Artigos Anteriores

O PAÍS BRASIL E A SELEÇÃO DE FUTEBOL

ANO XIV - Nº 007/14 -

PESQUISA ELEITORAL

Na última sexta-feira, de maneira totalmente aleatória, fui abordado por um agente de um instituto de pesquisas, cujo propósito era saber para qual seleção de futebol eu estava torcendo, nesta Copa do Mundo.

RESPOSTA CLARA E DIRETA

De pronto respondi, de forma clara e direta: - NÃO TENHO PREFERÊNCIA. Quero, tão somente, que a seleção campeã seja aquela que realmente fizer por merecer o título ao longo do importante torneio.

RESPOSTAS ANTERIORES

Ao perceber que o pesquisador não esperava esta resposta, procurei saber o que haviam dito aqueles que me antecederam. Até agora, respondeu ele, uma boa parte dos pesquisados (brasileiros) disse que torcia pela Seleção Brasileira. E outra, fugindo totalmente da pergunta, disse que, diante de tanto gasto, corrupção e superfaturamento de obras, torcia contra a nossa Seleção.

SOBERANIA

Pois, em primeiro lugar deixo bem claro que respeito todas as opiniões diferentes da minha. Entretanto, muito provavelmente movidos pelo massacre promovido pela mídia, muita gente coloca a competição esportiva -Copa do Mundo- no mesmo patamar de uma guerra entre Nações, onde a soberania está em jogo.

CONFUNDINDO PAÍS COM SELEÇÃO

Em segundo lugar vejo que diante de tanta indignação pela forma com que o nosso país está sendo conduzido, muita gente está confundindo a Seleção Brasileira de Futebol com o País Brasil. Daí a razão para que muita gente que normalmente torceria para a nossa Seleção diga, em tom de revolta, que torce contra.

QUE VENÇA O MELHOR

Ainda assim reitero: todos têm o direito de torcer para quem quiserem, ou mesmo não torcer para ninguém. Prefiro ver e analisar o futebol sem preferência de cor ou camisa. Mesmo sabendo que nem sempre vence o melhor, o que faço é torcer para que isto aconteça.

ORA, ORA, DONA ZH

Como não sou faço parte do imenso universo de pessoas que se deixa levar por bobagens ditas e escritas na grande mídia que emprega maus profissionais, ainda assim não me conformo com o editorial de Zero Hora (leia-se grupo RBS) de sábado,14, onde está escrito:

-A Fifa conquista antipatia por onde passa, pela forma arrogante como impõe suas exigências e pelo desrespeito aos países onde acampa a cada quatro anos com seu circo futebolístico.

Ora, ora, quanta bobagem e/ou estupidez. A FIFA, por exigir organização e cumprimento das regras que são plenamente conhecidas por todos que se candidatam à sediar uma Copa do Mundo, pode ser chamada de arrogante? O governo brasileiro, que cometeu as maiores barbaridades em termos de corrupção para construir estádios caríssimos, sendo que muitos deles em lugares onde sequer o futebol é praticado, não merece nada? Ora, ora dona ZH...

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • FOCUS
    O boletim Focus de hoje mostra: 1- estabilidade em 11% para a projeção de Selic ao final do ano. 2-a expectativa para o IPCA, o índice oficial de inflação do país, teve ligeira queda de 6,47% para 6,46%. 3- a nova estimativa de crescimento do PIB é de apenas 1,24%, ante 1,44%. Que tal?
  • DIA DO PALHAÇO
    A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou, na última terça-feira (10/06), a proposta do Deputado Federal Paulo Rubem Santiago (PDT-PE) que coloca no calendário de comemorações nacionais o Dia do Palhaço. A medida é objeto do Projeto de Lei 6.551/09. Agora os brasileiros tem o seu DIA OFICIAL, não?
  • NA COLA
    A pesquisa Sensus (26 de maio a 4 de junho) sobre sucessão presidencial, diz que a presidente Dilma passou de 35% para 34%, de abril para junho, enquanto Aécio Neves subiu de 23,7% para 24,1% e Eduardo Campos passou de 11% para 11,3%.
  • CONSUMO
    A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) apresentou queda de 1,6% em junho ante maio, para 120,4 pontos, informou hoje,16, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Na comparação com junho de 2013, o recuo foi de 7,4%. Pela segunda vez consecutiva, o índice atingiu o menor nível da série histórica.

FRASE DO DIA

Por mais que a verdade doa, a sinceridade nunca magoa.