Artigos Anteriores

O GOVERNO PRIMA PELO INTERVENCIONISMO

ANO XIV - Nº 007/14 -

CONTRARIADOS

Entendo, perfeitamente, quando alguns leitores/assinantes não concordam com as críticas constantes aos nossos governantes socialistas. Entretanto, bem antes de tomarem a decisão de sentar à frente do computador para me encher de desaforos, o governo entra em cena para me dar total razão.

PROTECIONISMO

Quando exponho, por exemplo, que a competitividade dos produtos brasileiros só depende das reformas ESTRUTURAIS capazes de reduzir o CUSTO-BRASIL, o governo ignora o que é necessário e toma medidas protecionistas. Em suma: ao invés de remover os obstáculos que encarecem os produtos produzidos aqui, o governo adota medidas para tornar os importados mais caros. Pode?

IMPOSTO DE IMPORTAÇÃO

Nesta semana, como já foi amplamente divulgado, o governo resolveu ser ainda mais protecionista: elevou o Imposto de Importação para cem tipos de produtos, incluindo bens de capital, siderurgia, petroquímica e medicamentos. Maravilha, não?

CUSTO BRASIL

O que é de se lamentar é que bastou a medida ser baixada para que, imediatamente, os empresários beneficiados entrassem em período de silêncio, por tempo indeterminado. Assim, por algum tempo não vão ficar atormentando o governo com reclamações sobre o elevado Custo-País.

CONSUMIDOR PREJUDICADO

Como não consigo ficar calado diante de tamanha estupidez, só me resta chamar a atenção para um importante detalhe: o grande e único prejudicado nesta atitude de -favorecer- a indústria é o consumidor. A partir de agora vai precisar pagar ainda mais caro por aquilo que entrou na lista dos produtos atingidos pelo imposto de importação. Pode?

REFORMAS

Repito: por um bom tempo, como é de se supor, o governo se livrou de ouvir que só as reformas (Previdenciária, Trabalhista, Fiscal, Tributária, etc.) podem fazer do Brasil um país competitivo. Imagino, inclusive, que Dilma venha a se desesperar, caso alguém diga que a sua atitude significa mais uma HERANÇA PESADA.

VIAJAR PARA O EXTERIOR

É por essas e outras que o brasileiro não para de viajar para o exterior. Além de pagar muito menos por tudo que adquire lá fora, ainda tem o prazer de conhecer e praticar aquilo que inexiste aqui: a CIDADANIA.

Assine a Newsletter do Ponto Crítico

MARKET PLACE

  • CESTA BÁSICA
    A cesta básica de Porto Alegre, segundo o presidente da AGAS, Antônio Cesa Longo, não é a mais cara do país, como informou o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Longo explicou que o preço total do conjunto de itens é maior na capital porto-alegrense em função das diferenças evidentes nas quantidades e nos tipos de produtos que compõem as cestas das diferentes regiões do Brasil.
  • DEBATE
    A CDL Porto Alegre realiza no próximo dia 26, no Margs, um debate com os três candidatos à Prefeitura que estão no topo das pesquisas eleitorais. Na pauta estarão perguntas específicas sobre a economia e o varejo da Capital. Será um momento importante para os empresários e lojistas da cidade e, com certeza, decisivo, afirma Gustavo Schifino, presidente da CDL Porto Alegre.
  • INTERCÂMBIO
    Já estão abertas as inscrições para a EDUEXPO, maior feira de intercâmbio do País. Em Porto Alegre, o evento vai acontecer no dia 16 de setembro (domingo), das 14h às 19h, na Associação Leopoldina Juvenil. O ingresso é gratuito e pode ser feito pelo site: www.edufindme.com/eduexpo2012. Mais informações pelo telefone (51) 3331 5996.
  • DOAÇÃO DE CÓRNEAS
    O Hospital Banco de Olhos de Porto Alegre ? HBO ? realiza nos dias 06 e 07 de setembro entrega de material educativo nas praças de pedágio da Concepa de Eldorado do Sul e Gravataí, para divulgar a Campanha de Doação de Córneas - Todo mundo merece ver a vida. O objetivo desta ação é o contato direto com a comunidade para conscientizar sobre a importância de ser um doador de córneas e informar sobre o transplante.

FRASE DO DIA

Nossas vidas começam a terminar no dia em que permanecemos em silêncio sobre as coisas que importam.

Martin Luther King