Artigos Anteriores

O ORÇAMENTO GAÚCHO

ANO XIV - Nº 007/14 -

TRANSPARÊNCIA

A péssima situação financeira do RS, já bastante conhecida de todos, com a apresentação da peça orçamentária para 2008 feita na semana anterior não melhorou nem piorou. O déficit de R$ 1,3 bilhão, demonstrado de forma clara com números realistas, evidenciou o quanto os ex-governantes gaúchos sempre enganaram e mentiram à sociedade.

FALCATRUA

O suficiente para colocar todos na prisão. Perpétua e incomunicáveis, pois o crime que cometeram é gravíssimo. A enganação e a manipulação do orçamento que sempre promoveram ao longo dos seus mandatos, explicam, claramente, os déficits e rombos acumulados nos últimos 30 anos. Isto é falcatrua. Das grossas.

CONSIDERAÇÕES

Nos documentos que acompanham o projeto entregue à Assembléia Legislativa, o atual governo fez questão de dizer que as isenções fiscais chegam a R$ 6 bilhões, quase metade do que se arrecada de ICMS. E que a carga de tributos estaduais em relação ao PIB é menor no Rio Grande do Sul do que na maioria dos Estados.

ALTERNATIVAS

Tomando por base só estas duas considerações apresentadas pelo Executivo gaúcho, e pela forma como sempre são atacados os problemas financeiros do Estado do RS, resta entender que estamos diante das seguintes alternativas, para o equilíbrio do orçamento: cortar incentivos fiscais ou aumentar impostos.

DEBANDADA

Analisando a primeira delas já antecipo que brecar programas de incentivos fiscais às empresas, sem a menor sombra de dúvidas, significa despachá-las para outros Estados mais competitivos. Seria uma grande debandada.

A PREFERIDA

A segunda, que trata do aumento do ICMS, é aquela que, infelizmente, sempre foi a preferida dos governantes. São mais efetivas. Se as empresas ainda conseguem cair fora do RS, o povo não tem a mesma facilidade. Alguns até podem, muitos não. Sendo assim, já está bem evidente o que vai acontecer no RS.

MAIORIA

Alguns leitores, movidos pela forte indignação pela absolvição do senador Renan Calheiros, exigem posições mais críticas com relação ao arquivamento do processo votado na semana passada. Sem querer diminuir o sentimento de revolta percebo o quanto tais leitores foram nocauteados e incapazes de pensar.O problema agora, gente, já não é o Renan. O problema é o que fazer com o Senado, que tem mais 46 representantes que pensam (e agem, certamente) da mesma forma como Renan. O problema, portanto, já não é o presidente do Senado. Está na maioria dos ocupantes da Instituição, cujos safados deveriam ser expulsos com ele.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • AQUISIÇÃO
    A Gerdau Ameristeel Corporation (NYSE: GNA; TSX: GNA) anunciou a conclusão da aquisição da Chaparral Steel Company, ampliando seu portfolio de produtos com todos os tipos e tamanhos de aços estruturais. Os acionistas da Chaparral aprovaram a aquisição em Assembléia extraordinária realizada na última quarta-feira, 12 de setembro de 2007.
  • 40 ANOS
    O Grupo Habitasul completou, no dia 15 de setembro, 40 anos de fundação. O Grupo nasceu em Porto Alegre (RS), em 1967, e hoje está presente nos setores industrial, imobiliário, de hotelaria e serviços nos estados do RS, SC, SP e na Costa Rica. Entre os vários negócios destacam-se o empreendimento Jurerê Internacional, reconhecido internacionalmente como modelo de sustentabilidade, e a Celulose Irani, a primeira empresa do Brasil do segmento de papel e celulose a emitir e negociar créditos de carbono no âmbito do protocolo de Kyoto. Parabéns.
  • PARTIDO FEDERALISTA
    O representante do Movimento Federalista, Thomas Korontai, foi recebido, em audiência, pelos Ministros do TSE, Marco Aurélio de Mello e Carlos Eduardo Caputo Bastos, no dia 13.09.07, em face do requerimento que foi feito para o registro do Partido Federalista na forma do disposto no art. 17 da Constituição Federal, sem as 500 mil assinaturas atualmente exigidas pela Lei 9.096/95. Pelo relato feito por Korontai o Partido Federalista está próximo de um registro. Tomara.
  • LANÇAMENTO
    Acontece amanhã, 18, na Savarauto (Nilo Peçanha, 2000), o lançamento do primeiro Comitê de Luxo de Porto Alegre - HAUTE GAMME. A partir das 19h.

FRASE DO DIA

QUANDO AS PESSOAS PARAM DE RECLAMAR, PARAM DE PENSAR.

N. Bonaparte