Artigos Anteriores

O QUE ESCANCARAM OS ACORDOS COM A PETROBRÁS

ANO XIV - Nº 007/14 -

ACORDO

A notícia do acordo fechado entre a Petrobrás e entidades americanas (SEC -Securities and Exchange Comission- e o Departamento de Justiça do EUA), no qual a estatal aceitou pagar US$ 853 milhões (cerca de R$ 3,4 bilhões) para encerrar as investigações naquele país, e garantir que não será mais processada pelos esquemas de desvios de recursos na empresa em território americano, trouxe um alívio para os investidores.

ESCLARECIMENTO NECESSÁRIO

Entretanto, como estamos na reta final das Eleições/2018, esta notícia, se bem entendida como precisa ser, serve como um importante esclarecimento a todos os cidadãos brasileiros, eleitores, ou não, de que esta quantia representa apenas uma parcela (não toda) dos infinitos atos de CORRUPÇÃO que levaram a Petrobrás à lona.  

ACORDO INICIAL

Cabe relembrar, a propósito, que no início deste ano (2018), a Petrobrás já havia fechado um primeiro acordo, no valor de US$ 2,9 BILHÕES, com investidores americanos, que em 2014 haviam entrado com ações na Justiça dos EUA se dizendo lesados pelos atos de corrupção praticados na empresa.

DOBRO

De novo: os dois acordos foram ótimos para a Petrobrás porque os americanos resolveram conceder um generoso abatimento do valor que pretendiam receber nas ações que moveram contra a estatal. Caso batessem pé, a soma dos valores acordadas, que é de U$ 3.373 BILHÕES (aproximadamente R$ 15 BILHÕES), seria o dobro.

CONTA SOMADA

Mais: somando a alta CONTA (que ficou pra lá de razoável graças ao desconto obtido) dos acordos fechados com os americanos, com a conta dos ROMBOS (que ainda estão sendo contabilizados) verificados aqui, no nosso empobrecido Brasil, a CORRUPÇÃO, só na Petrobrás, excede os R$ 30 BILHÕES. Que tal?

SÃ CONSCIÊNCIA

Depois destes dois acordos, plenamente ratificados pela Petrobrás, os quais escancaram os prejuízos concedidos ao povo brasileiro (legítimo dono da estatal), o que nenhuma mente sã consegue imaginar, e muito menos admitir, é que ainda possa existir algum eleitor que queira a volta do PT ao governo e, portanto, mandando na Petrobrás.  Pode?

UM NÃO SALVA, O OUTRO MATA

Conclusão: o candidato Jair Bolsonaro, certamente, não é um SALVADOR DA PÁTRIA. Já o candidato do PT, Fernando Haddad, sem a menor sombra de dúvida, é um legítimo ENTERRADOR DA PÁTRIA.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • TJLP

    O Banco Central fixou em 6,98% a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) que vigorará de 1 de outubro a 31 de
    dezembro de 2018. Atualmente a taxa está em 6,56%. A TJLP é utilizada para calcular a taxa de juros dos contratos de financiamentos vigentes pelo BNDES. Desde janeiro de 2018, o banco de fomento passou a utilizar a Taxa de Longo Prazo (TLP) para calcular a taxa de seus financiamentos.

  • PNAD CONTÍNUA

    De acordo com a Pnad Contínua, a taxa de desemprego trimestral recuou de 12,3% em julho para 12,1% em agosto.  

FRASE DO DIA

Se não formos corajosos, não seremos livres.

Glenn Ford