização onde jamais deveria ocorrer. Desconheço leis que digam que isto poderia ser feito, razão pela qual só a má consciência propõe tal tomada de decisão. Vindo de um Poder que julga e precisa promover a justiça, presume-se que, por princípio, deveria haver a honestidade antes da justiça. Mas, o que vinha acontecendo era só uma forte garantia de privilégios aos mais chegados.

SEM CAPITAL

Vale lembrar neste item, que a maioria das pessoas sempre muito contrárias às privatizações de empresas públicas, melhor caminho para torná-las competentes para a prestação dos serviços púbicos, são exatamente aquelas que já privatizaram os cargos das empresas públicas, onde trabalham junto com seus amigos e parentes, formando corporações fantásticas. São eles os donos do campinho. Com isto se tornaram também os verdadeiros donos das estatais, sem aplicar dinheiro algum. O que significa não ter risco de capital, coisa que continua pertencendo aos contribuintes indefesos.Estes tipos foram, até agora, alguns dos ocupantes do nosso judiciário brasileiro que, felizmente, apesar do longo tempo em que permaneceram como injustos, estão passando a ser cidadãos mais comuns.

UMA NOVA LEI ÁUREA

Quanto à compensação, que informei no início deste artigo, e que nos mantém arraigados ao quinto ou sexto mundo, é o caso das cotas nas universidades. Esta burra decisão do governo vai exigir, daqui a alguns anos, com toda a certeza, a assinatura de uma nova Lei Áurea. Anotem aí: teremos uma lei, que será promulgada no Brasil, com o objetivo de acabar com esta grosseira e inoportuna discriminação racial, recentemente implantada no país.

SEGURANÇA E FALTA DE EDUCAÇÃO

Uma coisa já está mais do que provada: o sério problema de segurança pública, que cada dia mais apavora a sociedade brasileira, está muito mais ligada à falta de educação e menos à renda das pessoas. Observem isto pelo recente episódio que ocorreu dentro de um dos mais importantes condomínios horizontais, localizado em Xangri-Lá, no litoral norte do RS. Sem a menor dúvida é ali que uma parte significativa de famílias com alto poder aquisitivo passa suas férias de verão. E, com absoluta certeza, um lugar onde também são encontradas pessoas sem um mínimo de educação. Ou seja, embora a renda familiar ali seja mais alta, não há entre estes mais abastados uma preocupação para adquirir bons modos, comportamento e boa convivência.

ONDE ESTÁ O PROBLEMA

Na semana anterior, mesmo não tendo sido o primeiro caso, houve o flagrante de assalto com roubo, promovido por jovens, com idade entre 14 e 15 anos, filhos de proprietários, a residências existentes dentro do mesmo condomínio. Note-se que os condomínios em geral se preocupam desesperadamente com a segurança de seus moradores construindo muros altos, com sistemas eletrificados, visando impedir a entrada de pessoas estranhas ou suspeitas. Agindo desta forma imaginam que o problema está só ao lado de fora, quando o que está havendo é o inverso. O problema hoje está tão ou mais sério dentro dos muros, como está descrito na cópia do boletim de ocorrência policial que tenho em mãos.

ABAFANDO OS CRIMES

O que mais apavora neste episódio é que estamos acostumados aos noticiários, que só dão ênfase aos problemas existentes nas ruas. Quando se tratam de coisas internas há aqueles que querem sempre abafar os crimes. Tudo para não constranger as famílias dos delinqüentes. Desta vez, no entanto, o proprietário atingido resolveu ir à polícia e dar parte do crime. Tudo com provas, confissões e testemunhas. Agora o pior: os pais dos bandidos ricos flagrados não se preocuparam em dar um sinal de que vão promover repreensão ou reparação. Alguns deles, pelas reações que tiveram, crêem piamente que seus filhos são muito perseguidos e que eles não fazem mal algum. É o fim da esperança, gente.

DEBATE

Na quarta-feira, dia 22/2, a ARI irá proporcionar uma reunião importante com os presidentes das cinco Federações Empresariais do RS (Fiergs,Federasul, Farsul,Fecomércio e Federação dos CDLs). Trata-se da discussão sobre o projeto ?O RS Que Queremos? que objetiva formatar uma Agenda Estratégica para o RS no período 2006/2020. O encontro será às 10h30 min na sede da entidade.

AMCHAM

\"Comunicando Pessoas Sobre o Nosso Negócio\", é o case apresentado pela Amcham Porto Alegre (Câmara Americana de Comércio) que faz parte do projeto do sistema de comunicação interna da John Deere Brasil. A apresentação será nesta terça, 21, às 8h30, no Sheraton Porto Alegre e os palestrantes serão Ronize Damassini, supervisora de Comunicação da América do Sul da John Deere e Ayrton Konze, diretor da B+M Comunicação Integrada.

FEBRAMÓVEL

De 11 a 14 de março, no Serra Park, em Gramado a Febramóvel 2006 estará apresentando o que há de mais moderno em móveis e decoração. Duas grandes novidades devem chamar a atenção do público: traslado de Bento Gonçalves para Gramado e vice-versa, oportunizando aos participantes a visitação também na Móvelsul, nos dias 13 e 14. A outra novidade será um inédito desfile de móveis na Rua Coberta, de Gramado, em grande estilo, com infra-estrutura dos grandes desfiles de moda.

HAPPY HOUR POLÍTICO

O Presidente do Instituto de Estudos Políticos Ildo Meneghetti - IEPIM, convida para o lançamento do Happy Hour Político do IEPIM, que contará com a preleção introdutória do Prof. Doutor Hermílio Santos, abordando o tema: ?Contexto Social da Disputa Política?, como subsídio para as discussões e debates, dia 21, às 19h, na Cúpula do Café Concerto,Casa de Cultura Mário Quintana ? 7º andar.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

FRASE DO DIA

NÃO SOMOS RESPONSÁVEIS APENAS PELO QUE FAZEMOS, MAS TAMBÉM PELO QUE DEIXAMOS DE FAZER.

Moliére