Artigos Anteriores

O IPI E O BÔNUS

ANO XIV - Nº 007/14 -

INADIMPLÊNCIA

A inadimplência bancária, mesmo para os mais otimistas, registrou aumento pelo terceiro mês consecutivo. A das pessoas físicas aumentou para 8,3% em fevereiro, maior nível em quase nove anos. Das empresas foi de 2,3% frente a 2% no mês anterior. No geral, atingiu 4,8%, o maior patamar desde março de 2007.

CRESCIMENTO GERAL

Pelo que dizem os banqueiros haverá novas elevações nos índices de inadimplência para os próximos meses. Mas, em contrapartida é esperado um crescimento do saldo do crédito para 2009, que deve fechar o ano próximo de 45% do PIB, patamar superior aos 41,1% registrado no final de dezembro de 2008. Ou seja: em 2009 cresce a inadimplência e cresce o crédito.

ESPAÇO PARA CRESCER

A explicação para isto é o nosso baixo percentual do volume de crédito sobre o PIB, ao contrário do que acontece nos EUA e em vários países europeus. Por aqui o crédito ainda tem muito espaço para crescer. Dedução lógica: a inadimplência maior, que está nos financiamentos de veículos, oferece menor risco porque há a retomada do bem. Aí vale a pena arriscar.

ADIAMENTO DE COMPRA

É óbvio que o governo vai prorrogar a isenção do IPI. Mesmo que o governo faça suspense, o certo é que a decisão da prorrogação já está tomada. Aliás, neste aspecto o silêncio tem muito sentido: antecipar a notícia só provocaria adiamento de compra por parte dos consumidores neste final de semana.

BÔNUS

Enquanto o governo brasileiro usa a redução do IPI (imposto pra lá de lamentável) para estimular a indústria automobilística, o governo da Alemanha age de outra forma: concede aos proprietários de veículos com mais de nove anos de uso, um bônus no valor de 2,5 mil euros.

VANTAGENS PARA TODOS

Com a inteligente medida, todos saem ganhando: o governo recebe em impostos mais do que concedeu de bônus; o desemprego no setor é contido; o país tem renovada a frota de veículos diminuindo o risco de acidentes de trânsito; e os consumidores atualizam seus automóveis.

FILA DE ESPERA

O resultado da iniciativa alemã é tão significativo que as vendas da indústria, em relação ao ano anterior, cresceram 21,5%. A fila de espera parece ser grande, pelas notícias que se tem.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • OLHOS AZUIS
    O detetive Lula, que anda à cata dos culpados pela crise global, não tem mais dúvidas: ontem o presidente afirmou que os culpados são BRANCOS DE OLHOS AZUIS. Todos que você encontrar com tais características merecem ser presos. Chame a polícia. Quanta besteira, não. No entanto, a popularidade do homem só cresce.
  • FESTIVAL
    A Agência Plenna e a Faculdade de Comunicação da PUCRS - Famecos lançam o 2º Festival de Criatividade. A iniciativa prevê a criação de campanhas publicitárias pelos alunos dos turnos da manhã e noite do sexto semestre do curso de Publicidade e Propaganda da PUC/RS e das turmas de Relações Públicas. O objetivo do Festival é descobrir talentos universitários e divulgar ações de entidades.
  • CLUBE DE OPINIÃO
    Nesta segunda feira, 30, às 10h,os associados do Clube de Editores e Jornalistas de Opinião fazem a primeira reunião do ano. Às 10h, no Sheraton Hotel.
  • DEBATE
    O debate: 45 anos depois: tivemos uma revolução em 31 de março?, marca o relançamento do livro A Revolução da Minha Janela, do jornalista José Luiz Prévidi, dia 31, a partir das 19 horas, no Plenarinho da Câmara de Vereadores de Porto Alegre.
  • FEIRA
    O Bourbon Shopping Canoas recebe, de 27 de março a 5 de abril, a feira Ambientes, especializada no segmento de móveis, decoração, imóveis e construção. Durante o evento, mais de 20 expositores apresentarão novidades em móveis planejados, estofados direto de fábrica, cozinha sob medida, paisagismo e ainda lançamentos imobiliários. No 2º piso do estacionamento coberto, de segunda à sexta-feira, das 15h às 21h, e nos sábados e domingos, das 11h às 21h.
  • FORJAS TAURUS
    -Depois de crescer quase 65% e impulsionar a expansão de 39,6% na receita líquida consolidada da Forjas Taurus em 2008, para o montante recorde de R$ 599,2 milhões, o segmento de armas deve manter o fôlego em 2009, apesar da crise. A previsão da empresa, com base no desempenho observado em janeiro e fevereiro, é elevar as vendas físicas do produto em 30% neste ano, puxadas novamente pelas exportações aos Estados Unidos, por investimentos em segurança pública no Brasil e ainda pela consolidação da Amadeo Rossi, fabricante gaúcha de armas longas, adquirida no fim do ano passado, disse o diretor-presidente, Luis Fernando Costa Estima.

FRASE DO DIA

Não respeite um homem pelos seus cabelos brancos. Os canalhas também envelhecem.

Anônimo